Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Obelisco ao São Benedito : São Benedito, CE - [19--]
Praça do Centenário : São Benedito, CE - [19--]
Praça 25 de Novembro : São Benedito, CE - [19--]
Monumento à Raimundo de Farias Brito : Coluna da Hora : São Benedito, CE - [19--]
Praça Nação Tabajara : São Benedito, CE - [19--]
Prefeitura Municipal : São Benedito, CE - 1984
Veja mais fotos

História

São Benedito Ceará - CE

Histórico
Com o fim de tender a conquista do território sujeito a sortidas de aventureiros franceses, Pedro Coelho chegou até o rio Arabê, tendo nas sua margens erigido o seu arraial. Logo ao redor, se erigiram cabanas rústicas. Em 1841 construiu-se a primeira casa de oração.
Pela lei Provincial nº 527, de 6 de dezembro de 1850, foi criado o distrito de Paz de São Benedito da Ibiapaba. Em 1854 foi criada a primeira escola pública para meninos. A atual Matriz foi construída em 1859. Pela Lei Provincial nº 1.470, de 10 de novembro de 1872, ergueu o povoado em vila com a denominação de São Benedito, sendo município inaugurado em 1873.
A elevação da vila em cidade se deu aos 30 de agosto de 1921, pela lei estadual nº 1.850, sendo sua inauguração no dia 25 de novembro do mesmo ano.
Gentílico: beneditense ou são-beneditense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Benedito, por ato provincial, de 22-011851 e por ato provincial nº 1600, de 06-08-1874.
Elevado à categoria de vila com a denominação de São Benedito, pela lei provincial nº 1470, de 18-11-1872, desmembrado de Viçosa. Sede no núcleo de São Benedito. Constituído do distrito sede. Instalado em 25-11-1873.
Pela lei provincial nº 1491, de 16-12-1872 e por ato provincial de 25-06-1873 é criado o distrito de Graça e anexado ao município de São Benedito.
Pela lei provincial nº 1786, de 23-12-1878, é criado o distrito de Campo da Cruz e anexado a vila de São Benedito.
Pelo ato provincial de 05-07-1884 e por lei provincial de 2054, de 29-11-1885 é criado o distrito de Pacujá e anexado ao município de São Benedito.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: São Benedito, Campo da Cruz, Graça e Pacujá.
Elevado à condição de cidade com a denominação de São Benedito de Ibiapina, pela lei estadual nº 1850, de 30-08-1921.
Pelos decretos estaduais nº 193, de 20-05-1931, e 1156, de 04-12-1933, o município de São Benedito de Ibiapina volta a denominar-se São Benedito.
Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 4 distritos: São Benedito, Campo da Cruz, Graça e Pacujá.
Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, o município aparece constituído de 5 distritos: São Benedito, Campo da Cruz, Carnaubal, Graça e Pacujá.
Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Campo Cruz passou a denominar-se Curunhú.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: São Benedito, Carnaubal, Curunhu ex-Campo da Cruz, Graça e Pacujá.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-07-1950.
Pelo dereto-lei estadual nº 1153, de 2-11-1951, o distrito de Curunhu, passou a denominar-se Inhuçu.
Em divisão territorial datada de 1-07-1955, o município é constituído de 5 distritos: São Benedito, Carnaubal, Graça, Inhussu ex-Curunhu e Pacujá.
Pela lei estadual nº 3692, de 17-07-1957, desmembra do município de São Benedito
o distrito de Pacujá. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual nº 3702, de 30-07-1957, desmembra do município de São Benedito
o distrito de Carnaubal. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-07-1960, o município é constituído de 3
distritos: São Benedito, Graça e Inhuçu. Pela lei estadual nº 6384, de 04-07-1963, desmembra do município de São Benedito
o distrito de Graça. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual nº 6352, de 01-07-1963, desmembra do município de São Benedito
o distrito de Inhuçu. Elevado à categoria de município com a denominação de Joaquim Bastos. Em divisão territorial datada de 1-07-1963, o município é constituído do distrito sede. Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de São Benedito adquiriu os extintos município de Graça e Inhuçu ex-São Joaquim Bastos, como simples distritos. Em divisão territorial datada de 31-12-1968, o município é constituído de 3 distritos: São Benedito, Graça e Inhuçu
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-07-1983.
Pela lei estadual nº 11309, de 15-04-1987, desmembra do município de São Benedito o distrito
de Graça. Elevado à categoria de município. Pela lei municipal nº 373, de 1989, é criado o distrito de Barreiros e anexado ao de município São Bendito. Em divisão territorial datada de 17-1-1991, o município é constituído de 3 distritos: São Benedito, Barreiros e Inhuçu. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais
São Benedito para São Benedito de Ibiapina alterado, pela lei estadual nº 1850, de 30-08-1921.
São Benedito de Ibiapina para São Benedito alterado, pelos decretos nº 193, de 20-05-1931 e 1156, de
04-12-1933.

História Religiosa:
O povoado de São Benedito nasceu em torno de um nicho construído pelo índio Jacó de Sousa Castro em homenagem a São Benedito. Em 1941, Padre Felipe Benício, Vigário de Viçosa do Ceará, reconstruiu a capelinha no mesmo lugar no nicho de Jacó. Nova capela foi iniciada em 23 de agosto de 1950 no lugar onde hoje está a matriz, e inaugurada em 22 de dezembro de 1951. Em 06 de agosto de 1874, em virtude da lei provincial n° 1600, Dom Luís Antônio dos Santos cria a paróquia.

Origem Toponímica:
Um índio que tinha especial devoção por São Benedito Adotou esse nome para o povoado.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.33