Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Solo pedregoso em Itacaré (BA) - 1953
Fazenda Bela Vista em Itacaré (BA) - 1953
Rio de Contas em Itacaré (BA) - 1953
Praça São Miguel : Itacaré, BA - [19--]
Posto de higiene : Itacaré, BA - [19--]
Escola : Itacaré, BA - [19--]
Veja mais fotos

História

Itacaré Bahia - BA
Histórico
A cidade de Itacaré teve origem numa aldeia de índios, onde o insigne padre jesuíta, Luís da Grã, erigiu uma capela sob a invocação de São Miguel, batizando a povoação com
o topônimo São Miguel da Barra do Rio das Contas. Em 1718, o arcebispo primaz, Dom Sebastião Monteiro da Vide, elevou aquela capela à categoria de freguesia, com a mesma denominação.
Em 1732, a povoação de São Miguel da Barra do Rio das Contas foi elevada à categoria de vila e a município, em 27 de janeiro, por ordem de D. Ana Maria Ataíde e Castro, condessa de Resende e donatária da capitania de Ilhéus, à qual pertenciam as terras de Itacaré.
Gentílico: itacareense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Barra do Rio de Contas, em 1718.
Elevada à categoria de vila com a denominação de Barra do Rio de Contas, em 27­01-1732. Sede na antiga povoação de Barra do Rio de Contas.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Barra do Rio de Contas e Faisqueira.
Pelos decretos estaduais nºs 7455, de 23-06-1931 e 7479, de 08-07-1931, transfere a sede de Barra do Rio de Contas para a povoação de Itapira, tomando esta denominação.
Pelo decreto estadual nº 7850, de 16-12-1931, a sede do município do distrito de Itapira para o de Itacaré.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 2 distritos: Itacaré e Catulé. Não figurando o distrito de Faisqueira.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 3 distritos: Itacaré, Coronel Soares e São Miguel. Não figurando o distrito de Catulé.
Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de São Miguel passou a denominar-se Itaipava e o de Coronel Soares a denominar-se Poço Central.
Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, confirmado pelo decreto-lei estadual nº 12.978, o distrito de Itaipava passou a denominar-se Poiri.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Itacaré, Itaipava e Poço Central.
Em divisão territorial datada 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Itacaré, Poço Central e Poiri ex-Itaipava.
Pela lei estadual nº 628, de 301-2-1953, é criado o distrito de Lage do Banco ex­povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Poiri e anexado ao município de Itacaré. Sob o mesma lei é criado o distrito de Taboquinhas ex-povoado e anexado ao município de Itacaré.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Itacaré, Laje do Banco, Poço Central, Poiri e Taboquinhas
Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.
Pela lei estadual nº 1579, de 15-12-1961, desmembra do município de Itacaré os distritos de Poiri, Laje do Branco e Poço Central, para formar o novo município com a denominação de Aurelino Leal ex-Poiri.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Itacaré e Taboquinhas.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.26.1