Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Catolé do Rocha Paraiba - PB

Histórico

Em 1774, levado pelo espírito de conquista, chegou a esse território, até então desconhecido, o Tenente-coronel Francisco da Rocha Oliveira descendente de Rocha Pita e neto da irmã do sertanista Teodósio de Oliveira Ledo.
Conta-se, entretanto, que em 1770 já havia fazendas de gado no lugar, embora a edificação, propriamente dita, só tenha se iniciado com a chegada do fundador Rocha.
Iniciada a colonização, surgiram plantações e fazendas de gado. A margem do riacho 'Agon', ou 'Gon', ou ainda 'Yagon', onde havia água farta durante todo ano e até mesmo nos anos de estiagem prolongada.
Logo da sua chegada, o Tenente Francisco da Rocha Oliveira tratou de explorar a parte de terra que lhe cabia, organizando plantações, construindo casas, fazendas de gado e uma capela, dedicada a Nossa Senhora do Rosário, presumivelmente nos anos de 1774-1780. Após a construção dessa igreja, o lugar teve um surto de desenvolvimento expressivo, surgindo algumas construções que marcaram época, tais como: o prédio onde funciona a coletoria estadual, assobradado, com a fachada revestida com azulejos especiais trazidos de Portugal; o prédio da Intendência (antiga Prefeitura Municipal); os sobrados do Cel. Valdevino Lobo; a Casa da Caridade (depois transformada em Colégio Leão XIII); a Cadeia Pública.
A capela foi demolida posteriomente para a abertura de novas avenidas na cidade. Isso nos anos de 1936-1937.
Data de 1873 a construção da igreja da matriz, muitas vezes maior de que a igreja do Rosário, sob a invocação de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira do lugar.
O pequeno aglomerado de casas que era Catolé do Rocha naquela época, começa a crescer e se desenvolver. Uma feira semanal começa a se formar, sempre aos sábados, onde o pessoal do município e até de outras regiões vizinhas se reuniam para expor seus produtos à venda. A feira sem mercados e sem barracões era feita à sombra de castanholas e juazeiros. No ano de 1928, a prefeitura constrói o seu primeiro mercado, bem em frente da Igreja Matriz. Esse mercado foi substituído posteriormente em 1940, por um de proporções maiores. Quando esse tornou-se insuficiente, a prefeitura iniciou a construção em 1975 de um novo mercado mais moderno e espaçoso. A obra foi concluída em 1976.
Ao falarmos da história de Catolé do Rocha não podemos deixar de fazer referência especial à igrejinha de Nossa Senhora da Conceição, erguida no povoado de Conceição, a primeira a ser construída, presumivelmente antes de 1770. Em 1910, o então vigário da Paróquia de Catolé do Rocha, padre Belizário Dantas, fez construir, com a ajuda de toda a população local, uma igrejinha em cima de um monte nas imediações da cidade. Esse monte tem a denominação de Tabor.

Gentílico: catoleense

Formação Administrativa
Elevado à categoria de vila com a denominação de Vila Federal de Catolé do Rocha, pela lei provincial nº 5, de 26-05-1835. Instalado em 30-09-1835. Sede na povoação de Catolé do Rocha.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, Vila de Catolé do Rocha é constituído do distrito sede.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, a vila aparece com a denominação simplificada para Catolé do Rocha e constituído do distrito sede.
Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, o município aparece constituído de 3 distritos: Catolé do Rocha, Coronel Maia e Jericó.
Pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de Jericó, passou a denominar-se Itacambá. Sob o mesmo decreto-lei é criado o distrito de Riacho dos Cavalos e anexado ao município de Catolé do Rocha.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Catolé do Rocha, Coronel Maia, Itacambá ex-Jericó e Riacho dos Cavalos.
Pela lei estadual nº 318, de 07-01-1949, o distrito de Itacambá voltou a denominar-se Jericó.
Em divisão territorial datada de 01-07-1950, o município é constituído de 4 distritos: Catolé do Rocha, Coronel Maia, Jericó ex-Itacambá e Riacho dos Cavalos.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1955.
Pela lei estadual nº 2097, de 08-05-1959, desmembra do município de Catolé do Rocha, o distrito de Jericó. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datda de 01-07-1960, o município é constituído de 3 distritos: Catolé do Rocha, Coronel Maia e Riacho dos Cavalos.
Pela lei estadual nº 2675, de 22-12-1961, desmembra do município de Catolé do Rocha, o distrito de Riacho dos Cavalos. Elevado à categoria de município.
Pela lei estadual nº 2641, de 20-12-1961, é criado o distrito de Brejo dos Santos e anexado ao município de Catolé do Rocha.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Catolé do Rocha, Brejo dos Santos e Coronel Maia.
Pela lei estadual nº 3320, de 03-06-1965, desmembra do município de Catolé do Rocha, o distrito de Brejo dos Santos. Elevado à categoria de município.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-12-1968.
Pela lei estadual nº 3914, de 08-09-1977, é criado o distrito de Picos e anexado ao município de Catolé do Rocha.
Em divisão territorial datada de 01-01-1979, o município é constituído de 3 distritos: Catolé do Rocha, Coronel Maia e Picos.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.23