Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Transporte de carvão vegetal em Ananindeua (PA) - 1956
Palácio Executivo : Ananindeua, PA - 1983
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças : Ananindeua, PA - 1983
Rodovia BR-316 : Ananindeua, PA - 1983
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças : Ananindeua, PA - 1983
Indústria de Refrigerantes Garoto : Ananindeua, PA - 1983

História

A cidade é originária de ribeirinhos e começou a ser povoada a partir da antiga Estrada de Ferro de Bragança.
Referências históricas datadas de meados do século XIX permitem identificar traços da fundação do Município de Ananindeua que guardam relação com o estabelecimento de uma parada e/ou estação da Estrada de Ferro de Bragança no local onde se encontra instalada a sua sede municipal.
O Município possui 14 ilhas de natureza quase intocada que serve como um verdadeiro centro de reprodução de toda diversidade biológica da floresta Amazônica. As ilhas de Ananindeua são quase todas habitadas. Em cada um destes povoados é possível encontrar uma igreja, um campo de futebol, uma pequena escola e muito verde. A estrada do povo ribeirinho é o próprio rio e o seu meio principal de locomoção são as canoas e os “pô-pô-pôs”, que levam e trazem o produtor, o aluno, o professor e o visitante pelos caminhos de rio.
O nome Ananindeua deve-se a existência de grande quantidade da árvore denominada Anani, que crescia à margem do igarapé que recebeu o nome de Ananindeua.
A palavra Ananim ou anini é de origem tupi, que significa “lugar de Ananim”, é uma gutiferácea que tem sapupemas em forma de joelho e flores escarlates muito abundantes. Através desta árvore pode-se produz a resina de cerol que é utilizada para lacrar as fendas das embarcações.

Formação Administrativa

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, Ananindeua figura no município de Belém.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 não figura no município de Belém.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito de Ananindeua, figura no município de Santa Isabel.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 3.131, de 31-10-1938, transfere o distrito de Ananindeua, município de Santa Isabel para o de Belém.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito Ananindeua figura no município de Belém.
Elevado à categoria de município com a denominação de Ananindeua, pelo Decreto-lei Estadual n.º 4.505, de 30-12-1943, desmembrado de Belém e de João Coelho (ex-Santa Isabel). Sede no antigo distrito de Ananindeua. Constituído de 4 distritos: Ananindeua, Benfica, Engenho Araci e Benevides, desmembrado do município de João Coelho. Instalado em 01-01-1944.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Ananindeua, Benevides, Benfica e Engenho Araci.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Ananindeua, Benevides, Benfica e Engenho Araci.
Assim permanecendo em divisão territorial data 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 2.460, de 29-12-1961, desmembra do município de Ananindeua, os distritos de Benevides, Benfica e Santa Bárbara (ex-Engenho Araci), para constituir o novo de Benevides.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

Ananindeua (PA). Prefeitura. 2012. Disponível em: http://www.ananindeua.pa.gov.br. Acesso em: nov. 2012. 2 Enciclopédia dos Municípios Brasileiros. Rio de Janeiro : IBGE, 1957. v. 14 – Grande Regi
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.21