Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
15.901 pessoas
Área da unidade territorial 2015
1.512,786 km²
Densidade demográfica 2010
9,90 hab/km²
Prefeito 2017
GELSON KRUK DA COSTA

Histórico

Leia
Candói Paraná - PR Histórico As terras do município de Candói foram imemorialmente habitadas pelos índios Votorões. Sendo referência obrigatória por quantos queiram se inteirar de fatos ocorridos na região compreendida entre os rios Cavernoso, Pinhão, Jordão e Iguaçu. O nome da cidade, de origem caingangue, é referência ao Rio Candói, afluente da margem direita do Rio Jordão, e trata-se de homenagem ao Cacique Candoy, antigo chefe dos índios Votorões. O ato pioneiro de desbravamento da região do Candói coube ao capitão Manoel Elias de Araújo e sua mulher Clara Madalena dos Santos, donos de grande área de terras entre os rios Cavernoso, Jordão e Iguaçu. O casal não teve filhos e adotou uma criança, a quem batizaram Ponciano José de Araújo, e que mais tarde seria padre. O padre Ponciano foi vigário da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Tamanduá, hoje Palmeira, no período de 1825 a 1832. Segundo o pesquisador José Carlos Veiga Lopes, ?o índio Candói enfermou-se, e foi batizado pelo padre Chagas com o nome de Hipólito no dia 13 de agosto de 1812 (o padre chamava-o pelo nome de Condoi)'. Os terrenos de Candói foram concedidos pelo Governo ao tenente Manuel Elias de Araújo, também conhecido por Elias Manuel de Araújo (batizado em 12/01/1759), casou-se com Clara Madalena dos Santos (batizada em 30/11/1768) em 12/10/1783 e eram moradores na fazenda do Pugas em Palmeira. Elias faleceu em 10 de maio de 1829. No mapa dos campos de Guarapuava organizado pelo padre Chagas em 1821, com a divisão das propriedades e seus respectivos donos, nenhuma está em nome de Manuel Elias de Araújo e no lugar onde está atualmente a cidade de Candói, campos situados entre os rios Cavernoso e Jordão, está escrito Campo Real e Campo do Norte, a doação deve ter sido posterior. O casal não tinha filhos e foi exposto em sua casa o inocente Ponciano, batizado no dia 8 de fevereiro de 1801, criado como filho, que, depois tornou-se o padre Ponciano José de Araújo, que herdou a fazenda de Candói. Apesar de padre, Ponciano tinha filhos, que reconheceu. No dia 04/11/1855, Pedro Alexandre de Araújo Penna, João de Abreu e Araújo e Cândido José de Almeida, cadastraram no lugar denominado Candói, obtida por herança do padre Ponciano José de Araújo, uma sesmaria de campos de criar, logradouros e matos de lavrar, medindo duas léguas de comprimento e um quarto de fundo, dividindo ao sul pelo Rio Jordão, ao norte pelo Rio Cavernoso, a leste pelo ribeirão denominado Candói e a oeste por diversos, entre os quais o Rio Jordão e o arroio do 'Corvo Branco?. Gentílico: Formação Administrativa Em 27 de agosto de 1990, pela Lei Estadual nº 9.353, foi criado o município, com território desmembrado do Município de Guarapuava. A instalação oficial deu-se em 1º de janeiro de 1993.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "4104428" }