Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Não há fotos para este município

História

O desbravamento da região do atual município de Itanhomi tem início no final do século XIX, quando a descoberta das terras férteis da localidade favorece o desenvolvimento da agricultura e, posteriormente, por volta de 1890, o surgimento do povoamento denominado Queiroga. O local até então era predominantemente habitado pelos índios Botocudos, que foram forçados a cederem espaço ao homem branco, cujo domínio foi fortalecido no decorrer da década de 1900. Em 1906, é construída, por interferência do padre Modesto Vieira, a primeira capela, oficializando a existência do povoado.
Em 1908, chegam à região os trilhos da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), favorecendo o surgimento de núcleos habitacionais que décadas mais tarde dariam origem a outros municípios a serem desmembrados do território itanhomiense, como nos casos dos primitivos povoados de Lajão (atual Conselheiro Pena), Cachoeirinha (atual Tumiritinga), Floresta (atual Alvarenga) e Itaúba (atual Sobrália). Ao redor das estações ferroviárias estabeleceram-se alguns moradores e pequenos comerciantes e a ferrovia ajudou no escoamento da produção agrícola e extração mineral dessas localidades.

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Itanhomi, pela Lei Estadual n.º 843, de 0-7-09-1923, desmembrado de Caratinga. Sede na antiga povoação de Queiroga. Constituído de 5 distritos: Itanhomi, Cuieté, Floresta, Tarumirim e Lajão, os três primeiros desmembrados de Caratinga, o último criado por esta mesma Lei acima citada. Instalado em 14-03-1926.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Itanhomi, Cuieté, Floresta, Lajão e Tarumirim.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 148, de 17-12-1938, é extinto o município de Itanhomi, sendo seu território anexado ao novo município de Tarumirim como simples distrito e os distritos de Cuieté, Floresta e Lajão anexados ao município de Conselheiro Pena.
No quadro fixado para vigorar no período 1939-1943, o distrito de Itanhomi, figura no município de Tarumirim.
Assim permanecendo no quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948.
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Itanhomi, pela Lei n.º 336, de 27-12-1948, desmembrado de Tarumirim. Sede no antigo distrito de Itanhomi. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1949.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 2.764, de 30-12-1962, foram criados os distritos de Capitão Andrade e Edgard Melo e anexados ao município de Itanhomi.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Itanhomi, Capitão Andrade e Edgar Melo.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1991.
Pela Lei Estadual n.º 10.704, de 27-04-1992, é desmembrado do município de Itanhomi o distrito de Capitão Andrade e elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1999, o município é constituído de 3 distritos: Itanhomi, Edgar Melo e São Francisco do Jataí.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Fonte

Itanhomi (MG). Prefeitura. 2016. Disponível em: http://www.itanhomi.mg.gov.br/historia-da-cidade. Acesso em: maio 2016.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.18.0