Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
9.526 pessoas
Área da unidade territorial 2015
1.456,095 km²
Densidade demográfica 2010
6,28 hab/km²
Prefeito 2017
NIVALDO MORAES SANTANA

Histórico

Leia
Carbonita Minas Gerais- MG Histórico Situada no Alto Vale Jequitinhonha, nordeste de Minas Gerais, com uma área de 1.455 Km². Faz dividas com Senador Modestino Gonçalves, Bocaiúva, Diamantina, Itamarandiba e Veredinha. Não existem documentos que provem a existência de primitivos habitantes no município. Tomando como base as histórias dos municípios vizinhos, os primeiros habitantes foram os bandeirantes com suas expedições. Vinham geralmente seguindo os rios maiores, como Jequitinhonha e Araçuai a procura de ouro e pedras preciosas, mais ou menos nos anos de 1750 a 1760. Com a notícia de riquezas minerais, ouro e pedra preciosas, foram chegando os primeiros aventureiros com suas famílias, muitas acompanhadas de escravos, tomando posse das primeiras terras e formando as primeiras fazendas. Um pequeno fazendeiro chamado Manoel Barreiros, situado as margens do rio Curralinhos, muito religioso e devoto de Nossa Senhora da Conceição, doou uma porção de terra e com a ajuda de amigos construiram ali uma pequena Capela, para que pudessem fazer suas orações em homenagem a Nossa Senhora da Conceição. Com a construção da Capela passou a ser celebradas missas e relizadas festas nesta fregresia. Com a chegada de outras famílias, contruiram ali suas vivendas e formou-se neste local um povoado que foi chamado de Santíssimo Coração de Jesus das Barreiras, em gratidão ao Sr. Manoel Barreiros. O povoado pertencia ao município de Minas Novas e no ano de 1862 o povoado passou a pertencer ao município de Itamarandiba, passando a condição de distrito no ano de 1870. Em 1943 recebeu nova denominação passando a chamar Carbonita. A razão desse nome supõe ser a grande quantidade de carvão de pedra existente ali. No ano de 1963 foi elevado a condição de cidade. Gentílico: Carbonitense Formação Administrativa Até o ano de 1862 o povoado de Santíssimo Coração de Jesus das Barreiras pertencia ao município de Minas Novas, com a lei Provincial n° 1.136 de 24 de setembro de 1.862 de acordo com o art. 2º passou a pertencer ao município de Itamarandiba. Em 14 de setembro de 1870, pela lei nº 1658, foi elevado a condição de distrito. Em 1911, o distrito de Santissímo Coração de Jesus das Barreiras já aparece com a denominação de Barreiras simplismente. Como já havia no Estado da Bahia uma cidade muito progressista de nome Barreiras, o nome desta localidade deveria ser mudado, pois a lei determinava não poder haver no território nacional duas localidades com o mesmo nome. Em 31 de Dezembro de 1943, por lei n° 1058, deu-lhe nova denominação passando a chamar Carbonita. Em 1° de março de 1963 foi elevada a condição de cidade , deu-se então a instação do município de Carbonita, criado nos termos do art. 3º da lei n° 2764 de 30 de dezembro de 1962. População Segundo dados do IBGE 2000, a população rural era de 3.405 habitantes e a urbana é de 5.562, totalizando 8.967 habitantes. Segundo dados do IBGE 2007, a população rural é de 1.677 homens e 1.323 mulheres e a urbana é de 3.567 homens e 3.578 mulheres, totalizando 10.145 habitantes.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "3113503" }