Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Lavoura de baixio no Lugarejo Monte Alegre em Arurora (CE) - maio . 196
Lavoura de baixio no Lugarejo Monte Alegre em Arurora (CE) - maio . 196
Lavrador na Localidade de Monte Alegre em Aurora (CE) - maio . 196
Lavrador na Localidade de Monte Alegre em Aurora (CE) - maio . 196
Mercado da carne : Aurora, CE - [19--]
Praça da Matriz : Igreja Matriz do Senhor Menino Deus : Aurora, CE - [19--]
Veja mais fotos

História

Aurora Ceará - CE

Histórico
A história da origem do atual município de Aurora-CE, remonta nos idos de 18-12-1817, quando o Pe. Antônio Leite de Oliveira comprou ao Sr. Antônio Lopes de Andrade, a fazenda logradouro. Desde então, o referido padre teve sua fixação em terras da região, e devido ao transito de tanta gente por essa ribeira do médio salgado, procedentes de Jaguaribe e de outras localidades propiciou o surgimento de uma povoação. Essa pequena povoação evolui e adquiriu notoriedade com a construção de um oratório, pelo pe. Antônio Leite, configurando-se assim um povoado. Foi quando nos meados de 1837, já como proprietário da fazenda logradouro que o Coronel Francisco Xavier de Souza, resolveu edificar uma capela, a pedido de sua esposa a então descendente do Pe. Antônio, à qual denominou Capela do Menino Deus.
Segundo fontes tradicionais, o Coronel Xavier mantinha uma mulher como sua concubina, cujo o nome era Aurora. Essa mulher residia num barraco às margens do rio salgado, hoje Aurora Velha, onde servia também de ponto comercial para atender àqueles tropeiros viajantes, e ficou batizado com o nome de Venda, primeiro nome dado ao povoado. O nome de Venda perdurou por muito tempo, em face desse estabelecimento representar por muito tempo, um ponto de apoio para os transeuntes de todos os rincões do sertão cearense. Houve, porém, a oportunidade em que o Coronel Francisco Xavier, detentor de um poder notável, quis implantar o nome Xavierlinda em substituição ao outro, mas não adquiriu expressividade, uma vez que não caiu no gosto popular.
À medida que crescia o povoado, a mulher foi adquirindo significativa popularidade, e por motivos óbvios como escreveu o poeta Serra Azul, Caiu o nome mercantil de Venda e surgiu o nome fúlgido de Aurora.
Gentílico: aurorense

Formação Administrativa
Elevado à categoria de vila com a denominação de Aurora, pela lei provincial nº 2047, de 10-11-1883. Sede na povoação de Venda. Instalado em 30-05-1885.
Pela lei nº 2111, de 12-12-1885, a vila, de Aurora é extinta, sendo seu território anexado ao município de Lavras.
Elevado novamente à categoria de vila com a denominação de Aurora, pela lei nº 2141, de 29-07-1889, desmembrado de Lavras.
Pelo ato estadual de 27-04-1898, é criado o distrito de Igazeiras e anexado ao município de Aurora.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila constituída de 2 distritos: Aurora e Ingazeiras.
Em divisão territorial datada de 1933, o município aparece constituído de 3 distritos: Aurora, Ingazeira e Boa Esperança.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Boa Esperança passou a denominar-se Iara.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de Aurora, Iara ex-Boa Esperança e Ingazeiras.
Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, desmembra do município de Aurora o distrito de Iara. Para foramr o novo município de Barro.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: Aurora e Ingazeiras.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: Aurora e Ingazeiras.
Pela lei estadual nº 3931, de 26-11-1957, é criado o distrito de Tipi e anexado ao município de Aurora.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Aurora, Ingazeira e Tipi.
Pela lei estadual nº 6477, de 28-08-1963, desmembra do município de Aurora o distrito de Ingazeiras. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Aurora e Tipi.
Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, Aurora adquiriu o extinto município de Ingazeira e Tipi.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2003.
Pela lei municipal nº 008, de 10-09-2001, é criado o distrito de Santa Vitória expovoado e anexado ao município de Aurora.
Em divisão territorial datada de de 2005, o município constituído de 4 distritos: Aurora, Ingazeiras, Santa Vitória e Tipi.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.26