Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
7.117 pessoas
Área da unidade territorial 2015
334,774 km²
Densidade demográfica 2010
20,62 hab/km²
Prefeito 2017
ANTONIO JOSÉ BIANCHIN

Histórico

Leia
São José do Ouro Rio Grande do Sul - RS Histórico O povoamento teve início em 7 de setembro de 1912. A origem predominante dos habitantes foi italiana. Por sugestão de José Gelain, em 1º de novembro de 1912, sete dos primeiros colonizadores reuniram-se juntamente com Luiz Vanz para tratar da construção da primeira capela, em homenagem a São José. Uma das versões sobre o nome advém de uma lenda, contada assim: Cansado das duras batalhas contra os inimigos na Guerra do Paraguai, o soldado Chico Felipe só tinha uma idéia na cabeça. Queria ficar muito rico. Não importava como. (...) Com uma mão na frente outra atrás, Chico veio parar nas terras onde hoje se localiza o município de São José do Ouro. Naquele tempo fora os índios coroados, ninguém, mais morava na região. Registra a história que o dono destas terras vastas, era um cidadão chamado José Alves, as quais vendeu para o soldado desertor. Daí para diante o soldado não parou de prosperar, amigo do cacique, convenceu os índios a ajudá-loa na construção de uma estrada que ligasse São José do Ouro a Lagoa Vermelha e a São Sebastião do Caí, criando um corredor de passagem para todos que passassem por aquelas bandas. Chico desposou uma de suas escravas, chamada Maria Joana, filha de uma fulana chamada Bernardina. Doente, sentindo a morte chegar, doou todos seus bens para a família da sogra. Porém a maior parte de sua riqueza acumulada em ouro, ele guardou consigo. Chico Felipe juntou o seu precioso lote e com a ajuda de um escrava enterrou-o nas imediações de São José do Ouro e por precaução, junto à cova do tesouro foi enterrado o escravo que Chico Felipe matou para que não revelasse o local onde agora fazia a sua fortuna. O seu tesouro, é claro, não foi esquecido pelos moradores do município. O local tido como mais provável de todos é a Lagoa do Ouro. Os colonizadores praticavam a agricultura de sobrevivência, produzindo produtos básicos e criando animais domésticos como gado suínos e aves. Em 1940, a industrialização da madeira, especialmente do pinheiro araucária, espalhou dezenas de serrarias pelo atual território de São José do Ouro, trazendo significativo progresso. Formação Administrativa Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de Lagoa Vermelha o distrito de Vazulmiro Dutra. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito já denominado São José do Ouro permanece no município de Lagoa Vermelha. Elevado à categoria de município com a denominação de São José do Ouro, pela Lei Estadual n.º 3.822, de 10-09-1959, desmembrado de lagoa Vermelha. Sede no antigo distrito de São José do Ouro. Constituído de 2 distritos: São José do Ouro e Gustavo Berthier. Instalado em 01-01-1960. Pela Lei Municipal n.º 22, de 15-02-1960, foram criados os distritos de Espigão Alto e Farrapos e anexados ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 7, de 08-02-1960, é criado o distrito de Santo Expedito e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Estadual n.º 32, de 06-06-1960, é criado o distrito de São Pedro do Iraxim e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 79, de 12-12-1961, o distrito de Gustavo Berthier tomou a denominação de Tupanci. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: São José do Ouro, Espigão Alto, Farrapos, Santo Expedito, São Pedro do Iraxim e Tupanci (ex-Gustavo Berthier). Pela Lei Estadual n.º 4.732, de 30-05-1964, desmembra do município de São José do Ouro o distrito de Espigão Alto, para constituir o novo município de Barracão. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 5 distritos: São José do Ouro, Farrapos, Santo Expedito, São Pedro do Iraxim e Tupanci. Pela Lei Municipal n.º 452, de 03-08-1977, é criado o distrito de Tanque e anexado ao município de São José do Ouro. Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 6 distritos: São José do Ouro, Farrapos, Santo Expedito, São Pedro do Iraxim, Tanque e Tupanci. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988. Pela Lei Estadual n.º 9.590, de 20-03-1992, desmembra do município de São José do Ouro o distrito de Santo Expedito. Elevado à categoria de município com a denominação de Santo Expedito do Sul. Pela Lei Estadual n.º 9.629, de 20-03-1992, desmembra do município de São José do Ouro o distrito de Tupanci. Elevado à categoria de município com a denominação de Tupanci do Sul. Pela Lei Municipal n.º 967, 08-12-1992, é criado o distrito de Cerro Azul e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 968, de 08-12-192. é criado o distrito de Vila Souza e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 969, de 08-12-1992, é criado o distrito de Brugnarotto e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 1022, de 18-08-1993, é criado o distrito de São Miguel e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 1.023, de 18-09-1993, é criado o distrito de Marmeleiro e anexado ao município de São José do Ouro. Pela Lei Municipal n.º 1.033, de 17-09-1993, é criado o distrito de Jardim Alegre e anexado ao município de São José do Ouro. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 9 distritos: São José do Ouro, Brugnarotto, Cerro Azul, Jardim Alegre, Marmeleiro, São Miguel, São Pedro do Iraxim, Tanque e Vila Souza. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alteração Toponímica Distrital Vazulmiro Dutra para São José do Ouro, alterado pela Lei Municipal n.º 167, de 27-04-1956.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "4318606" }