Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

DIVINO - Minas Gerais - MG

Gentílico: DIVINENSE

HISTÓRICO:
Primitivamente a região foi habitada por índios Purís, descendentes dos Goytcazes. Em 1831, um grupo de brancos chefiados pelo Tenente-Coronel José Batista da Cunha e Castro, desbravaram a região e pacificaram os indígenas. Dois anos mais tarde as terras foram apossadas e vendidas para o Major José Luiz da Silva Viana. No ano de 1834 foram adquiridas por Antônio Ferreira de Souza Barros e, dentro dos limites destas, formou-se uma povoação onde hoje se localiza a cidade de Divino.
Por tradiçao oral consta que a povoação surgiu do seguinte fato:
Um grupo de exploradores decidiram fazer uma excursão com o intuito de se criar uma povoação e ficou combinado que só fariam alto quando sentissem fome. Quando surgisse o referido local ficou também estabelecido que fincariam uma bandeira com a insígnia do Divino Espírito Santo, do qual eram devotos. Partindo da residência de Pedro Gomes da Silva, desceram o ribeirão de São João do Norte até alcançar o rio Carangola. Subindo por este, chegaram a um local e alí acamparam. No sítio onde fincaram a bandeira erigiu-se, mais tarde, a atual Igreja Matriz da cidade de Divino.
O nome primitivo da localidade foi Terras Adjacentes ao Indaiá.
A fertilidade do solo foi o fator preponderante para a ocupação e fixação do homem branco, pois a produção agrícola local se destacou sempre entre os municípios circunvizinhos.
O topônimo provém do padroeiro do lugar, Divino Espírito Santo, cuja devoção vem desde os primitivos tempos da sua colonização.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA:
A povoação de Divino Espírito Santo foi elevada a Curato independente pela Lei n.º 1.847 de 12/10/1871. Pel Lei n.º 2.500 de 12/11/1878 foi incorporada ao recém-criado município de Carangola. O Curato foi elevado a Freguesia pela Lei n.º 2.905 de 23/09/1889. Por força do Decreto-Lei n.º 148 de 17/12/1938 foi elevado a município. É composto dos distritos Sede e Bom Jesus de Divino.

FORMAÇÃO JUDICIÁRIA:
O Decreto-Lei Estadual n.º 1.058 de 31/12/1943 subordinou o município de Divino à Comarca de Carangola. Mais tarde, por força do Decreto-Lei n.º 5.394 de 30/12/1957 foi criada a Comarca de Divino.

Fonte

ROGÉRIO CARELLI - Prof. História Contemporânea - Fundação FAFILE-UEMG de Carangola. Sócio-correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.25.3