Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Não há fotos para este município

História

Mato Rico Paraná - PR

Histórico

A família Dal Santo, se instalou na localidade por volta de 1952 em busca de terras para criar porcos. Comprou 600 alqueires de terra e a casa de comércio do Sr. Guerino Fabril, localizada na estrada principal.
Outras referências são implantação do cemitério, por volta de 1942, a construção da primeira escola por volta de 1945, que teve como professor o Sr. Leonardo Stokinguer e a primeira igreja católica. Embora a predominância religiosa recai sobre o catolicismo a igreja só veio a ser construída na década de 50, quando então os ofícios religiosos deixam de ser celebrado nas residências.
Em 1968 o Sr. Luiz (tito) Bini, chegou á cidade e comprou o armazém do Sr. Juca Grande, construído no ano anterior.
Todas estas construções foram levantadas junto à estrada principal ou em suas imediações, porém, não havia delimitação de lotes nem títulos de propriedade. A população sabia que ali as terras eram reservadas para implantação do patrimônio e iam construindo suas casas de madeira aleatória. Só por volta de 1975 é que a prefeitura municipal de Pitanga contratou um agrimensor para delimitar os lotes elaborar um projeto de loteamento para o patrimônio e o resultado deste trabalho foi a delimitação de chácaras ao longo da estrada principal, que persiste até os dias de hoje.
A origem do nome Mato Rico tem três correntes aplausíveis, que tentam justificá-lo. A principal destas correntes justifica o nome devido à existência de grandes áreas com pinheiros naturais, onde havia uma concentração muito grande de abelhas e, consequentemente, abundância em mel por haver muitos animais silvestre.
Outra corrente alega que o nome é devido a uma laje de pedra existente no arraio Pintado (a mais ou menos 5 Km do patrimônio) onde florescem ″barras″ de metal amarelo, provavelmente cobre. E a terceira corrente justifica o nome pela abundância de cassiterita que ocorre na região.


Formação Administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de Mato Rico, pela lei estadual nº 9564, de 31-01-1991, desmembrado do município de Pitanga. Sede no atual distrito de Mato Rico (ex-localidade). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993.
Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.18.0