Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Seixos salientes em Boa Vista (PB) - 1956
Veja mais fotos

História

Boa Vista Paraíba - PB

Histórico
Sua fundação data de fins do século XVII, quando Teodósio de Oliveira Lêdo fundou
o sítio Santa Rosa, provavelmente a primeira célula telúrica no planalto sertanejo. Situado as margens do rio com mesmo nome, cerca de 8 léguas ao poente de Campina Grande e a 3 quilômetros ao norte da atual cidade de Boa Vista.
O conhecimento da história da família de Santa Rosa não só mostra a importância do tronco povoador, como também o valor sócio-econômico daqueles núcleos urbanos. A casa grande de Santa Rosa, fundada por Adriana, última filha de Teodósio, foi de vital importância sócio-econômica para seus moradores, pois foi dali que saíram outras ramificações que deram origem a Boa Vista e Campina Grande.
Bem próximo do centro da cidade, encontra-se uma das primeiras casas construídasna zona rural de Boa Vista. É a “Casa Grande”, “filha” ou extensão da antiga fazenda Santa Rosa.
Casa Grande é um destaque da arqueologia histórica de Boa Vista não apenas por ter sido uma das primeiras construções da região, mas também por que seu primeiro dono, o Sr. José Gomes de Farias, juntamente com seus filhos, participaram ativamente do movimento que culminou com a elevação da Vila Nova da Rainha à cidade de Campina Grande em 1864.
Um dos filhos de José, Antônio Gomes de Farias, exerceu o Patriarcado de Casa Grande por muito tempo. Foi ele o idealizador da construção de uma capela, doando para isto um sítio na colina fronteiriça à Casa Grande, o local onde seria construída a capela tomou o nome de Boa Vista de Santa Rosa, por causa de sua situação geográfica elevada e da visão panorâmica que oferecia aos moradores de Casa Grande. Antônio Gomes de Farias se tornou assim o fundador de Boa Vista de Santa Rosa.
Em 1819 começaram os trabalhos de construção da capela a qual seria invocado o padroeiro Bom Jesus dos Martírios, sendo concluída em 1838 e a partir de então, passou a ter um significado bastante considerável, dessa forma influenciando e contribuindo na formação da Vila de Boa Vista, principalmente quando passou-se a realizar os festejos comemorativos ao padroeiro da região, festejos esses tornaram-se tradicionais e que são realizados até os dias de hoje.
O processo de formação das primeiras casas e ruas da Vila de Boa Vista teve início com a construção, ao lado da igreja, de duas casas do lado direito, sendo a primeira construída para manutenção da construção do “templo sagrado”, na qual residiam os pedreiros e na Segunda residiam três irmãs.
Dessa forma Boa Vista vai construindo o seu espaço urbano, e só em Novembro de 1887 foi elevada à condição de Distrito de Campina Grande. Nesta ocasião foram dados os nomes de várias ruas e praças com pessoas que marcaram a história de Boa Vista, tais como: Lindolfo Soares de Araújo, Severino Bezerra Cabral, Simão Pereira de Almeida, entre outros.
Durante quase todo o período histórico em que Boa Vista pertenceu à Campina Grande, consta em documentos oficiais apenas um intervalo de 1918 a 1948, quando fez parte do município de Cabaceiras, passando a se chamar nessa época de Lêdo.
Gentílico: boavistense
Formação Administrativa
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no município de Campina Grande o distrito de Boa Vista.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito de Boa Vista figura no município de Cabaceiras.
Pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de Boa Vista passou a denominar-se Lêdo.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito já denominado Lêdo figura no município de Cabaceiras.
Por ato das disposições constitucionais transitórias deste estado, promulgada a 11-061947, o distrito de Lêdo volta a pertencer a município de Campina Grande.
Pelo artigo 2º da lei nº 488, de 25-10-1948, o distrito de Lêdo volta a denominar-se Boa Vista.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Boa Vista figura no município de Campina Grande.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VI-1995.
Elevado à categoria de município com a denominação de Boa Vista., pela lei estadual nº 5884, de 29-04-1994, desmembrado de Campina Grande. Sede no antigo distrito de Boa Vista. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.
Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais
Boa Vista para Lêdo alterado, pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943. Lêdo para Boa Vista alterado, pela artigo nº 2 da lei nº 488, de 25-01-1948.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.33