Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Serra do Espinhaço em Santa Bárbara (MG) - set. 1952
Serra do Caraça vista de Santa Bárbara (MG) - set. 1952
Serra do Caraça vista de Santa Bárbara (MG) - set. 1952

História

Santa Bárbara
Minas Gerais - MG

Histórico

Em 1702, o bandeirante Domingos Borges descobriu na fralda oriental do Caraça ricas minas auríferas que, mais tarde, foram denominadas Catas Altas, tal a profundeza das escavações feitas. Na mesma época, o desbravador Antônio Bueno explorou, na região, outras minas. Como estas não oferecessem a mesma abundância de ouro que as de Catas Altas, resolveu, o desbravador, descer mais, indo explorar as margens do ribeirão de Santa Bárbara, onde achou minas mais ricas que atraíram povoadores, e dando começo à formação do arraial. Isso lá pelo ano de 1707.
Tão grande foi o desenvolvimento do lugar, alimentado pela inesgotável riqueza da terra, que logo foi elevado à Paróquia. No local onde esta hoje a Matriz de Santa Bárbara, existiu uma Capela com a data de 1713, o que vem confirmar que a localidade teve início nos primeiros anos do século XVIII.
Pelo Alvará de 16 de fevereiro de 1724, o arraial foi elevado a distrito. O município, criou-o, com o território desmembrado de Mariana, a Lei Provincial número 134, de 16 de março de 1839.
Em 1858, recebeu a vila de Santa Bárbara foros de cidade.
Inicialmente o lugar era conhecido como Santo Antônio do Rio Abaixo. Posteriormente chamavam-no Santa Bárbara, nome do ribeirão que banha a cidade.
Falar sobre a história de Santa Bárbara, é ter forçosamente que falar sobre o ?Caraça?, notável educandário, com grande folha de serviços prestados a Deus e à Pátria. Se as minas de Catas Altas, encheram o alforje dos desbravadores, o Colégio do Caraça lapidou a inteligência de muitas gerações. Quem lançou a semente de tão importante obra foi o Irmão Lourenço de Nossa Senhora, personagem misteriosa, da qual pouco se sabe. ?É tradição que o erudito Lourenço não era outro senão Dom Carlos de Mendonça Távora, membro da família Távora, que procurava naquela região refúgio, vítima que eram todos os de sua família das atrozes perseguições do Marques de Pombal.
Com os recursos e auxílios que esmolara, o Irmão Lourenço comprou uma sesmaria no Caraça, escravos, gado e outros bens, e a 24 de março de 1744, pode erigir uma Capela ali, cedendo-lhe todas as propriedades?. Assim nos conta o historiador Vitor da Silveira.
Depois do falecimento do Irmão Lourenço a propriedade foi entregue à Congregação de São Vicente de Paulo, e, com a chegada dos missionários, ficou definitivamente instituído o colégio que educou esmeradamente, milhares de jovens que galgaram as mais elevadas posições.
Das páginas da história de Santa Bárbara, salta, também, a singular figura de João Batista de Souza Coutinho ? o Barão de Catas Altas, que herdando a mina do Congo, tornou-se o homem de maior fortuna da região. Entretanto, levando vida nababesca e cheia de leviandades, morreu na miséria.
Santa Bárbara é berço de Afonso Augusto Moreira Pena que prestou .os mais relevantes serviços à Pátria, chegando ao posto de Presidente da República.

Gentílico: santa-barbarense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santa Bárbara, pelo alvará de 16-02-1724, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Santa Bárbara, pela lei provincial n.° 134, de 16-03-1839, desmembrado do município de Mariana. Sede na povoação de Santa Bárbara. Constituído de 2 distritos: Santa Bárbara e Catas Altas de Mato Dentro. Instalado em 28-01-1840.
Pela lei provincial nº 184, de 03-04-1840, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Alfié e anexada a vila de Santa Bárbara.
Pela lei provincial nº 247, de 20-07-1843, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de São Domingos do Prata e anexada a vila de Santa Bárbara.
Pela lei provincial nº 471, de 01-07-1850, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de São Gonçalo do Rio Abaixo e anexado ao município de Santa Bárbara.
Pela lei provincial nº 760, de 02-05-1856, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Cocais e anexada a vila de Santa Bárbara.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Santa Bárbara, pela lei provincial n.° 881, de 06-06-1858.
Pela lei provincial nº 898, de 04-06-1858, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Bom Jesus do Amparo e anexado ao município de Santa Bárbara.
Pela lei provincial nº 2001, 14-11-1873, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Rio São Francisco e anexado ao município de Santa Bárbara.
A comarca de Santa Bárbara foi criada pela lei provincial n.° 2.500, de 12-11-1878.
Pela lei provincial nº 3100, de 28-09-1883, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de conceição do Acima e anexado ao município de Santa Bárbara.
Pelo decreto estadual nº 23, de 01-03-1890, desmembra do município de Santa Bárbara as distritos de São Domingos do Prata e Alfié, para constituir a nova vila de São Domingos do Prata.
Pelo alvará de 28-01-1752, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Morro Grande e anexado ao de Santa Bárbara.
Pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, foram criados os distritos de Barra (ex-povoado) e Mercês de Dágua Limpa e anexados ao município de Santa Bárbara.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 11 distritos: Santa Bárbara, Barra, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas de Mato Dentro, Conceição do Rio Acima, Cocais, Mercês Dágua Limpa, Morro Grande, Rio São Francisco e São Gonçalo do Rio Abaixo.
Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 11 distritos: Santa Bárbara, Barra, Catas Altas (ex-Catas Altas de Mato Dentro), Bom Jesus do Amparo, Conceição do Rio Acima, Cocais, Morro Grande, Rio São Francisco e São Gonçalo do Rio Abaixo. .
Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, é criado o distrito de Itaeté e anexado ao município de Santa Bárbara e o distrito de Mercês DÁgua foi extinto. Sob a mesma lei estadual o distrito de Barra tomou o nome de Barra Feliz e o distrito de Rio São Francisco a chamar-se Florália.
Pela lei estadual nº 981, de 17-09-1927, o distrito de Barra Feliz (ex-Barra) tomou o nome de Brumado e o distrito de Itaeté passou a denominar-se Barra Feliz. . .
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 10 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz (ex-Itaeté), Bom Jesus do Amparo, Brumado (ex-Barra Feliz), Catas Altas, Cocais, Conceição do Rio Acima, Florália (ex-Rio São Francisco), Morro Grande e São Gonçalo do Rio Abaixo.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito de Morro Grande aparece com a denominação de São João do Morro Grande.
Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, o distrito de São João do Morro Grande voltou a chamar-se Morro Grande.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 10 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Bom Jesus do Amparo, Brumado, Catas Altas, Cocais, Conceição do Rio Abaixo, Florália, Morro Grande e São Gonçalo do Rio Abaixo.
Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, desmembra de Santa Bárbara os distritos de Morro Grande, Bom Jesus do Amparo e Cocais, para constituir o novo município de com a denominação de Barão de Cocais (ex-Morro Grande). Pelo referido decreto-lei estadual o distrito de Brumado tomou o nome de Brumal.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 7 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal (ex-Brumado), Catas Altas, Conceição do Rio Acima, Florália, e São Gonçalo do Rio Abaixo.
Pelo decreto-lei estadual nº o distrito de Brumado tomou a nome de Brumal.
De acôrdo com que dispõe a Lei estadual,.n.° 1.093, de 22 de junho de 1954, a comarca de Santa Bárbara foi classificada de 3.ª entrância .
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembra do município de Santa Bárbara o distrito de São Gonçalo do Rio Abaixo. Elevado á categoria de município.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal, Catas Altas, Conceição do Rio Acima e Florália.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993.
Pela lei estadual nº 12030, 21-12-1995, desmembra do município de Santa Bárbara o distrito de Catas Altas. Elevado á categoria de município.
Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 5 distritos: Santa Bárbara, Barra Feliz, Brumal, Conceição do Rio Acima e Florália.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.18.4