Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
27.505 pessoas
Área da unidade territorial 2015
499,537 km²
Densidade demográfica 2010
50,49 hab/km²
Prefeito 2017
WILIAM CADORINI

Histórico

Leia
HISTÓRICO:A origem do Arraial da Mutuca não é bem definida.  Pode-se localizar o primeiro dado do local em um termo de óbito feito em Campanha aos 05 de março de 1.792.  Entre os primeiros moradores do lugar, citam-se: José Gonçalves de Souza, Joaquim de Souza, José Rodrigues Leal, João Batista de Castro, João José Mendes, José da Costa Ferreira, Félix Antonio de Oliveira, Antonio Gonçalves, José Vieira da Cunha, dentre outros.  Calcula-se-lhe a fundação em 1.810, quando, por ordem do Frei Cypriano de São José, foi criada a capela, sob a invocação do Divino Espírito Santo, tendo o patrimônio imóvel sido doado pelo ten. João Batista Coelho e Joaquim Oriano Marques Padilha.A política então nascente teve como mentores os cidadãos João Inácio Policiano Padilha e Antônio Joaquim Alves Taveira, que, usando de seus grandes prestígios, deram grande imcremento ao seu progresso.Sabe-se, por documentação existente no arquivo da Prefeitura Municipal, que em setembro de 1.828, foi o arraial elevado à categoria de distrito de paz.Em 20 de julho de 1.842, foi o povoado agitado por contendas entre as forças legais e um grupo de rebeldes chefiado pelos irmãos Cypriano e João Goulart, de importante família local.Desde então, passou o arraial a atrair novos elementos pela fertilidade de suas terras e, sua população aumentada, capacitou-o a ser elevado a Paróquia em 1º de junho de 1.850 e, seis anos após, pela Lei provincial n.º 769, de 02 de maio de 1.856, foi elevado à categoria de distrito com a denominação de Espírito Santo da Mutuca.Com o passar dos anos surgiram os irmãos capitão Joaquim Elói Mendes (mais tarde Barão de Varginha)e João Pedro Mendes que vão mudar o rumo daquele arraial pelas suas inteligências e capacidades empreendedoras.  Construíram a primeira escola pública, além de outros melhoramentos que contribuiram para o progresso do crescente povoado.Pelo Decreto n.º 194, de 22 de setembro de 1.890, passou a chamar-se Espírito Santo do Pontal e, em 14 de setembro de 1.891, A Lei estadual n.º 2, confirmou a criação do distrito. Pela Lei n.º 556, de 30 de agosto de 1.911, foi elevado à categoria de município, com o nome de Elói Mendes, sendo seu território desmembrado do município de Varginha. Nas últimas décadas do século passado, com a industrialização, o município passou por grande transformação e progresso e tem nas atividades industriais, notadamente no setor de mobiliário, e na agropecuária, com destaque para a produção de café e leite, suas principais atividades econômicas. Origem do topônimo: Homenagem ao Capitão Joaquim Elói Mendes ( Barão de Varginha ), grande benfeitor da localidade. gentílico: Eloiense. FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA: O distrito foi criado pela Lei provincial n.º 769, de 02 de maio de 1.856, com o nome de Espírito Santo da Mutuca. Em virtude do Decreto n.º 194, de 22 de setembro de 1.890, passou a denominar-se Espírito Santo do Pontal. A Lei estadual n.° 2, de 14 de setembro de 1.891, confirmou a criação do distrito, pertencente ao município de Varginnha. A Lei n.º 556, de 30 de agosto de 1.911, criou o município com o nome de Elói Mendes e território desmembrado do município de Varginha. A instalação do município ocorreu em 1º de junho de 1.912. Em razão da Lei estadual n.º 893, de 10 de setembro de 1.925, a sede municipal foi elevada à categoria de cidade. O município de Elói Mendes é composto de um único distrito: o da sede. FORMAÇÃO JUDICIÁRIA: O Decreto estadual n.º 155, de 29 de julho de 1.935, criou a comarca de Elói Mendes, instalada em 02 de abril de 1.936. Elói Mendes constitui o termo único da Comarca

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "3123601" }