Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
37.317 pessoas
Área da unidade territorial 2015
2.236,279 km²
Densidade demográfica 2010
16,10 hab/km²
Prefeito 2017
ARMANDO JARDIM PAIXÃO

Histórico

Leia
Araçuaí Minas Gerais - MG Histórico As terras do atual município de Araçuaí, durante o século XVIII, estiveram ligadas à antiga Comarca do Serro Frio e depois ao município de Minas Novas. Já no século XIX, o padre Carlos Pereira de Moura havia fundado na confluência dos rios Araçuaí e Jequitinhonha a Aldeia do Pontal - local aprazível onde aportavam as canoas que permutavam mercadorias vindas da Bahia, como as daquela região de Minas. Onde há canoeiros, há mulheres, bebidas alcóolicas e muita farra. Isso o Padre Carlos não aceitava em sua aldeia, muito menos na futura cidade que planejava fundar, o que fez, então? Expulsou dali todas as meretrizes que, desorientadas emigraram rio Araçuaí acima, achando abrigo na Fazenda Boa Vista, de Luciana Teixeira. Essa boa senhora cedeu suas terras, à margem direita do Ribeirão Calhau e do rio Araçuaí, às emigrantes que se alojaram. Atraídos pelas mulheres, os canoeiros mudaram de porto e, no local desenvolveu-se um arraial, com o nome de Calhau, que deu origem à atual cidade de Araçuaí entre os anos de 1830 e 1840. Com o tempo o local foi ganhando importância. Foi elevado a categoria de sede de Distrito pela Lei Provincial de 13 de julho de 1857. A instalação sob a denominação de Vila de Arassuay deu-se em 1º de julho de 1871, para finalmente a 21 de setembro de 1871 ser elevada a categoria de cidade, por força da lei nº 1870, com o nome de Araçuaí. Tal nome é de origem indígena, e quer dizer Rio das Araras Grandes. Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Calhau, pela lei provincial nº 471, de 01-06-1850, e pela lei estadual nº 14-09-1891. Elevado à categoria de vila com a denominação de Arassuaí, pelas leis provinciais nºs 803, de 03-07-1857, 1612, de 19-12-1865 e 1673, de 20-09-1870, desmembrado de Minas Novas. Sede na povoação de Calhau. Constituído de 2 distritos: Arassuaí e Itinga, ambos desmembrados de Minas Novas. Instalado em 10-07-1871. Pela lei provincial nº 818, de 04-07-1857, e pela lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Barra do Pontal e anexado a vila de Arassuaí. Elevado à condição de cidade com a denominação de Arassuaí, pela lei provincial nº 1780, de 21-09-1871. Pela lei provincial nº 2565, de 03-01-1880, e pela lei estadual nº 2, de 14-09-1891, são criados os distritos de Comercinho e São Pedro do Jequitinhonha e anexados ao município de Arassuaí. Pela lei provincial nº 3326, de 05-10-1885, o município de Arassuaí passou a chamar-se Calhau. Pela lei provincial nº 3442, de 28-09-1887, e pela lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Santa Rita do Arassuaí e anexado ao município de Arassuaí. Pela lei provincial nº 3485, de 04-10-1887, o município de Calhau voltou a denominar-se Arassuaí. Pela lei estadual nº 2, de 14-09-1891, são criados os distritos de Bom Jesus do Lufa e São Domingos do Arassuaí e anexados ao município de Arassuaí. Pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, são criados os distritos de Caraí e São Roque e anexados ao município de Arassuaí. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 10 distritos: Arassuaí, Barra do Pontal, Bom Jesus do Lufa, Caraí, Comercinho, Itinga, Santa Rita do Itinga (ex-Santa Rita do Arassuaí), São Domingos do Arassuaí, São Pedro do Jequitinhonha e São Roque. Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, é criado o distrito de Gravatá (ex-povoado de São Bento), com terras desmembradas do distrito de Bom Jesus do Lufa e anexado ao município de Arassuaí. Sob a mesma lei, é criado o distrito de Itaporé (ex-povoado de Boa Vista do Jequitinhonha) com terras desmembradas do distrito de Bom Jesus do Pontal e anexado ao município de Arassuaí e Santa Rita do Arassuaí passou a denominar-se Itingui. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 12 distritos: Arassuaí, Bom Jesus do Lufa, Bom Jesus do Pontal (ex-Barra do Pontal), Comercinho, Itaobim (ex-São Roque), Itaporé, Itinga, Itingui (ex-Santa Rita do Itinga), Gravatá, São José do Caraí, São Pedro do Jequitinhonha e São Domingos do Arassuaí. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1936. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 12 distritos: Arassuaí, Bom Jesus do Pontal, Comercinho, Gravatá, Itaobim, Itaporé, Itinga, Lufa (ex-Bom Jesus do Lufa), Santa Rita do Arassuaí (ex-Itingui), Caraí (ex-São José Caraí), São Domingos do Arassuaí e São Pedro do Jequitinhonha. Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, é criado o distrito de Santana do Arassuí, com terras desmembradas do distrito de Itaobim e anexado ao município de Arassuaí o distrito de São Pedro de Jequitinhonha deixa de pertencer a Arassuaí para ser anexado ao município de Jequitinhonha. Pelo mesmo anterior são desmembrados do município de Arassuaí os distritos de Itaobim e Comercinho, para formar o novo município de Medina. e ainda, o distrito de Bom Jesus do Pontal tomou a denominação de Pontal. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 9 distritos: Arassuaí, Caraí, Gravatá, Itaporé, Itinga, Lufa, Pontal (ex-Bom Jesus do Pontal), Santana do Arassuaí e São Domingos do Arassuaí. Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Pontal passa a chamar-se Itira. Pelo mesmo decreto-lei desmembra do município de Arassuaí os distritos de Gravatá, Caraí e Lufa, para formar o novo município de Cruzeiro (ex-Gravatá). desmembrada do município de Arassuaí os distritos de Itinga e Santana do Arassuaí, para formar o novo município de Itinga. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Arassuaí, Itaporé, (ex-pontal) e São Domingos do Arassuaí. Pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948, desmembra do município de Arassuaí os distritos de São Domingos do Arassuaí e Itaporé, para formar o novo município de Virgem da Lapa. Pela mesma lei é criado o distrito de Engenheiro Schnoor e anexado no município de Arassuaí passando o mesmo a ser grafado Araçuaí. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Arassuaí Schnoor ex-Engenheiro Scnhoor e Itira. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alterações toponímicas distritais Calhau para Arassuaí, alterado pela leis provinciais nºs 803, de 03-07-1857, 1612, de 19-12-1865 e 1673, de 20-09-1870. Arassuaí para Calhau, alterado pela lei provincial nº 3326, de 05-101885. Calhau para Arassuaí, alterado pela lei provincial 3485, de 04-10-1887. Ratificação de grafia Araussuaí para Araçuaí, alterado pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "3103405" }