Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
27884 pessoas
Área da unidade territorial 2015
275.352 km²
Densidade demográfica 2010
90.22 hab/km²
Prefeito 2017
CLAUDIO CESAR CASAGRANDE

Histórico

Leia
Campo Magro Fundação 11 de dezembro de 1995 Gentílico Não disponível Prefeito(a) Rilton Boza (PMDB) História O município de Campo Magro, emancipado no dia 11 de Dezembro de 1995, através da Lei Estadual Nº 11.221, que foi desmembrado do município de Almirante Tamandaré. A instalação deu-se em 1o. de janeiro de 1997 e sua história foi marcada, por pertencer como comarca dos municípios de Curitiba, Tamandaré e Colombo. Na literatura sobre História do Paraná, encontramos alguns dados com referência a Campo Magro, sendo eles: CONCEIÇÃO: Quarteirão do districto de Campo Magro, município de Curitiba, pertenceu ao município de Tamandaré, durante dois períodos. No registro de terras de 1855 figuram na paroquia de Curitiba 34 posses com este nome. Conceição é zona aurífera e, antigamente, conhecida por 'Descoberto da Conceição', o local onde está estabelecido ''O CASARÃO RESTAURANTE E CAFÉ RURAL'' é um imóvel construído no ciclo do ouro.('Dicionário Histórico e Geográfico do Paraná' de Ermelino Agostinho de Leão - 1926, pág.409). DESCOBERTO DA CONCEIÇÃO: Lavra d´ouro no quarteirão da Conceição, distrito de Campo Magro, explorada pelo guarda mor FRANCISCO MARTINS LUSTOSA. Esta mina da Conceição, segundo alguns historiadores, foi descoberta em 1680 pelo capitão SALVADOR JORGE VELHO ('Dicionário Histórico e Geográfico do Paraná' de Ermelino Agostinho de Leão - 1926, pág. 473). FRANCISCO MARTINS LUSTOSA: (guarda-mor) '...veio a luz na freguesia de Lustosa, arcebispado de Braga e ainda jovem, atraído pela fama das riquezas das Minas Gerais, emigrou para o Brasil. Estabeleceu-se em Mogi das Cruzes, onde se casou com Maria Soares de Jesus. Por provisão de 1º de maio de 1732, foi nomeado pelo governador Antonio Caldeira Pimentel, para o cargo de tabelião de Mogi das Cruzes, que exerceu durante alguns anos. A vida de notário não se coadunava com o seu temperamento de homem de ação; enérgico, valoroso, Francisco Martins Lustosa norteou a sua atividade para as explorações mineiras; e em 1745 descobriu as lavras de ouro dos arraiais de Ouro Fino e de Santa´Anna de Sapucahy, que manifestou de acordo com a legislação da época, sendo nomeado guarda-mor, de cujo cargo tomou posse a 30 de outubro de 1746 e obteve confirmação por provisão de 18 de fevereiro de 1747. O guarda-mor Francisco Martins Lustosa foi homem de vida aventureira e agitada; foi amigo de Gomes Freire (o nome correto é Gomes Freire de Andrade), conde de Bobadella, a quem ajudou em sua atuação no Paraná e de quem recebeu sempre ajuda e proteção; Francisco Martins Lustosa teve divergências com o Ouvidor Geral, Intendente da Capitação e Superintendente de Águas e Terras Minerais de Paranaguá — o famoso Dr. Jeronymo Ribeiro Magalhães. O guarda-mór Lustosa residiu sempre no sertão, falecendo, em estado de viuvez, a 17 de março de 1790, repentinamente, com cerca de 80 anos...'; Cultura Devido a grande área verde e pouca poluição foi instituída em Campo Magro o observatório astronômico do Paraná em substituição ao Planetário do Colégio Estadual do Paraná. Geografia Montanhas e árvores constituem um belo cenário em Campo Magro. Hidrografia Mais de 90% da área do município é formada por área de mananciais, sendo que os Royalties de preservação são a principal fonte de renda do município. Bairros O Bairro Jardim Boa Vista é o mais populoso, mas existem muitos bairros que estão, aos poucos, crescendo em Campo Magro

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "4104253" }