Síntese do Município

Dados Gerais

População estimada 2016
24.223 pessoas
Área da unidade territorial 2015
4.892,603 km²
Densidade demográfica 2010
4,74 hab/km²
Prefeito 2017
REINALDO MIRANDA BENITES

Histórico

Leia
Bela Vista Mato Grosso do Sul - MS Histórico A região onde atualmente se situa o Município de Bela Vista, teve seu devassamento efetuado, a partir de 1531, pelas incursões dos sertanistas portuguêses Pero Lopes e Francisco Chaves. No decorrer do tempo, a área foi palco de sangrentos confrontos entre portuguêses e castelhanos e, posteriormente, entre brasileiros e paraguaios, todos com a ânsia de anexar aquelas terras ao seu país de origem. O tratado de Santo Ildefonso, assinado em 01 de outubro de 1777, reconheceu os direitos do Brasil sobre essa região, restabelecendo como linha de limite o Rio Corrente, atual Rio Apa. Mesmo assim, em 1801, o Capitão Juan Caballero, do exército espanhol, cruza o Rio Apa, funda o Forte São José e ali se instala. No ano seguinte, forças brasileiras, do Presídio de Miranda, sob o comando do Tenente Francisco Rodrigues do Prado, atacaram e arrasaram o Forte, aprisionando a guarnição; morrendo durante a peleja o Capitão Caballero. A partir de 1845, a região passou a ser percorrida por Joaquim Francisco Lopes e João Henrique Eliot, a mando de João da Silva Machado, Barão de Antonina, com a finalidade de estabelecer vias de comunicação, ligando essas paragens ao Estado de São Paulo. Foram, pois, os Lopes, secundados pelos Barbosas, as primeiras famílias a se radicar em terras de Bela Vista. Em 1864, estoura a Guerra do Paraguai e a região se torna palco de sanguinolentos encontros. No dia 21 de abril de 1867, o Coronel Camisão atravessa a Rio Apa, ocupa, no Paraguai, o Fortim Bela Vista e marcha até Laguna, de onde inicia a épica Retirada, que se constituiu numa das mais belas páginas de nossa história, mas lavadas com sangue de nosso irmão da fronteira. A região que sofrera total esvasiamento, voltou, 05 anos depois, a receber novos moradores. Retornaram os Lopes, sobrinhos do Guia Lopes; os Barbosas, leite, Ferreira, Pedra, Loureiro, Escobar, Melo e tantos outros pioneiros intrépidos que constituíram a grandeza de Bela Vista. Por necessidade de um ponto de apoio comercial e de comunicação, numa pequena colina, as margens do Rio Apa, foram lançados os alicerces de uma nova povoação, em cuja área já se encontrava edificada a residência de José Lemes Bugre, que foi assim seu primeiro morador. Novas correntes migratórias, oriundas principalmente do Rio Grande do Sul, encarregaram-se de complementar o povoamento de Bela Vista. As migrações gaúchas que aí aportaram, vieram atraídas pela exploração da erva-mate nativa, cujo monopólio era mantido pela Companhia Mate Larangeira, que lhes permitia arrancharem nas terras sob sua jurisdição. Deste período em diante, o desenvolvimento da região não mais sofreu solução de continuidade, o que levou o Governo do Estado a criar, pela Resolução nº 255, de 10 de abril de 1900, o Distrito de Paz de Bela Vista, com os mesmos limites do já então existente Distrito Policial, instalado em 1889. Criado o município em 1908, todavia, a sede municipal só foi elevada à categoria de cidade, por força da Lei nº 772, de 16 de julho de 1918. É desconhecida a origem do topônimo do município. Supõe-se que seja por influência da localização do Fortim Bela Vista, plantado na cidade de igual denominação, no Paraguai e confrontante com a sede do município brasileiro. Gentílico: bela-vistense Formação Administrativa Distrito criado com denominação de Bela Vista, por Resolução Estadual nº 255, de 10-04-1900, no Município de Nioac. Elevado à categoria de vila com denominação de Bela Vista, por Lei Estadual nº 502, de 03-10-1908 e Decreto Estadual nº 218, de 03-12-1908. Desmembrado de Nioac. Constituído do Distrito Sede. Instalado em 06-03-1909. Vila foi elevado à categoria de cidade, por Lei Estadual nº 772, de 16-07-1918. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do Distrito Sede. Em divisão territorial datada de 31-12-1936, o município é constituído de 3 Distritos: Bela Vista, Caracol e Porteira. Pelo Decreto-Lei Estadual nº 145, de 29-03-1938, o município figura com 2 Distritos: Bela Vista e Caracol. Pelo Decreto-Lei Federal nº 5839, de 21-09-1943, o Território Federal de Ponta Porã foi dividido em 7 municípios, uns dos quais Bela Vista. Pelo Decreto-Lei Estadual de Mato Grosso nº 330, de 07-01-1947, fica restaurado a antiga divisão administrativa e judiciária da área que constituía o extinto território incorporado ao Estado do Mato Grosso. Pela Lei Estadual nº 119, de 13-09-1948, é criado o Distrito de Jardim (ex-povoado) e incorporado ao Município Bela Vista. No quadro fixado para vigorar em 1949/1953, o município é constituído de 3 Distritos: Bela Vista, Caracol e Jardim. Pela Lei Estadual nº 677, de 11-12-1953, desmembra do Município de bela Vista o Distrito de Jardim. Elevado à categoria de município. Pela lei Estadual nº 1177, de 16-12-1958, é criado o Distrito de Campestre e incorporado ao Município de Bela Vista. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 Distritos: Bela Vista, Campestre e Caracol. Pela Lei Estadual nº 1971, de 14-11-1963, desmembra do Município de Bela Vista o Distrito de Caracol. Elevado à categoria de município. Pela Lei Estadual nº 2124, de 18-03-1964, desmembra do Município de Bela Vista o Distrito de Campestre, para formar o novo Município de Antônio João (ex-Eugênio Bonito). Em divisão territorial datada de 1-1-1979, o município é constituído do Distrito Sede. Pela Lei Estadual nº 300, de 14-12-1981, é criado o Distrito de Nossa Senhora de Fátima e incorporado ao Município de Bela Vista. Em divisão territorial datada de 15-07-1997, o município é constituído de 2 Distritos: Bela Vista e Nossa Senhora de Fátima. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-07-1999.

Economia

Educação

Frota

População

Saúde

QR code
{ "codmun": "5002100" }