Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
6.471 pessoas
Área da unidade territorial 2015
555,488 km²
Densidade demográfica 2010
13,37 hab/km²
Prefeito 2017
JOSE CARLOS GOMES

Histórico

Leia
História O município foi uma das últimas fronteiras agrícolas do Paraná. Sua ocupação ocorreu por volta de 1955. O povoado formado próximo ao rio Cantu levou o nome do rio e prosperou de terra fértil. Os migrantes vindos da região paranaense e de outras regiões brasileiras desenvolveram suas plantações e trouxeram a cultura de variadas etnias. Criado através da Lei Estadual nº 4778 de 29 de novembro de 1963, e instalado em 14 de dezembro de 1964, foi desmembrado de Roncador. Seu nome é uam homenagem a Cantù, município italiano na região da Lombardia. Geografia Possui uma área é de 543,780 km² representando 0,2728 % do estado, 0,0965  % da região e 0,0064 % de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 24°40'22' sul e a uma longitude 52°34'08' oeste, estando a uma altitude de 555 m. Sua população estimada em 2005 era de 9.071 habitantes. Demografia Dados do Censo - 2007 População Total: 7.795 Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,698 IDH-M Renda: 0,614 IDH-M Longevidade: 0,656 IDH-M Educação: 0,824 Hidrografia Rio Cantu Etimologia. Nova Feminino substantivado de ?novo?, que se origina do latim ?novu?, e refere-se à novidade, vida nova, notícia de pouco tempo, recente.     Cantu Sobrenome de origem geográfica, de étimo desconhecido. É referência ao Rio Cantu, que nasce na Serra da Pitanga, afluente da margem direita do Rio Piquiri, contribuinte do Rio Paraná. É também nome local da Serra Geral, ao N. do Rio Cantu. Origem Histórica. É antiga a movimentação na região, por conta de atividades de ?safristas? e de madeireiros. A primeira povoação que deu origem ao atual município é contemporânea à construção da estrada que demandava de Guarapuava a Campo Mourão, passando por Pitanga, em torno de 1920. Esta via foi feita em cima de uma antiga ?picada?, utilizada pelos desbravadores da região, incluindo os de Nova Cantu. O nome da cidade é de origem geográfica, em referência ao Rio Cantu, que nasce na Serra da Pitanga e deságua no Rio Piquiri, banhando o território do município. Em informação pouco consistente, a prefeitura dá como origem do nome o sobrenome de uma família catarinense que ?passou a freqüentar a região dedicando-se à compra de suínos e o lugar por muito tempo ficou conhecido como região dos Cantu, ou seja, do comprador de porcos?. A empresa paulista Colina Agropecuária, dona de parte da Gleba 6 - Colônia Cantu, procedeu à comercialização de lotes e legalização de outros. O responsável por esta ação foi dr. David Thiessem. A partir de 1939, formou-se um povoado com casas de comércio nas proximidades do Rio Tonete. Em 1955, Ademar Caramuru Saldanha pleiteou junto ao governo estadual a legalização de área de 80 alqueires, sendo que 50% foi destinado às pessoas interessadas em troca das derrubadas e destocas de lotes urbanos e rurais. Formou-se então um povoado no Vale do Rio Cantu, não muito distante do Piquiri. Em 06 de janeiro de 1961, pela Lei Estadual n.º 4.311, foi criado o Distrito Administrativo, sendo cartorário o sr. Alvadi Monticelli. Lutaram pela emancipação local os senhores Diniz Borgio, Jaime Jovino Vendramin, José Carlos Marques Estima e Emiliano Bonifácio Campigollo, dentre outros. Pela Lei Estadual n.º 4.788, de 29 de novembro de 1963, foi criado o município de Nova Cantu, com território desmembrado de Roncador. A instalação deu-se no dia 14 de dezembro de 1964. O primeiro prefeito foi o sr. Lindolfo Ferreira Ávila. Segundo a legislação, a grafia correta do município é Nova Cantú.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "4116802" }