Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Praça da Bandeira : Monte Santo, BA - 1957
Rua dos Santos Passos : Monte Santo, BA - 1957
Hospedaria de Antonio Conselheiro : Monte Santo, BA - 1957
Caminho da Santa Cruz : Monte Santo, BA - [19--]
Vista parcial da cidade : Monte Santo, BA - [19--]
Praça Monsenhor Berenguer : Igreja Matriz Coração de Jesus : Monte Santo, BA - [19--]

História

Em 1775, exercia o sacerdócio no antigo aldeamento de índios de Massacará (hoje situado no município de Euclides da Cunha) o capuchinho Frei Apolônio de Toddi, que visitou a fazenda Lagoa da Onça, de propriedade de Francisco da Costa Tôrres, a fim de realizar ali uma missão.
Chegando à fazenda Lagoa da Onça em fins de outubro de 1775, a população aí não se reuniu para ouvir o missionário devido à escassez de água no local. Resolveram então fazer a 'missão' num logradouro de gado denominado 'Piquaraçá', pertencente à fazenda Soledade, onde existia água em abundância. A fazenda Soledade pertencia à Casa da Torre e foi arrendada a João Dias de Andrade em 1750.
A 'missão' terminou no dia 1.0 de novembro, quando houve uma procissão de penitência ao cume do monte ali existente, onde foi levantado um cruzeiro. À proporção que subiam a escarpa, iam os fiéis plantando cruzes de madeira a espaços regulares e na seguinte ordem: a primeira dedicada às almas, as sete seguintes representando as dores de Nossa Senhora, e as quatorze restantes lembrando os sofrimentos de Jesus.
Atualmente, existem, em lugar das cruzes, capelas de alvenaria contendo painéis dos passos do martírio de Jesus.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Coração de Jesus do Monte Santo ou Conceição de Jesus, subordinado ao município de Itapicuru.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Coração de Jesus do Monte Santo ou Conceição de Jesus pela Lei Provincial n.º 51, de 21-03-1837, sendo desmembrado de Itapicuru. Sede na antiga povoação de Coração de Jesus do Monte Santo ou Conceição de Jesus. Constituído do distrito sede. Instalado em 15-08-1837.
Pela Lei Estadual n.º 590, de 08-07-1905, é criado o distrito de Uauá e anexada à vila de Monte Santo.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 a vila é constituída de 2 distritos: Monte Santo e Uauá. Assim permanecendo nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920.
A Lei Estadual n.º 1.866, de 09-07-1926, desmembra da vila de Monte Santo o distrito de Uauá, elevado à categoria de município.
Pelo Decreto Estadual n.º 8.518, de 30-06-1933, é criado o distrito de Canudos e anexada à vila de Monte Santo.
Pelo Decreto n.º 8.642, de 19-09-1933, o distrito de Canudos foi transferido da vila de Monte Santo para o novo município Cumbé.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Monte Santo pela Lei Estadual n.º 2.192, de 25-07-1929.
Pelos Decretos Estaduais n.º 7.455, de 23-06-1931, e n.º 7.479, de 08-07-1931, os municípios de Cumbe e Uauá foram extintos, sendo seus territórios anexados ao município de Monte Santo, como simples distritos.
O Decreto Estadual n.º 8.641, de 19-09-1933, desmembra do município de Monte Santo o distrito de Uauá, elevado novamente à categoria de município.
O Decreto Estadual n.º 8.642, de 19-09-1933, desmembra do município de Monte Santo os distritos de Cumbé e Canudos, para constituírem novamente o município Cumbé.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o município aparece constituído de 2 distritos: Monte Santo e Cansação. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
A Lei Estadual n.º 504, de 28-11-1952, desmembra do município de Monte Santo o distrito de Cansação, elevado à categoria de município.
Pelo Acórdão do Superior Tribunal Federal de 27-12-1954 (Representação n.º 215) o município de Cansação é extinto, sendo seu território anexado ao município de Monte Santo como simples distrito.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955 o município é constituído do distrito sede.
A Lei Estadual n.º 1.018, de 12-08-1958, desmembra do município de Monte Santo o distrito de Cansação, elevado novamente à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960 o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Fonte

Monte Santo (BA). In: ENCICLOPÉDIA dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1958. v. 21 p. 43-47. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_21.pdf>. Acesso em: ago. 2015
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.16.1