Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Não há fotos para este município

História

Em virtude da proximidade de IPIAÇU com os municípios de Ituiutaba, Santa Vitória e Cachoeira Dourada, também esse Município em tela teve, nos indígenas CAIAPÓS seus primitivos habitantes, na Região denominada 'Fundão'.
IPIAÇU, como diversas outras cidades interioranas brasileiras, é resultante histórica dos desbravamentos dos aventureiros Bandeirantes que, como sabemos, penetravam os sertões, de início para aprisionar índios e, após, contando em seguida com mão-de-obra escrava e a zero custos, sair à cata de minas de ouro, diamantes e outras preciosidades.
A localidade do antigo 'Fundão' muito deve a tantos outros heróis anônimos, que, com determinação e destemor, partiram para o sacrifício de idéias, ideais e até mesmo da própria vida, de suma preciosidade, em proveito e consequência lógica de seu soerguimento e evolução atual, tendo no tal 'Fundão', fixado moradias os primeiros posseiros, lutadores e bravos sertanistas, das envergaduras de um BENEDITO WALDEMAR DA SILVA, de um JOSÉ AUGUSTO DE MELO, de um ARISTIDES DE SOUZA, de um EURIDES UMBELINO FERREIRA (este empresário hoje em Ituiutaba) e outros mais.
O substantivo próprio IPIAÇU tem sua origem etmológica na Gramática Tupi-Guarani e, segundo os melhores filólogos e historiadores da mesorregião do Triângulo Mineiro, semanticamente apresenta várias polissemias:
YPU + AÇU = 'FONTE GRANDE', ou seja: 'Olho d'Água':
YPIAHU = 'RIO NOVO'
YBY + AÇU = 'TERRA GRANDE', isto é: 'cidade à Beira do Grande Rio'.
O qualificativo gentílico de IPIAÇU é a palavra variável 'IPIAÇUENSE'.
Em 1935, veio para o 'Fundão', o arrojado senhor BENEDITO WALDEMAR DA SILVA, destemido baiano de Caetité, cidade situada no Planalto Central, na vertente oriental da famosa Serra do Espinhaço, ao sudoeste do Estado que brindou o mundo com o nosso paredro insuperável 'Águia de Haia', que nessas paragens comprou uma gleba de terras na Fazenda Fundão, então de propriedade do Sr. Aristides de Souza, começando, por conseguinte, a ocupação da 'IBYAÇU' ('Terra Grande'), com a denominação de 'Colônia dos Baianos'.
Diz-nos o Historiador Dr. Edelweis Teixeira: 'Situada à beira do Córrego do Fundão, a uns 12 Km do Rio Paranaíba, para o qual aflui, é de organização recente. Foi o professor de letras, o baiano BENEDITO WALDEMAR DA SILVA, aí residente há tempos, o seu iniciador doando o patrimônio em 1946. Proprietário do terreno, cuidou de formar a povoação. Sua capela dedicada a Nossa Senhora da Aparecida'
Posteriormente, com a evolução do povoado YPIAHU e preparo de suas férteis terras no VALE DO PARANAÍBA, notadamente com o incremento da agropecuária, surge um promissor distrito, depois transformado numa cidade generosa, a proporcionar sua cota de ajuda à pujança do Triângulo Mineiro, beneficiando Minas Gerais e contribuindo para com o Brasil.
IPIAÇU foi elevado a Distrito pelo Decreto-Lei Nº 1.039, de 12 de Dezembro de 1953 e a Município pela Lei Nº 2.764, de 30 de dezembro de 1962. Sempre teve por município de origem Ituiutaba. À 10 de Março de 1963, foi a data magna da solene instalação desse município.
Poder Judiciário: pertence à comarca de Capinópolis.

Fonte

Monografias municipais - IBGE (Arquivo agência Ituiutaba/MG)
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.19