Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Ladainha acha-se situada em uma sesmaria, antigamente denominada de Jacinto Mendes, sesmaria esta doada pelo Imperador D. Pedro II, em 1877, a um velho soldado veterano de Guerra com o Paraguai. Com referência ao nome Ladainha dado ao local, não se pode precisar nada. Contam os antigos que se originou pelo fato de residir nas proximidades onde se acha a cidade de Ladainha um velho conhecido pela alcunha de 'Podô', assíduo rezador de terços onde icluía sempre uma ladainha.
De meados de 1914 a princípios de 1915, quando chegaram àquelas paragens o Coronel José Ribeiro de Oliveira, empreiteiro da Estrada de Ferro Bahia e Minas, e o pessoal que o servia, armou aquele um barracamento, que foi o marco inicial do povoado.
O nome de Ladainha passou a figurar quase que oficialmente após a conclusão dos trabalhos da construção da linha férrea e da estação. Havendo necessidade de ser dado um nome oficial à estação ferroviária, apelaram para que o Cel. José Ribeiro sugerisseum nome; ele, a título de brincadeira, repondeu: Ladainha do Podô. O velho Podô morava proximo à residência do Coronel e, como este dizia, o incomodava muito com as suas ladainhas. Desse modo, não só a estação férrea ficou com o nome de Ladainha, mas também o povoado e, afinal, toda a região.
Um dos fatores primordiais para o rápido desenvolvimento do povoado foi a localização e construção, em suas terras, das Oficinas borais da Bahia e Minas, em 1926, época em que foram construídas cinquenta e uma casas para resideências dos empegados da ferrovia. O terreno para a construçãofoi doado pelo cel. José Ribeiro que , nessa ocasião, já havia adquirido a posse do Sr. Jacinto Mendes.
Nessa mesma época
, a pedido do capitão Adolfo Sá, então presidente da Câmara Municipal em Teófilo Otoni, fez o coronel a doação de 10,5 alqueires de terras apra edificação da futura cidade, cuja área se acha desmembrada.
Em 1929, a sede do distrito que se encontra na Vila Concordia transferiu-se para Ladainha. Conforme assentamentos existentes nos 'Livros de nascimentos e casamentos' do Cartório de Paz de Ladainha, o povoado e seu território foram elevados a vila e distrito, em setembro de 1932, sendo seu primeiro juiz de paz o major Manoel Silva Tavares. A vila foi elevada à categoria de cidade, sede do atual muinicipio de Ladainha, em 1948. Os debravadores da região foram o cel. José Ribeiro de Oliveira, também considerado o fundador da cidade, Manoel Dias Machado e Antonio Ramos da Cruz, sendo os primeiros que ali fixaram residência.
Os nascidos em Ladainha são chamados de ladainhenses.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.28