Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
22.270 pessoas
Área da unidade territorial 2015
63,151 km²
Densidade demográfica 2010
314,71 hab/km²
Prefeito 2017
MARIA DE LOURDES BAUERMANN

Histórico

Leia
Inicialmente a região era habitada por indígenas, constituindo o que os arqueólogos chamam de Tradição Umbu. Pela ação de bandeirantes paulistas surgiram estradas embrenhadas na mata e a região passou a ser percorrida no séc. XVIII por tropeiros, passando a fazer parte da rota do gado nos estados do sul. Inserida dentro do processo de colonização do país, Ivoti recebeu em torno de 1826 diversas famílias de origem germânica, vindas em maioria da região do Hunsruck, na atual Alemanha, que instalaram-se nos 48 lotes de terra distribuídos ao longo do Arroio Feitoria. Na época, a região era conhecida como Berghanschneiss, Picada dos Berghan, pois essa foi uma das famílias que primeiro veio morar aqui. Aos poucos, a colônia foi crescendo e o entroncamento das Picadas com a estrada passou a servir como entreposto comercial, onde os agricultores podiam trocar seus sacos de milho, feijão e aipim por produtos que não dispunham nas casas como tecidos, tamancos de madeira, louças, entre outros, além de poder negociar com tropeiros. Rapidamente se percebeu a necessidade da construção de uma ponte sobre o Arroio Feitoria, pois o fluxo de pessoas na área já era grande. Em 1855 essa ponte foi construída com verba enviada por Dom Pedro II, daí seu nome ponte do Imperador. Mas na medida que a região prosperava, identificava-se um problema que afetava a economia local: o Arroio Feitoria, fonte de vida para as famílias, transformava-se em transtorno com as chuvas de inverno, arrastando consigo boa parte do que as famílias haviam conquistado. Aos poucos, os moradores ribeirinhos foram morar nas áreas mais altas da cidade, dando origem ao atual Centro do município. Em 1867, Berghanscheiss passou a chamar-se Bom Jardim e era, ainda distrito de São Leopoldo. Mais tarde, em 1938, finalmente surgia Ivoti, remetendo ao tupi-guarani “ipoti-catu”, que significa flor, identificando a cidade com uma de suas tradições: o plantio de flores em frente às casas, formando jardins multicoloridos.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "4310801" }