Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
17.957 pessoas
Área da unidade territorial 2015
623,080 km²
Densidade demográfica 2010
28,63 hab/km²
Prefeito 2017
EDICLEY SOUZA BARRETO

Histórico

Leia
HISTÓRIA DE IBITITÁ ? BAHIA Anos de 1887, época que muitos em que os aventureiros vindo do sertão, de Macaúbas vindo do povoado Vargem de Macaúbas, em aventuras de mel de abelhas, uma comitiva formada pelos irmãos, Martiniano Marques Dourado, conhecido por ?Catú? e Clemente Marque Dourado mais conhecido por padre e com a comitiva vei alguns ex: escravos com Vitorino Rodrigues de Souza, Tibério e outros não tinha transporte, tudo era por meio de animais, burro, jumento, que conduzirão, estes bravos aventureiros até esta terra que deram o nome de Rochedo, por ter cido visto a primeira vista Rochedo. Martiniano velho ?Catú? e Clemente velho padre possearam da terra, para cultura e explorarem o plantiu de alguma cultura como feijão, milho, cana e outros, aqui nesta terra eles foram, construindo as suas moradias, como tinha madeira de qualidade, Martiniano construiu a sua primeira residência no riacho que hoje conserva este nome é ate a data de hoje, foi construída de madeira a pique, anos mais tarde Martiniano vei construir no centro na praça que hoje denominada praça Martiniano Marques Dourado. O velho padre como era conhecido o Clemente foi construir sua residência em outro lugar hoje Bairro do Gelo. Anos depois Rochedo seu nome primitivo foi evoluindo com crescimento de pessoas vindo de outros lugares, que o ano de 1961 era vila de Irecê. No fim da Segunda Guerra, terminou a ditadura mais conhecida como ditadura Vargas, esta foi anos de 1945, deu vez ao novo sistema de governo democrático é Rochedo, ano de 1961 por decreto lei nº. 1518, a Câmara Estadual do Estado da Bahia em Assembléia aprovou a desligamento territorial de Rochedo municipalizado Cidade de Ibititá e assim Ibititá e um município independente. Para com que os habitantes de Ibititá reconheça o município com uma área de 744km quadrado e 18.293 habitantes, foram convocados para a primeira eleição a acontecer no dia 15 de novembro 1962. Para as urnas escolhe pelo voto o primeiro prefeito foi Antonio Cardoso Dourado sendo Concorrente Eufrásio Vilela Dourado, na data foi eleita a câmara de vereadores, para dar início ao programa de governo. Vereadores eleitos: Geogeto Oliveira de castro, Laelio Marques Dourado, Inácio Oliveira Alencar, Milton de Oliveira Cardoso, Urbano Macedo Dourado, Vanderlino Dourado Matos e Cantalicio de Abreu Neiva. Eleição ara formação da mesa diretora, foi eleito presidente o vereador Urbano Macedo Dourado. Impossado o Prefeito Antonio Cardoso Dourado deu inicio ao progresso de Ibititá, que foram feitas obras como Escola publica delegacia de policia, posto medico, como sendo o primeiro mandato não tenha prédio para funcionar a sede do governo, foi locada uma casa residencial localiza na rua alto da estrela de propriedade do srº Henrique Dourado Sobrinho, funcionando de abril de 1963 abril de 1967 segundo governo dos anos de abril de 1967 a Janeiro de 1971, sendo o prefeito eleito João Gomes de Oliveira Concorreu com o Genario da Silva Dourado. Foram eleitos para a câmara municipal os vereadores: Bais Querino de Queiroz, Milton de Oliveira Cardoso, Manoel Rufino Dourado, Osvaldo Cardoso Dourado, Wlisses Marques Dourado, Rosalvo Gomes de Almeida, Artur Dourado Matos, Herculano de Souza Pereira Filho e Lídio Néris da Silva, eleição para a mesa diretora foi eleito o vereador Milton de Oliveira Cardoso como presidente. O prefeito da inicio o seu plano de progresso no município, como prédio da sede do executivo que foi iniciada, prédio Hermano Marques Dourado e outras obras. Terceiro: governante Genario da Silva Dourado sendo o seu concorrente Urbano Macedo Dourado para câmara municipal de vereadores, nos anos de janeiro 1971 a janeiro de 1973 eleitas os seguintes vereadores: Edgar Lucas de Almeida, Bias Querino de Queiros, Milton de Oliveira Cardoso, Joel Francisco de Matos, Daniel Francisco de Matos, Cloves Rufino Dourado, Jaime de Aquino Vieira, Milton Soares de Freitas e João Batista Aurora. Para a eleição da câmara municipal foi eleito o vereador Daniel Francisco de Matos presidente; obras iniciadas: escolas e outras neste governo com idéias mais jovens. O professor Manoel Otaviano Dourado Bastos, de volta de São Paulo a sua querida Ibititá, junto com a sociedade Ibititaense projetaram a criação de um ginásio e foi avante que foi transferido para o Estado onde os jovens tem oportunidade para estudar, vários professores são diplomados e outros alunos já conseguiram curso superiores é assim que Ibititá vai a frente com idéias universitárias. Quarto: governo nos anos de 1973 a 1976 uma campanha de muitos interesses para os Ibititaense pela primeira vez na Historia de Ibititá foi indicado universitário para o executivo. O recém-formado em medicina veterinária o Dr. Ney Marques Dourado e Inácio Oliveira Alencar que venceu a eleição com a magem de 14 votos. Eleição para o poder legislativo os vereadores: Auzier Azevedo Dourado, Antonio Vaz Rocha, Antonio Cardoso Dourado, Bias Querino de Queiroz, Edgar Lucas de Almeida, Guilherme Marques dos Santos, José Antonio da Silva Dourado, Valdimi José de Andrade e Vanderlino Dourado Matos, foi eleito presidente da mesa diretora não deixando obras feitas, mandato para entrar na historia deste município que possa divulgada. Quinto: governante Vanderlino Dourado Matos nos anos 1977 a 1982 sendo seu concorrente Eufrásio Vilela Dourado, na mesma oportunidade eleição para a Assembléia legislativa municipal. Vereadores: Abenaias Marques Dourado, Arnaldo Pereira dos Santos, Beijamim Soares dos Santos, Bias Querino de Queiros, Edgar Lucas de Almeida, Eliezer Azevedo Dourado, Elio Seixas Cardoso, com a morte do vereador Eliezer Azevedo Dourado assume o suplente Filemon Sancho Paiva Nelson Rufino Dourado, Manoel Jesus da Silva. Sendo eleito para presidente da mesa da diretoria o vereador Abenaias Marques Dourado. Para o inicio do governo do prefeito eleito que em seu pronucialmento de campanha, prometia muitas obras que a sua primeira meta quando chegasse no poder do município seria calçamento das ruas da cidades seria calçadas que a população não mais andavam em ruas de chão e foram cumpridas as promessas de campanha, no governo de Vanderlino Dourado Matos, incentivava a agricultura com sementes na época do plantio o Prefeito deslocava do município para salvador vinha com sementes de feijão e milho, conseguidas através da secretária de agricultura era distribuídas para o pequeno agricultores. Outros eventos de Vanderlino Dourado Matos era ajudar aquelas famílias de baixa renda com cestas básicas de alimentos, seu orgulho de ser um bom administrador vem dos seu antecedentes o seu bisavó Clemente Marques Dourado o velho padre fundador, da vila Rochedo, que só pensava no progresso e Vanderlino Dourado Matos seguiu os passos do velho padre e seu lema sempre progresso e a sim deixou uma pagina para ficar na memória de Ibititá. Sexto: anos de 1983 a 1988 Genario da Silva Dourado volta a concorrendo o poder com Manoel Otaviano Dourado Bastos foi eleito o Genario da Silva Dourado que foi formada a sembleia legislativa municipal foi os seguintes vereadores Uilson Durães Dourado, Antonio Seixas Cardoso, Beijamim Soares dos Santos, Carlos Alberto de Castro Dourado (Leão), Washington Alves de Almeida, José Antero da Rocha Filho, Mario Batista Gama, Esron Gomes de Castro, Inácio Oliveira Alencar, Reinaldo Machado Miranda, Andarilho Ferreira dos Santos eleito presidente da câmara o prefeito empossado para dar continuidade o crescimento das obras deixadas pelo seu antecessor. Sétimo: prefeito vanderlino dourado matos foi disputado o poder com Andarilho Ferreira dos Santos (Nino) Cabendo o poder ao imortal Vanderlino Dourado Matos. Para assembléia municipal foram eleitos os vereadores: Esron Gomes de Castro, Mainá Dourado Matos, Edvando Gomes de Oliveira, Domingos Marques Dourado Sobrinho, Nilton Souza Pereira, Beijamim Soares do Santos Filhos com a morte do vereador Beijamim assume o mandato o primeiro suplente Antonio Vaz Rocha, Ademir Batista de Oliveira, Orlando Sancho Paiva, Paulo Cezar Dourado Bastos, Eunildo Almeida Barreto e Elias Batista de Oliveira. A formação da mesa diretória foi eleito o vereador Mainá Dourado Matos presidente. Deu inicio ao progresso de Ibititá na nova gestão do prefeito o imortal Vanderlino Dourado Matos. Sempre assumindo sua imagem de comprido do que prometia com o município, uma de suas promessas era trazer feitos para sempre e ficar na memória do Ibititaense, exemplo o sinal de televisão, telefone, banco do Brasil, água tratada de Miroros tudo isso foi cumprido e muitas obras no interior do município, com seu o seus feitos tornou-se para o Ibititaense o imortal ficando na memória como o Patrono de Ibititá esta foi uma data de 1989 a 1992 memorial para Ibititá. Ainda no novo governo de Vanderlino Dourado Matos uma de suas metas foi aformação de uma assembléia constituinte para a elaboração da constituição municipal (Lei orgânica), do município foram escolhidos os vereadores que formarão a mesa (Constituintes), Esron Gomes de Castro presidente: Ademir Batista de Oliveira vice presidente, relator Elias Batista de Oliveira primeiro secretario Edivando Gomes de Oliveira, segundo secretario Eunildo Alves Barreto. Comissão auditora presidente Paulo César Dourado Bastos, membros Domingos Marques Dourado Sobrinho e Milton Souza Pereira. Comissão de divulgação presidente Mainã Dourado Matos, membros Orlando Sancho Paiva e Antonio Vaz Rocha. Em 05 de abril de 1990 no artigo 29 da constituição foram promulgadas a novas leis: Como no artigo 05 parágrafo único. Acreação de distrito como distrito Canoão e distrito de Feira Nova sobre a criação de desmembramento de município. Oitavo: governante eleições de 1992 a 1996 disputaram o mandato Carlos Cardoso Mendonça e Sidney Dourado Matos cabendo a vitória Carlos Cardoso Mendonça. Para a câmara municipal foram eleitos os seguintes vereadores: Milton Souza Pereira, Maria Gilaide Gomes dos Santos, Dermivaldo Alves de Miranda, Wilson Durães Dourado, Domingos Moitinho Dourado Mario Batista Gama, Orlando Sancho Paiva, Mainã Dourado Matos, Adailton Pereira Souza, Edivaldo Cirilo do Anjos, Paulo César Dourado Bastos, sendo eleito presidente da câmara o vereador Paulo César Dourado Bastos que deu inicio ao mandato do prefeito eleito para continuar um progresso iniciado pelo antecessor obras iniciadas pelo oitavo governante o centro de abastecimento onde funciona a feira livre foi concluída no nono governante. Nono: governante Dr. Domingos Moitinho Dourado eleição concorrida com Marcelo Lima Dourado Matos nos anos de 1996 a 2000 para a câmara de vereadores foram eleitos os seguintes: Adailton Pereira Souza, Domingos Souza Pacheco, Artur José de Oliveira, Francisco Marques Dourado, José Gomes Sobrinho, Milton Souza Pereira, Efraim Rodrigues da Silva, Deusdedite Alves Barreto, Ulises Durães Dourado, Ney Marques Dourado e Maria Gilaide Gomes dos Santos. Foi eleito Deusdedite Alves Barreto presidente da câmara para iniciar um governo de inovação sendo o primeiro prefeito com curso universitário que chegou para mudar este município, ainda jovem filho de família pobre, foi chamado pelo seu irmão com condições financeira melhor da sua família que ele podia ser um formado, ele foi fazer o pedido do seu irmão, Walter Moitinho Dourado, em São Paulo onde estudou de São Paulo a Brasília este jovem pela sua inteligência fez vestibular passando no vestibular foi estudar na universidade de medicina, hoje Dr. Domingos Moitinho Dourado vive neste município, que com ele Ibititá acordou para uma nova era que vamos Ibititá: deixar a era de coronéis vamos eleger governantes agora nesta era que estamos sempre lembrando da era universitária, no governo dele sempre trabalhou por uma população sadia, foi uma das suas idéias cuidar da saúde deste povo sofredor, carentes e sem um grau de escolaridade incentivou muito jovem para ver o seu passado e hoje ver seu presente. Décimo: governante: de novo Dr. Domingo Moitinho Dourado sempre ele concorrendo pela primeira vez neste município uma reeleição desta vez com um candidato o maior oposicionista deste município: Paulo César Dourado Bastos para formação da assembléia municipal da décima formação da câmara municipal: os vereadores Domingos de Souza Pacheco, Antonio Fernando Oliveira Alencar, José Adailton Souza Alencar, Idevilson Alves Barreto, Edivaldo Cirilo dos Anjos, Milton Souza Pereira, Derisvaldo Martiniano da Rocha, Maria Gilaide Gomes dos Santos, Domingos Marques Dourado Sobrinho, Anália de Kátia Cardoso Dourado e Francisco Marcos Dourado, sendo eleita a vereadora Maria Gilaide Gomes dos Santos presidente do legislativo deu inicio ao executivo dos 2000 a 2004 governado pelo Dr. Domingos que iniciou seu governo para com que ele seja imortal como Vanderlino Dourado Matos ficando na historia de Ibititá o prefeito que disse a deus ao coronelismo e vamos a frente com univessitarismo dando o que o Ibititaense seja bem conhecedores que chega o coronelismo e vamos univessitarismo Dr. Domingos deixou Benfeitorias que sempre lembradas pelo presente e será lembrada pelo futuro: como um grande exemplo o prédio onde funciona o Colégio democrático de Ibititá, Centro de geração e renda, Centro de abastecimento iniciada no oitavo governante e concluído no décimo governo de Dr. Domingos com suas idéias de homem de cultura deixou uma das maiores necessidade para o Ibititaense uma faculdade para formações de professores de Ibititá elevar melhor o seu conhecimento a faculdade de pedagogia pelo seus feitos foi elevado para a historia imortal que já mais será esquecidos pelos Ibititaense Dr. Domingos entrou na pagina dos imortais como Martiniano Marques Dourado, Clemente Marques Dourado e Vanderlino Dourado Matos espera que outro filho desta terra entra no rol destes homens que foram citados. Décimo primeiro: governante foram concorrentes ao executivo os candidatos Carlos Alberto de Castro Dourado produtor agrícola conhecido como (Leão) e o Engº civil Francisco Moitinho Dourado Primo conhecido por (Chiquinho), para composição da câmara municipal foram eleitos os vereadores aqui descriminados Adailton Oliveira Paiva, Aguinaldo Seixas Dourado, + em memória Edesio Dourado Basto que legislou dezoito meses e em seguida assume o poder o primeiro suplente Iraneto Querino de Queiroz, Anália de Kátia Cardoso Dourado, Marcelo Lima Dourado Matos, Maria Gilaide Gomes dos Santos, Cloves Rufino Dourado e Francisco Marques Dourado que foi eleito presidente da décima primeira câmara municipal de Ibititá com a posse da assembléia municipal deu inicio ao governo Dr. Chiquinho que esta prometendo muitos benefícios, como e inicio de mandato não podemos fazer ainda o seu histórico em obra no município de Ibititá, mas para continuando de acabar com coronelismo pois e o segundo univessitarista na frente dos destino de Ibititá. Ibititaense pese sempre no futuro que no governo de Dr. Domingos fez com que analisado por todos Ibititaense, olha o exemplo de dois univessitarista na frente de Ibititá muitos de Vocês estão fazendo como diz o provérbio fazendo das tripas coração para manter um filho na universidade para o futuro de nossa Ibititá. Vamos conhecer o nosso interior do município de Ibititá exemplo Méis há muitas décadas era uma fazenda, quando Abílio Marques Dourado mais conhecido por (Biloca) a lhe chegou um homem de uma honestidade que sempre e lembrado pelos seus feitos, cultivou essa terra que foi evoluída hoje com o crescimento de Ibititá não e mais uma fazenda e sim um povoado onde vive numerosas famílias, cresceu tanto o seu pratimonio Meios não e mais iluminado com lampiões de gás tem energia elétrica que os descendentes do velho Biloca possa assistir seus programa de TV, telefone público aqueles que gosta de praticar esportes uma poliesportiva para os adolescentes praticar seu esporte Meios de Biloca e Daniel Marques Dourado o filho mais velho de Biloca e Olívia orgulham pelo crescimento um prédio escolar que em homenagem o velho querido de todos Meienses um seu neto eleito vereador fez um projeto de por Escola Abílio Marques Dourado o vereador Francisco Marques Dourado com tudo isto Meios e abastecido com água tratada de Miroros. Distrito e povoado de Feira nova Oulicori de João de Honório, Oulicori de João de Deus, Oulicori de Terto, Batatas, Marciano, Paldaco, Lagoa do Leite todos esses povoados citados tem beneficio como iluminações elétricas e Escolas. Distrito sede e povoados: Recife dos Cardosos, Lagoa das Pedras com Escola e Ginásio todos com iluminações publica e água potável , Pedras Lisas 01,02,03 todos esses povoados com Escolas e iluminações elétricas. Destrito de Canoão povoados Circo, Mato Verde, Caldeirão da Gia, Faveleira e Povoado de Lucas. Historia do município de Ibititá ? Bahia Escrita por Auzier Silva Dourado em 25 de agosto de 2006.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "2913101" }