Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Monumento do Cristo Redentor : Pão de Açúcar, AL - [19--]
Praça Presidente Médici : Pão de Açúcar, AL - [19--]
Hospital Regional da Fundação SESP : Avenida Maestro Manoelito Bezerra Lima : Pão de Açúcar, AL - [19--]

Mais fotos
Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus : Pão de Açúcar, AL - [19--]
Colégio São Vicente : Rua Padre Soares Pinto : Pão de Açúcar, AL - [19--]
Prefeitura Municipal : Biblioteca Pública Raquel de Queiroz : Travessa Doutor Luiz Machado : Avenida Brasílio Cavalcante : Pão de Açúcar , AL - [19--]

Mais fotos

História

Pão de Açúcar Alagoas - AL

Histórico
O início do povoamento começou por volta de 1611, através da mistura de brancos e índios da Serra do Aracaré, Estado de Sergipe. No início do século XVII, os Urumaris, índios que habitavam a região, conseguiram do Rei D. João IV terras às margens do rio São Francisco.
Deram ao lugar o nome de 'Jaciobá', que na linguagem tupi-guarani significa 'Espelho da Lua'. A doação causou inveja aos índios Chocós, que invadiram as terras dos Urumaris e os expulsaram de lá.
Em 1634, Cristóvão da Rocha tomou posse das terras onde hoje está o município. Em 1660, porém, as terras passaram, por carta de sesmaria, para o português Lourenço José de Brito Correia, que instalou uma fazenda de gado e deu a ela o nome de Pão de Açúcar. O nome vem da forma de um dos morros que era semelhante à maneira pela qual se purificava o açúcar. Em 1815, as terras foram leiloadas e arrematadas pela família do padre José Rodrigues Delgado, que deu grande impulso ao desenvolvimento do povoado.A freguesia, criada em 1853, invocou o Sagrado Coração de Jesus padroeiro da cidade. Pão de Açúcar ainda era vila, em 1859, quando
D. Pedro II pernoitou lá, em sua viagem para Paulo Afonso. Foi elevado à condição de cidade em 18 de junho de 1887, através da Lei 756, desmembrado de Mata Grande.
A grande atração dessa cidade ribeirinha do São Francisco são as piscinas naturais, às margens do rio, chamadas de 'prainha', onde são saboreados, ao pés de uma réplica do Cristo Redentor, os pratos típicos da região: peixe surubim, camarão-pitu e a tradicional carne de sol. O artesanato, confeccionado em palha, couro, barro, tecido e madeira é atração na vila Ilha do Ferro. As principais festividade são: a festa do padroeiro (6 de junho) e da Emancipação.
Gentílico: pão-de-açucarense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 227 de 11-071853.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 233, de 03-03-1854, desmembrado de Mata Grande. Sede na povoação de Pão de Açucar. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-08-1854.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 756, de 18-06-1877.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro.
Pela lei estadual nº 1619, de 23-02-1932, o município de Pão de Açúcar adquiriu o extinto município de Belo Monte, como simples distrito.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1993, o município é constituído de 3 distritos: Pão de Açúcar, Belo Monte e Limoeiro.
Pelo artigo 6º das disposições transitórias da constituição estadual, de 16-09-1935, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Belo Monte. Elevado novamente á categoria de município.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro.
Pelo decreto estadual nº 2435, de 30-11-1938, o distrito de Limoeiro passou a denominar-se Alecrim.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Alecrim ex-Limoeiro.
Pela lei nº 1473, de 17-09-1949, são criados os distritos de Jacaré dos Homens e São José da Tapera ambos ex-povoados e anexados ao município de Pão de Açúcar
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Pão de Açúcar, Alecrim, Jacaré dos Homens e São José da Tapera.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.
Pela lei estadual nº 2073, de 09-11-1957, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Jacaré dos Homens. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 2084, de 24-12-1957, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de São José da Tapera. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 2090, de 28-03-1958, é criado o distrito de Guaribas ex-povoado. Criado com terras desmembrada do distrito de Jacaré dos Homens e anexado ao município de Pão de Açúcar.
Pela lei estadual nº 2250, de 15-06-1960, confirmado pela lei estadual nº 2909, de 17-061968, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Guaribas.Elevado à categoria de município com a denominação de Monteirópolis.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Alecrim.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.
Pela lei municipal nº 083, de 18-04-1994, distrito de Alecrim voltou a denominar-se Limoeiro.
Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro ex-alecrim.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.10