Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Sítio da cidade de João Pinheiro, parte da cidade velha. A cidade nova se desenvolve em direção a rodovia Belo Horizonte/Brasília (MG) - 1965

História

João Pinheiro
Minas Gerais - MG

Histórico

Santana dos Alegres foi a denominação do primitivo povoado pertencente ao bispado de Pernambuco - que deu origem ao município.
Segundo a tradição oral, um boi curraleiro muito bravo que vivia nas adjacências do local, freqüentemente, ao anoitecer, ia para o arraial e lá permanecia durante toda a madrugada a mugir. O hábito daquele animal, chamado Alegre, intrigava a todos. Conta-se que esta foi a razão do nome do povoado, formado por volta de 1818 por pequenos fazendeiros e garimpeiros, que ali se fixaram atraídos pelas fartas pastagens e lavras de diamantes.
Em 1873, a vila de Santana dos Alegres foi elevada a município. Até 1902, o garimpo foi bastante explorado às margens do rio Santo Antônio e no leito de outros cursos d′água.
A Vila de Santana dos Alegres, em 1911, recebeu seu nome atual, numa homenagem ao ex-presidente do Estado. Em 1925 foram-lhe concedidos foros de cidade e sede de município

Formação Administrativa

Distrito criado com denominação de Santana dos Alegres, pela Lei Provincial nº 1993, de 13-11-1873, subordinado ao município de Paracatu.
Elevado à categoria de vila com a denominação de João Pinheiro, pela Lei Estadual nº 556, de 30-08-1911, desmembrado de Paracatu.
Sede na antiga vila de Santana dos Alegres. Constituído de 6 distritos: João Pinheiro, Água Limpa, Benfica, Canabrava, Catinga e Veredas, os dois primeiros criados pela mesma lei de criação do município os outros quatros desmembrados de Paracatu. Instalado em 25-09-1911.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituída de 6 distritos: João Pinheiro, Água Limpa, Benfica, Canabrava, Catinga e Veredas.
Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920.
Elevado à condição de cidade com a denominação de João Pinheiro, pela Lei Estadual nº 893, de 10-09-1925.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 6 distritos: João Pinheiro, Água Limpa, Benfica, Canabrava, Catinga e Veredas.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 4 distritos: João Pinheiro, Canabrava, Catinga e Veredas. Não figurando os distritos de Água Limpa e Benfica.
Pelo Decreto Lei Estadual nº 1058, 31-12-1943, o distrito de Catinga passou ser grafado Caatinga.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de João Pinheiro, Caatinga (ex-Catinga), Canabrava e Veredas.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual nº 2764, de 30-12-1962, é criado o distrito de Olhos d`Água do Oeste e anexado ao município de João Pinheiro.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 5 distritos: João Pinheiro, Caatinga, Canabrava, Olhos d`Água do Oeste e Veredas.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.
Pela Lei Estadual nº 8285, de 08-10-1982, foram criados os distritos de Luizlândia do Oeste e Santa Luzia da Serra ex-povoados e anexados ao município de João Pinheiro.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 7 distritos: João Pinheiro, Caatinga, Canabrava, Luizlândia, Olhos d`Água do Oeste, Santa Luzia da Serra e Veredas.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Santana dos Alegres para João Pinheiro, alterado pela Lei Estadual nº 556, de 30-08-1911.

Fonte

www.citybrazil.com.br
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.18.0