Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
11.823 pessoas
Área da unidade territorial 2015
265,730 km²
Densidade demográfica 2010
39,13 hab/km²
Prefeito 2017
ANTONIO ANDRE NASCIMENTO GUIMARAES

Histórico

Leia
São Gonçalo do Pará Minas Gerais - MG Histórico A criação do povoado de São Gonçalo do Pará teve ligação muito estreita com os surtos revolucionários dos mineradores da Capitania de Minas Gerais, em 1717. Felipe de Freitas Mourão, português, faiscador de ouro, trabalhava nas minas de Pitangui na época colonial. Por estar envolvido em movimentos revolucionários contra a cobrança de impostos sobre ouro, fugiu junto com sua esposa, Estefânia de Mourão Bravo. Subiram em direção à nascente do Rio Pará e encontraram com portugueses fugitivos de Vila Rica (Pero Gonçalves de Amaranto e Estácio Campos de Borgonha). Felipe de Freitas foi convidado pelos portugueses para ser capataz de escravos. Dava ordens nos garimpos e nas roças; depois, saía em busca de vestígio de ouro. Ele e alguns escravos enveredaram pelas matas próximas ao rio Pará explorando o terreno, chegaram a um ribeirão onde em suas proximidades havia terras boas para o cultivo de plantações. Deram ao lugar o nome de Ribeirão dos Morais. Construíram ranchos de pau-a-pique com reboco e recobertos de sapé. Terminadas as construções no ribeirão, para lá se transferiram em 18 de dezembro de 1723. Entronizaram numa capela recém-construída a imagem de São Gonçalo do Amarante, que traziam em suas bagagens. Era o santo a quem os portugueses tinham uma grande devoção. Felipe prolongou suas andanças, levando consigo escravos, e chegou a um local com uma grande reserva de madeira de lei. Neste local, iniciaria a formação do primitivo arraial, que futuramente levaria o nome de São Gonçalo do Pará. Em 1735, deram por encerradas todas as construções, inclusive de uma capela com a imagem de São Gonçalo do Amarante. Houve a sugestão de se chamar este local de Pará Acima. Felipe de Freitas afirmou ter feito uma parada naquele local, perto das margens do Rio Pará, quando viera de Pitangui; por isso, o povoado receberia o nome de Paragem do Pará em 7 de setembro de 1735. De 1751 a 1755, uma nova igreja foi construída no mesmo local da antiga capela, com estilo barroco. Em 1750 o povoado passou a se chamar São Gonçalo do Pará, fazendo referência ao Rio Pará, o mesmo que trouxe os fundadores e hoje é linha divisória do atual município. Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de São Gonçalo do Pará, pela lei provincial nº 765, de 02-05-1856, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Pará. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de São Gonçalo do Pará figura no município de Pará. Assim permanecendo nos quadros de apuração de recenseamento geral de 1-IX-1920. Pela lei estadual nº 806, de 22-09-1921, o município de Pará tomou o nome de Pará de Minas. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de São Gonçalo do Pará figura no município de Pará de Minas (ex-Pará). Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Elevado à categoria de município com a denominação de São Gonçalo do Pará, pela lei nº 336, de 27-12-1948, desmembrado de Pará de Minas. Sede no antigo distrito de São Gonçalo do Pará. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1949. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "3161809" }