Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Os primeiros habitantes do atual território de Guiricema foram os Índios Puris, que sofrendo oposição e ataques dos Croatos e Cropós, se dirigiram para as florestas do leste presidiense e se localizaram nas planícies e bacia do Rio Bagres.
Nos fins do século XVIII eram concedidas as primeiras cartas de sesmaria para a região dos Bagres, dando, assim, ao que se deduz, o início da ocupação e desbravamento do lugar.
Entretanto, a fundação de Guiricema verificou-se por volta de 1806, quando o furriel José Lucas Pereira dos Santos, português, transitando pela região, deliberou nela instalar-se com seus familiares e escravos, tal a fertilidade da terra. Construiu uma grande fazenda. Outros foram se fixando por ali, alguns a convite do próprio furriel. Em 1825, sua esposa Tereza Maria de Jesus, adoeceu vindo a falecer no dia 24 de novembro do mesmo ano. Como o Rio Bagres não permitisse o transporte do corpo até o distrito do Presídio, atual Visconde do Rio Branco, devido as enchentes, enterrou-a do lado direito do Rio, em local próximo à sede da fazenda e, no mesmo dia, deliberou construir uma capela, com o fim de transladar os restos da esposa para dentro dela. Delimitou grande parte de suas terras que doou à santa e, que hoje, corresponde o atual perímetro urbano de Guiricema. Em 16 de setembro de 1836, foi obtida a competente autorização regencial, assinada pelo pe. Diogo Antonio Feijó, Regente do Império, para a construção da capela, consagrando Nossa Senhora da Encarnação como Padroeira, tudo conforme desejo do furriel José Lucas. Construída a Capela, por volta de 1838, o então povoado dos Bagres se desenvolveu, vindo a ser elevado a categoria de Paróquia pela lei nº 758, de 02 de maio de 1856, com o nome de Nossa Senhora da Encarnação dos Bagres.
O povoado, primitivamente chamado Bagres, em virtude da grande quantidade de peixes dessa espécie que viviam nas águas do Rio local, teve o topônimo alterado para Guiricema, pela Resolução nº 84, de 20 de novembro de 1895. O novo nome, em Tupi, significa 'Grande quantidade de bagres'.
O distrito foi criado com a denominação de Bagres, por efeito da Lei provincial nº 1899, datada de 19 de julho de 1872, tendo a Lei estadual nº 2 de 14 de setembro de 1891, confirmado sua criação.
Em virtude da resolução municipal nº 84, de 20 de novembro de 1895, foi-lhe dado o novo topônimo de Guiricema.
Por efeito do Decreto-Lei estadual nº 148. de 17 de dezembro de 1938, criou-se o município de Guiricema, constituido dos distritos de Guiricema e Tuiutinga, desmembrados do município de Visconde do Rio Branco. Guiricema perdeu parte do território do seu distrito-sede para formar, no mesmo município o distrito de Vilas Boas, passando assim, a ser constituido com 3 distritos: Guiricema, Tuiutinga e Vilas Boas.
O município de Guiricema encontra-se subordinado à comarca de Visconde do Rio Branco.
Adjetivo Pátrio: Guiricemense
O município está localizado na Mesorregião: Zona da Mata e na Microrregião: Ubá/MG. Com a área de 290km2, limita-se com os municípios de São Geraldo, Ervália, Miraí, Guidoval e Visconde do Rio Branco.
A altitude da sede municipal(Igreja Matriz Nossa Senhora da Encarnação) é de: 300 metros.

Fonte

Informações básicas(IBGE)
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.41