Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Caatinga em Curaçá (BA) - 1957
Veja mais fotos

História

Curaçá Bahia - BA
Histórico
A região era primitivamente habitada pelos índios tapuias.
A primeira penetração no território se deu em 1562, pelo Padre Luis da Grã, em missão de categuese. A bandeira de Belchior Dias também contribuiu para o desbravamento das terras, penetrando no sertão baiano, fundando a povoação Pambu.
Em 1809, o capitão-mor João Francisco dos Santos, doou o sítio Bom Jesus da Boa Morte a seu filho Florêncio Francisco dos Santos. Nesta mesma época, o padre José Antônio de Carvalho ali se estabeleceu, edificando a igreja do Bom Jesus da Boa Morte, formando em torno dela o povoado.
Criou-se o município com sede em Pambu, em 1832.
Em 1853, em face da decadência de Pambu, transferiu-se a sede municipal para Bom Jesus da Boa Morte, alterando-se o topônimo para Capim Grosso.
O topônimo foi mudado para Curaçá, em 1890, sendo uma corruptela da palavra portuguesa cruz, tal como a usavam os índios catechumenos.
Curaçá teve seu território desmembrado, em 1952, para formar o município de Chorrochó.
Os nativos de Curaçá são chamados curaçaenses.
Gentílico: curaçaense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Pambu, em 1714.
Elevado à categoria de vila com a denominação Pambu, pelo decreto de 06-06­1832, desmembrado de Joazeiro atual Juazeiro. Sede na povoação de Pambu. Instalada em 17-05-1834.
Pela lei provincial nº 488, de 06-06-1853, vila de Pambu passou a denominar-se Capim Grosso. Reinstalada em 1854.
Elevado à condição de cidade com a denominação Curaçá, pelo ato nº 59, de 10-08­1890,
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 6 distritos: Curaçá, Ibó, Chorrochó, Patamuté, Várzea da Ema e Barro Vermelho.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: os mesmos supra citados, com exceção do distrito de Várzea da Ema. Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1950. Pela lei estadual nº 510, de 12-12-1952, desmembra do município de Curaçá o distrito de Chorrochó. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, são criados os distritos de Poço de Fora e Riacho Sêco. Sob a mesma lei o distrito de Ibó deixa de pertencer ao município de Curaçá para ser anexado ao município de Chorrochó.
Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Curaçá, Barro Vermelho, Patamuté, Poço de Fora e Riacho Sêco.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.
Alterações toponímicas municipais
Pambu para Capim Grosso alterado, pela lei provincial nº 488, de 06-06-1853. Capim Grosso para Curaçá alterado, pelo ato nº 59, de 10-08-1890.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.26.1