Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
13376 pessoas
Área da unidade territorial 2015
1058.418 km²
Densidade demográfica 2010
12.03 hab/km²
Prefeito 2017
JOSE HAILTON DE FREITAS

Histórico

Leia
Martinho Campos Minas Gerais - MG Histórico A região de Pitangui, de onde foi desmembrado o município, foi desbravada por bandeirantes paulistas em busca de ouro. Terminada a mineração em Pitangui, vieram para a região de Martinho Campos Jerônimo Vieira e Maximiniano Alves de Araújo, formando ali suas fazendas. Destas fazendas surgiu o povoado de Abadia, hoje Martinho Campos. Entre 1808 e 1820, esses dois fazendeiros deliberaram mandar construir uma capela em honra de Nossa Senhora da Abadia. Escolhido o local, colocaram ali uma grande cruz de madeira, e, logo em seguida, começaram a edificar a capela que é hoje a Capela Mor da Matriz. Em torno da Capela foram se fixando várias famílias, entre elas, os Vieira e os Araújo, descendentes dos fundadores e os Ribeiro, Afonso, Medeiros e Pinto, descendentes de fazendeiros que habitavam fazendas próximas. Criando o povoado, este desenvolveu-se com rapidez, principalmente quando passou a contar com a estrada de ferro, cuja estação de Abadia servia às localidades próximas de Patos de Minas, Dores do Indaiá, Formiga, etc. A origem do topônimo é uma homenagem ao grande estadista Dr. Martinho Álvares da Silva Campos, que foi Deputado Geral, Senador do Ímpério da Província de Minas Gerais, Presidente da província do Rio de Janeiro, Presidente da Câmara de Deputados e Ministro da fazenda, tendo nascido em terras da região. Gentílico: martinho-campense Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Abadia, pela lei provincial nº 911, de 08-06-1858, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Pitanguí. Em divisão administrativa referente ao ano de 1891, o distrito de Abadia figura no município de Pitanguí. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, Abadia não figura, figurando no município de Pitanguí o distrito denominado Abadia do Pitanguí. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Elevado à categoria de município com a denominação de Martinho Campos, pela lei estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembrado de PitanguÍ. Sede no atual distrito de Martinho Campos (ex-Abadia do PitanguÍ). Constituído do distrito sede. Data de instalação 01-01-1939. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Em 1962 foram criados os distritos de Alberto Isaacson e Ibitira. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alteração toponímica distrital Abadia para Abadia do Pitanguí alterado em 1933. Abadia do Pitanguí para Martinho Campos alterado, pela lei estadual nº 148, de 17-12-1938.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "3140506" }