Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Igreja Matriz do Senhor do Bonfim : Prefeitura Municipal : Xique-Xique, BA - 1949
Praça Dom Máximo : Xique-Xique, BA - 1949
Rua Marechal Deodoro : Xique-Xique, BA - 1949
Lavoura de abacaxi : Xique-Xique, BA - 1948
Mercado São Francisco : Xique-Xique, BA - [19--]
Praça Doutor Lauro de Freitas : Xique-Xique, BA - 1957

História

A região era habitada primitivamente pelos índios massacarás, pontás, aracajás e amoipiras.
Por volta da década de 1540, sertanistas à procura de ouro iniciaram o desbravamento do Vale do São Francisco. Formaram-se fazendas à margem direita do rio, em terras basicamente pertencentes às famílias Casa da Ponte e Mestre de Campo Guedes de Brito.
Na segunda metade do Século XVI, em terras do Coronel Garcia D’Ávila, da Casa da Ponte, iniciou-se o arraial Xique-Xique. Situava-se na Ilha do Miradouro, nome originário da expressão popular daqui miro o ouro nas serras. Edificou-se ali a capela de Santa Ana.
Mais tarde, construiu-se a capela de Senhor do Bonfim em terra firme, à margem da Ipoeira, na fazenda Praia, de propriedade de Sebastião José de Carvalho. Formou-se novo núcleo populacional. Os habitantes da Ilha do Miradouro foram-se transferindo para o local.
A origem do topônimo foi a grande quantidade dos cactos xique-xiqu”, encontrados pelos primeiros povoadores.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Chique-Chique, em 1714.
Elevado á categoria de vila com a denominação de Chique-Chique, pelo Decreto de 06-07-1832, desmembrada do município de Sento Sé. Sede na antiga povoação de Chique-Chique. Constituído do distrito sede. Instalada em 23-10-1834.
Pela Lei Municipal de 28-04-1900, foram criados os distritos de Mata Fome e Tiririca e anexados ao município de Chique-Chique.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila aparece constituído de 4 distritos: Chique-Chique, Mata Fome, Pedras e Tiririrca.
Elevado á condição de cidade com a denominação de Chique-Chique, pela Lei Estadual n.º 2.082, de 13-06-1928.
Pela Lei Estadual n.º 2.204, de 08-08-1929, é criado o distrito de Canabrava do Gonçalo, com território desmembrado do distrito de Tiririca e anexado ao município de Chique-Chique.
Pelo Decreto n.º 7.479, de 08-07-1931, o município de Chique-Chique, adquiriu o extinto município de Assuruá, como simples distrito.
Pelo Decreto n.º 8.456, 15-07-1933, desmembra do município de Chique-Chique, o distrito Assuruá. Elevado novamente à categoria de município.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Mata Fome, Pedras e Tiririrca.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 6 distritos: Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Central, Mata Fome, Pedras e Tiririca.Pelo Decreto Estadual n.º 11.089, de 30-11-1938, o distrito de Mata Fome, Pedras e Canabrava do São Gonçalo passaram a denominar-se, respectivamente, Ibiacema, Marrecas e Uibaí.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 6 distritos: Chique-Chique, Canabrava do Gonçalo, Central, Ibiacema (ex-Mata Fome) Marrecas (ex-Pedras), Tiririca e Uibaí (ex-Canabrava do Gonçalo).
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual n.º 12.978, de 01-06-1944, o município de Chique-Chique passou a grafar Xique-Xique o distrito de Marrecas a chamar-se Iguira.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 6 distritos: Xique-Xique (ex-Chique-Chique), Central, Ibiacema, Iguira (ex-Marrecas), Tiririca e Uibaí.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
Pela Lei Estadual n.º 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Lagoa da Canabrava (ex-povoado de Lagoa) e anexado ao município de Xique-Xique. Pela mesma Lei Estadual acima citada o distrito de Ibiacema tomou a denominação de Copixaba.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 7 distritos: Xique-Xique, Central, Copixaba (ex-Ibiacema), Iguira, Lagoa da Canabrava, Tiririca e Uibaí.
Pela Lei Estadual n.º 1.017, de 18-08-1958, desmembra do município de Xique-Xique, os distritos de Central, Lagoa da Canabrava e Uibaí, para constituir o novo município de Central.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Xique-Xique, Copixaba, Iguira e Tiririca.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1988.
Pela Lei Estadual n.º 4.839, de 24-02-1989, desmembra do município de Xique-Xique o distrito de Tiririca. Elevado à categoria de município com a denominação de Itaguaçu da Bahia.
Em divisão territorial datada de 1993, o município é constituído de 3 distritos: Xique-Xique, Copixaba e Iguira.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

Prefeitura Municipal
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.21