Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Juruá
O vocábulo Juruá vem de Iuruá, que significa em guarani rio de boca larga.

A história do município prende-se à de Tefé e de Carauari. Em fins do século XVII é fundada a aldeia de Tefé, que após a expulsão dos espanhóis e consolidação definitiva do domínio português sobre a região, transforma-se em sede de um município de 500.000 km².
Em 1710, após a expulsão dos missionários espanhóis, efetuou-se o reconhecimento do Juruá. Depois das penetrações no referido rio foi-se processando com maior freqüência atraindo aventureiros como os nordestinos, paraibanos, piauienses e rio-grandenses do norte, para a exploração da borracha, que foram os pioneiros do povoamento do Juruá. Os índios que habitavam a região do Juruá eram os Meneruás, Maranás, Canamaris, Catuquinas, Catauixis e outros. O rio Juruá é um dos mais importantes do Amazonas, nasce na República do Peru, nas montanhas das Mercês, onde se denomina Juruá - Mirim. É tipo como o mais sinuoso rio do mundo, é navegável em quase todo o seu curso, a sua correnteza é vertiginosa, deslocando-se em média, três nós horários. Através da Lei Estadual nº. 96, de 19.12.1955, é criado o município de Juruá, com o território desmembrado do município de Carauari (sub-distrito de Ipiranga de Juruá, Renascença, Concórdia e parte do de Santa Rosa), e Tefé (partes do sub-distritos de Uará e Paranaguá), com sede na localidade do Paranaguá, situada à margem do rio Juruá, que fora levada então a categoria de cidade.
A história do município remonta ao período de 1764-68, quando são fundadas na região, por Tinoco Valente, as aldeias de São Matias, Santo Antônio do Mapiri e São Joaquim do Macapiri.
O Japurá foi outrora habitado por numerosas tribos de índios, estando hoje quase deserto.
Em 1775, pacificação dos índios Muras. Em 1790, consolidação do domínio português sobre o território. Em 1864, o Presidente do Amazonas, Dr. Adolfo Barros Cavalcante de Lacerda, dizia que a vista do que tinha sido, o Japurá estava lamentavelmente despovoado. Da foz deste rio à Boca do Apaporis, existiam doze choupanas com 70 índios contando-se entre ele muitos Miranhas. Não se via mais um Passé ou Xomanas; apenas se notavam algumas relíquias das nações Jury e Cueretu.
Em 01.12.1935, pela Lei Estadual nº. 176, o município de Tefé ? do qual já haviam sido desmembrados São Paulo de Olivença, Coari, Fonte Boa, São Felipe (atual Eirunepé) e Xibauá (atual Carauari) ? tem sua estrutura administrativa definida com três distritos: Tefé, Caiçara e Maraã.
Em 19.12.1955, pela Lei Estadual nº. 96 partes contíguas dos territórios de Carauari e Tefé são desmembradas e passam a constituir o novo município de Juruá, com sede na localidade que até então se chamava Paranaguá do Norte, que é elevada à vila com nome de Juruá. Em 10.12.1981, pela Emenda Constitucional nº. 12 Juruá perde parte de seu território em favor do Município de Tamaniquá.
Juruá foi instalado em 31 de janeiro de 1956, era constituído de um só distrito, ainda não havia sido criado o termo judiciário.

Fonte

IBGE - HISTÓRICO DOS MUNICÍPIOS
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.32