Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Não há fotos para este município

História

O topônimo Timbaúba é de origem tupi. Theodoro Sampaio o estudou como 'timbó-ina', árvore de exalação, de espuma; Alfredo de Carvalho, como 'timbá-iba' - árvore muito branca, alvíssima; e Souza Doca, como 'timbé- uva', árvore de espuma, interpretação que o Doutor Mário Melo adotou em sua 'Toponímia Pernambucana'.
No começo do século XIX, à margem direita do rio Capibaribe-mirim (rio das Capivaras) havia um núcleo de população composto de gente honesta e trabalhadora, denominado Mocós e onde havia uma feira. Distante dois quilômetros da povoação de Mocós, na margem esquerda do rio citado, existia uma fazenda conhecida pelo nome de Armarães. Estabeleceu-se na referida fazenda, comerciando com tecidos e gêneros diversos. Homem violento, audacioso, prepotente e sobretudo ganancioso, prosperou em suas transações, tornando-se a pessoa de maior influência na região.
Prevalecendo-se de sua fama, impôs a mudança da feira de Mocós para o pátio de sua fazenda, cuja sede ficava no local onde atualmente ergue-se o importante edifício da Cooperativa Banco de Timbaúba Ltda. Transferida a feira para a fazenda, começou aí a formação de novo povoado.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Timbaúba pela Lei Provincial n.º 1.103, de 28-05-1873, subordinado ao município de Itambé.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Timbaúba pela Lei Provincial n.º 1.363, de 08-04-1879, sendo desmembrado de Itambé. Instalada em 21-04-1892.
Elevada à condição de cidade e sede do município com a denominação de Timbaúba, pela Lei Provincial n.º 1.811, de 27-06-1884.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 3 distritos: Timbaúba, Cruanji e São Vicente.
A Lei Estadual n.º 1.931, de 11-09-1928, desmembra do município de Timbaúba o distrito de São Vicente, elevado à categoria de município.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o município é constituído de 2 distritos: Timbaúba e Cruanji.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937 o município aparece constituído de 3 distritos: Timbaúba, Cruanji e Livramento de Tiúma.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944 a 1948, o município é constituído de 3 distritos: Timbaúba, Cruanji e Livramento de Tiúma.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960 o município é constituído de 3 distritos: Timbaúba, Cruanji e Livramento de Tiúma. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2015.

Fonte

Timbaúba (PE). In: ENCICLOPÉDIA dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1958. v. 18. p. 299-304. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_18.pdf. Acesso em: jan. 2016.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.8.18.20