Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Unidade Sanitária : Riachão das Neves, BA - [19--]
Açougue Municipal : Riachão das Neves, BA - [19--]
Grupo Escolar Coronel Francisco Macedo : Riachão das Neves, BA - [19--]
Posto Médico Municipal Santo Antônio : Riachão das Neves, BA - [19--]
Praça Municipal : Riachão das Neves, BA - [19--]
Prefeitura Municipal : Riachão das Neves, BA - [19--]
Veja mais fotos

História

Riachão das Neves
Bahia — BA

Histórico

No ano de 1.660, o então 32º Governador Geral do Brasil Dom João de Lan-Castro, autorizou uma expedição para navegar os afluentes do Rio São Francisco, entre eles Rio Grande, Rio Preto e Rio Corrente.
Chegando mais precisamente no município da Barra a qual se tornou a primeira cidade da região no ano de 1.752, denominado vale do São Francisco o qual pertencia a Província de Pernambuco. A 2ª cidade da região foi Pilão Arcado em 1.810 e logo após no ano de 1.820 a cidade de nossa origem, Campo Largo, hoje Cotegipe de onde Riachão das Neves foi desmembrado.
A região em 1824 passou a integrar a província de Minas Gerais e em 1827, por outro ato provisório foi entregue a Província da Bahia, tudo isso pelo motivo que os Pernambucanos, liderados por Frei Caneca, não aceitarão a Constituição imposta pelo Imperador, e para castigar Pernambuco o Imperador tirou toda esta área que hoje é conhecida como Oeste Baiano da Província de Pernambuco. A partir daí passou a integrar a Sesmaria da Casa da Ponte de Antonio Guedes de Brito.
Riachão das Neves no dia 26 de Julho de 1.934, foi elevado a Vila do município de Cotegipe, razão pela qual a padroeira do município é Nossa Senhora Sant`Ana. As chamas da emancipação política do município de Riachão ficarão claras em 1.954 quando o ilustre filho de Riachão o Sr. Nelson Carvalho da Cunha, se tornou prefeito em Cotegipe, vários ilustres filhos de Riachão foram vereadores pelo município de Cotegipe, alguns deles, Severiano Crisostomo, Joaquim Arruda, Armias Pereira de Matos, sem contar que antes teve outros tantos especiais entre estes, Joaquim Miguel dos Santos Bomfim, Aprígio Crisostomo Filho, Aylon Macedo, João Muniz de Souza, Salvador Gonçalves de Carvalho, José Antonio Borges, os quais foram decisivos para a emancipação política do município.
O tão sonhado dia pelo qual buscou vários que lutaram incansavelmente pela emancipação de Riachão aconteceu no dia 19 de Julho de 1.962, através da Lei 1.731, de autoria do saudoso Deputado Estadual Dr. Juarez de Souza o qual se tornou Patrono do município.
Na verdade o topônimo originou-se da existência da Fazenda Neves que ainda existe e o riacho que banha a sede do município que é uma grande recordação principalmente para os mais velhos.

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de Cotegipe o distrito de Riachão das Neves.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Riachão das Neves, pela lei estadual nº 1731, de 19-07-1962, desmembrado do município de Cotegipe. Sede no antigo distrito de Riachão das Neves. Constituído de 3 distritos: Riachão das Neves, Cariparé e São José do Rio Grande (ex-Nupeba), alterado pela mesma lei estadual acima citada, todos desmembrados de Cotegipe. Instalado em 07-04-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Riachão das Neves, Cariparé e São José do Rio Grande.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

<www.riachaodasneves.com>
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.44