Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
15.585 pessoas
Área da unidade territorial 2015
151,501 km²
Densidade demográfica 2010
89,81 hab/km²
Prefeito 2017
WILSON RIBEIRO PEDREIRA

Histórico

Leia
Salinas da Margarida Bahia —BA Histórico A região que hoje pertence ao município autônomo de Salinas era originalmente habitada pelos índios Tupinambás. Parte de suas terras que com a colonização portuguesa passou a pertencer a capitania dos portos de Salvador, foi vendida ao comendador Manoel de Souza Campos, que nela instalou duas fazendas: A Santa Luzia e a Conceição. Em uma de sua viagens a Portugal, Manoel de Souza visitou a cidade de Aveiro, onde conheceu algumas salinas e passou a acreditar que aquele tipo de atividade podia muito bem ser aplicado em suas propriedades, que tinham as condições climáticas necessárias e principalmente, pela grande quantidade de ″apicuns″ que favoreciam esse tipo de explorações. Como não possuía experiência no assunto, ele contratou e trouxe o técnico José Soares. No ano de 1881, eram inauguradas as primeiras salinas, no aldeamento do Porto da Margarida, em uma de suas propriedades. A região era despovoada até então, pois os núcleos habitacionais existentes na área concentravam-se na Barra do Paraguaçu de um lado e Encarnação do outro, nos limites de Salinas. A industrialização do sal atraiu muitos operários dando lugar a formação e desenvolvimento do povoado que, inicialmente chamou-se Salinas e posteriormente Salina da Margarida. Além do sal havia também a exportação da piaçava nativa e do dendê, mas a pesca sempre foi a sua principal atividade econômica. Os primeiros povoados surgidos foram o Arraial do Dourado e Caperenga. Eles cresceram impulsionados pela atividade salineira a partir de 1885. O topônimo originou-se do fato de que na região das salinas morava uma senhora de nome Margarida, que servia de referência para o local antes conhecido como Ponta da Margarida. Formação Administrativa Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no município de Itaparica o distrito de Salinas da Margarida. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Salinas da Margarida tomou a denominação simplesmente de Salinas. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Salinas (ex-Salinas da Margarida), figura no município de Itaparica. Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944, o distrito de Salinas voltou a denominar Salinas da Margarida. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Salinas da Margarida (ex-Salinas), figura no município de Itaparica. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. Elevado à categoria de município com a denominação de Salinas da Margarida, pela lei estadual nº 1755, de 27-07-1962, desmembrado do município de Itaparica. Sede no atual distrito Salinas da Margarida (ex-Salinas) . Constituído do distrito sede. Instalado em 07-04-1963. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alterações toponímicas distritais Salinas da Margarida para Salinas, alterado pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938. Salinas para Salinas da Margarida, alterado pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "2927309" }