Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Estrada em Piumhi (MG) - 1954
Veja mais fotos

História

Habitavam estas paragens, em tempos idos, dois abastados fazendeiros, inimigos figadais, Capitão Luís Antônio Vilela e Fernão Alves dos Santos. Motivava a inimizade e as lutes constantes entre os senhores, familiares e escravos a fixação das divisas de suas terras e sesmarias.
Por volta de 1707, famílias paulistas, chefiadas por Manoel Marques de Carvalho, quando regressavam dos sertões mineiros, onde estiveram à cata de ouro, acamparam às margens de um córrego - hoje córrego do Carvalho - para ligeiro repouso . Com permissão do chefe, exploraram a região e encontrando ouro, diamantes e outros minerais obtiveram autorização dos proprietários das terras para garimpar. Já em 1708, o número dos garimpeiros aumentara. Veio então, trazendo licença para garimpar, o Padre Marcos Pires Corrêa, que propôs aos habitantes construíssem uma capela e conseguissem o necessário para a celebração dos ofícios divinos, uma vez que todos eram católicos. A 15 de agosto de 1708, era celebrada a 1.ª missa na região.
Recrudescendo o ódio entre as duas famílias, Manoel Marques de Carvalho, amigo de ambas, resolveu por termo às rixas, propondo para árbitro da questão o Padre Marcos. Sugeriu a doação das terras litigiosas a Nossa Senhora do Livramento, separando, desta forma, as duas fazendas. Doados os terrenos, ficou conhecida por Nossa Senhora do Livramento do Piui a povoação.
Após a guerra dos Emboabas, voltaram as bandeiras paulistas a desbravar os sertões, datando daí a crescente povoação de Nossa Senhora do Livramento do Piu-i, conhecido, então, somente por Piu-i, nome do rio que atravessa a região. O vocábulo Piu-i, indígena, significa 'água cheia de moscas' e na verdade, as águas quase paradas do rio são infestadas por esses insetos.
Em 1770, o povoado foi elevado à categoria de curato, sendo primeiro cura o Padre Francisco Alves Torres. Em 1813 era elevado à categoria de freguesia. A paróquia foi criada em 1854.

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Piui, por Alvará de 26-01-1803, subordinado ao município de Formiga.
Elevado à categoria de município com a denominação de Piui, pela Lei Provincial n.° 202, de 01-04-1841, desmembrado do de Formiga. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-04-1842.
Elevado à condição de Cidade e sede municipal, por Lei Provincial n.° 1.510, de 20-07-1868.
Pela Lei Estadual n.° 2, de 14 de setembro de 1891, são criados os distrito de Araújos, Bocaina, Perobas e São Roque e anexado ao município de Piui.
Pela Lei Municipal n.º 73, de 05-10-1901, é criado o distrito de São Sebastião dos Franciscos e anexado ao município de Piui.
Pela Lei Estadual n.º 556, de 30-08-1911, o município Piui adquiriu do município de Formiga distrito de Pimenta.
Em divisão administrativa referente ao de 1911, o município é constituído de 7 distritos: Piui, Bocaina, Araújos, Perobas, Pimenta, São Roque e São Sebastião dos Franciscos.
Pela Lei Estadual n.º 843, de 07-09-1923, desmembra do município Piui os distritos de Araúna (ex-Araújos) e Capitólio (ex-São Sebastião dos Franciscos), para formar o novo município de Guapé. Sob o mesmo Decreto distrito de Bocaina passou a denominar-se Santo Hilário.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Piui, Perobas, Pimenta, Santo Hilário e São Roque.
Assim permanecendo em divisões territoriais datada de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 148, de 17-12-1938, desmembra do município de Piui o distrito de Guia Lopes (ex-São Roque). Elevado à categoria de município com a denominação de Guia Lopes.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Piui, Perobas, Pimenta e Santo Hilário.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.058, de 31-12-1943, desmembra do município de Piui o distrito de Pimenta, para formar o novo município de Pains. Sob o mesmo Decreto Piui adquiriu do município de Guapé o distrito de Capitólio.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Piui, Capitólio. Perobas e Santo Hilário.
Pela Lei Estadual n.º 366, de 27-12-1948, desmembra do município de Piui o distrito de Santo Hilário, para formar o novo município de Pimenta. Sob a mesma Lei desmembra do município de Piui o distrito de Capitólio. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Piui e Perobas.
Pela Lei Estadual n.º 2.764, de 30-12-1962, transfere o distrito de Perobas do município de Piui para o de Doresópolis.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído do distrito sede.
Pela Lei Estadual n.º 12.946, de 15-07-1998, o município de Piui passou a grafar Piumhi.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

Prefeitura Municipal. 2009.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.26.1