Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Rua Boulevard Dr. João Pessoa : Iguatu, CE - [19--]
Conjunto residencial : Iguatu, CE - [19--]
Casa onde nasceu Matos Peixoto : Iguatu, CE - [19--]
Vista parcial da cidade : Iguatu, CE - [19--]
Fábrica de beneficiamento de algodão : Iguatu, CE - [19--]
Campo de pouso : Iguatu, CE - [19--]
Veja mais fotos

História

Na margem esquerda do rio Jaguaribe, na ribeira conhecida por Quixelô, em data ainda não desvendada pelos pesquisadores, o colono audaz ergueu moradia com cerca de pau-a-pique, assim fortificada contra possíveis ataques dos nativos que habitavam a região. Concedidas as sesmarias e instalada a fazenda, estava fincado o marco do Arraial que, com o estímulo do capitão-mor Salvador Alves da Silva, iria despontar nos idos de 1719, quando o coronel Gregório Martins Chaves é nomeado administrador-geral das terras situadas entre os sertões de Quixelô e São Mateus, carecidas de pacificação para o seu desbravamento.
A tarefa de Martins Chaves não foi difícil tendo em vista que em 1707 o padre João de Matos Serra, prefeito das Missões, após ingentes sacrifícios, missionara os quixelôs no lugar denominado Telha, de onde haveria de surgir mais tarde a atual cidade do lguatu.
Os indígenas, afeitos ao labor da terra, logo fizeram prosperar o povoado. A freguesia, criada por Decreto Provincial em 1831, sob a invocação de Nossa Senhora Santana, impulsionou o progresso da localidade, situada a mais de quatrocentos quilômetros do Governo da Província.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Telha pelo Decreto de 11-10-1831 e pelo Ato Provincial de 18-03-1842.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Telha pela Lei Provincial n.º 558, de 27-11-1851, sendo desmembrado de Icó. Sede no núcleo de Telha. Instalado em 23-01-1853.
Pela Lei Provincial n.º 1.429, de 14-09-1871, e pelo Ato Provincial de 01-09-1865 é criado o distrito de Bom Jesus do Quixelô e anexado ao município de Telha.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Telha pela Lei Provincial n.º 1.612, de 21-08-1874.
Pela Lei Provincial n.º 2.035, de 20-10-1883, o município de Telha passou a denominar-se Iguatu.
Pela Lei Provincial n.º 2.005, de 06-09-1882, é criado o distrito de Bom Sucesso e anexado ao município de Iguatu.
Pelo Ato Estadual de 17-06-1908 são criados os distritos de Lajes e Afonso Pena e anexados ao município de Iguatu.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 o município aparece constituído de 5 distritos: Iguatu, Afonso Pena, Bom Jesus do Quixelô e Bom Sucesso e Lages.
Pelo Ato de 11-11-1911 é criado o distrito de Sussuarana e anexado ao município de Iguatu.
Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920 o município é constituído de 6 distritos: Iguatu, José de Alencar, Afonso Pena, Bom Jesus, Bom Sucesso e Sussuarana.
O Decreto Estadual n.º 193, de 20-05-1931, desmembra do município de Iguatu os distritos: Afonso Pena, Lages e Bom Sucesso, para formarem o novo município de Afonso Pena.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o município aparece constituído de 4 distritos: Iguatu, Bom Jesus do Quixelon, Quixoa e Sussuarana. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto Estadual n.º 448, de 20-12-11938, o distrito de José de Alencar passou a denominar-se simplesmente Alencar.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939 a 1943 o município é constituído de 5 distritos: Iguatu, Alencar, Bom Jesus de Quixelon, Quixoá e Sussuarana.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.114, de 30-12-1943, o distrito de Sussuarana passou a denominar-se Suassurana e Bom Jesus passou a denominar-se Quixelô.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950 o município é constituído de 5 distritos: Iguatu, Alencar, Quixelô, Quixoá e Suassurana.
Pelo Decreto Estadual n.º 1.153, de 22-11-1951, o distrito de Alencar voltou a denominar-se José de Alencar.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955 o município é constituído de 6 distritos: Iguatu, José de Alencar, Quixelô, Quixoá e Suassurana. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 6.647, de 09-10-1963, é desmembrado do município de Iguatu o distrito de Suassurana, elevado à categoria de município.
A Lei Estadual n.º 6.726, de 05-11-1963, desmembra do município de Iguatu o distrito de Quixelô, elevado à categoria de município
Pela Lei Estadual n.º 6.915, de 17-12-11963, é criado o distrito de Cruz de Pedra e anexado ao município de Iguatu.
Pela Lei Estadual n.º 7.024, de 27-12-1963, é criado o distrito de Baú e anexado ao município de Iguatu.
Pela Lei Estadual n.º 7.025, de de 27-12-1963, é criado o distrito de Barreiras e anexado ao município de Iguatu.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Iguatu, Barreiras, Baú, Cruz de Pedra, José de Alencar e Quixoá.
Pela Lei Estadual n.º 8.339, de 14-12-1965, foram extintos os municípios de Quixelô e Suassurana, sendo seus territórios anexados ao município de Iguatu como simples distritos.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1968 o município é constituído de 8 distritos: Iguatu, Barreiras, Baú, Cruz de Pedra, José de Alencar, Quixelô, Quixoá e Suassurana. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.
Pela Lei Estadual n.º 11.005, de 01-02-1985, é desmembrado do município de Iguatu o distrito de Quixelô, elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988 o município é constituído de 7 distritos: Iguatu, Barreiras, Baú, Cruz de Pedra, José de Alencar, Quixoá e Suassurana.
Pela Lei Municipal n.º 93, de 15-08-1990, foram criados os distritos de Barra, Barro Alto, Riacho Vermelho e Serrote, sendo todos anexados ao município de Iguatu.
Em divisão territorial datada de 17-I-1991, o município é constituído de 10 distritos: Iguatu, Barras, Barreiras, Barro Alto, Baú, José de Alencar, Quixoá, Riacho Vermelho, Serrote e Suassurana.
Pela Lei Municipal n.º 359, de 28-03-1995, foram extintos os municípios de Barra, Barro Alto, Riacho Vermelho e Serrote, por terem sido criados e não instalados, sendo seus territórios anexados ao distrito sede do município de Iguatu.
Em divisão territorial datada de 15-VII-1997 o município é constituído de 6 distritos: Iguatu, Barreiras, Baú, José de Alencar, Quixoá e Suassurana.
Pela Lei Municipal n.º 594, de 03-05-1999, foram criados os distritos de Barro Alto e Riacho Vermelho e anexados ao município do Iguatu. Pela mesma Lei, o distrito de Quixoá tomou o nome de Gadelha.
Em divisão territorial datada de 2001 o município é constituído de 7 distritos: Iguatu, Barreiras, Barro Alto, Baú, Gadelha, José de Alencar, Riacho Vermelho e Suassurana. Assim permanecendo em divisão administrava datada de 2014.

Fonte

Iguatu (CE). In: ENCICLOPÉDIA dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1959. v. 16 p. 260-269. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_16.pdf. Acesso em: ago. 2015.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.32