Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Diaclase no arenito : Município de Palmas (PR) - 1957
Casa no município de Palmas (PR) - 1957
Casa com curral e galinheiro : Município de Palmas (PR) - 1957

Mais fotos
Aspecto do município de Palmas (PR) - 1965
Aspecto do município de Palmas (PR) - 1965
Casas de madeira : Município de Palmas (PR) - 1965

Mais fotos

História

A história de Palmas está ligada diretamente à formação do Sudoeste do Paraná. Os primeiros registros da região, da descoberta dos chamados Campos de Palmas, datam da década de 1720, por obra do bandeirante curitibano Zacarias Dias Côrtes. A emancipação política do município, desmembrado de Guarapuava, ocorreu em 14 de abril de 1879.
A denominação “Campos de Palmas” é atribuída ao major Atanagildo Pinto Martins que comandou uma expedição organizada pela Real Expedição de Conquista dos Campos de Guarapuava, de 1814 a 1819. O grupo teve por guia o Cacique Yongong que conhecia bem a região denominada por eles de Campos de “Bituruna” ou “Ibituruna” - “Terra Alta ou Terra das Palmeiras”, na tradução do idioma indígena.
A chegada dos pioneiros, que se estabeleceram na região onde está Palmas, aconteceu de 1836 a 1839. Nesta época foram organizadas duas expedições guarapuavanas, cuja meta era conquistar a região, habitada por indígenas. José Ferreira dos Santos e Pedro Siqueira Côrtes lideraram os grupos formados por 27 e 17 estancieiros, respectivamente.
Originalmente povoada por populações indígenas, Palmas possui uma história rica de religiosidade e também de lutas contra os indígenas por suas terras. A população atual é marcada pela miscigenação, com influência étnica de indígenas, negros, portugueses, alemães, italianos e japoneses.

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Senhor Bom Jesus de Palmas, pela Lei Provincial n.º 22, de 28-02-1835 ou 1855, subordinado ao município de Guarapuava.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Palmas, pela Lei Provincial n.º 484, de 13-04-1877, desmembrado de Guarapuava. Sede na povoação de Palmas. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-04-1879.
Elevado à condição de cidade, com a denominação de Palmas, pela Lei Estadual n.º 233, de 18-12-1896.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o município figura com 4 distritos: Palmas, Colônia Chopin, Mangueirinha e Santa Bárbara.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município é constituído de 5 distritos: Palmas, Colônia Chopin, Mangueirinha, General Carneiro e Santa Bárbara.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 7.573, de 20-10-1938, transfere o distrito de Santa Bárbara do município de Palmas para o de União da Vitória. Sob o mesmo Decreto, o distrito de Colônia Chopin passou a denominar-se Chopin.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Palmas, General Carneiro, Mangueirinha e Chopin (ex-Colônia Chopin).
Pelo Decreto-lei Federal n.º 5.839, de 21-09-1943, o município de Palmas foi território Federal de Iguassu.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 199, de 30-12-1943, é desmembrado do município de Palmas os distritos de Chopin e Mangueirinha, para constituir o novo território de Iguaçu. Sob o mesmo Decreto Palmas adquiriu do município de União da Vitória o distrito de Bituruna (ex-Santa Bárbara).
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Palmas, Bituruna e General Carneiro.
Por Ato das Disposições Constitucionais Transitórias Promulgada de 18-09-1946, (Artigo 8 º), foi extinto o território de Iguaçu voltando seu território aos estados de Paraná e de Santa Catarina e foi desmembrado (diário oficial do D.F, de 19-09-1946 seção I).
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 533, de 21-09-1946, é desmembrado do município de Palmas os distritos de Mangueirinha e Chopin, para constituir o novo município de Mangueirinha.
Pela Lei Estadual n.º 790, de 14-11-1951, é criado o distrito de Jangada do Sul (ex-povoado) criado com terras do distrito do General Carneiro.
Pela Lei Estadual n.º 253, de 26-11-1954, é desmembrado do município de Palmas o distrito de Bituruna. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 3.758, de 02-08-1958, é criado o distrito de São José de Palmas (ex-povoado) é criado no distrito de General Carneiro. Subordinado ao município de Palmas.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Palmas, General Carneiro, Jangada do Sul e São José de Palmas.
Pela Lei Estadual n.º 4.338, de 25-01-1961, é desmembrado do município de Palmas os distritos de General Carneiro (ex-São José de Palmas), Colônia General Carneiro (ex-General Carneiro e Jangada do Sul, para constituir o novo município de General Carneiro.
Pela Lei Municipal n.º 129, de 16-09-1963, foram criados os distritos de Coronel Domingos Soares e Santo Antônio e anexado ao município de Palmas.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Palmas, Coronel Domingos Soares e Santo Antônio.
Pela Lei Estadual n.º 5.499, de 02-02-1967, foram criados os distritos de Padre Ponciano e Ubaldino Taques e anexado ao município de Palmas. Sob a mesma Lei é extinto o distrito de Santo Antônio, sendo seu território anexado ao distrito de Padre Ponciano.
Pela Lei Estadual n.º 5.863, de 31-10-1968, é criado o distrito de Francisco Frederico Teixeira Guimarães e anexado ao município de Palmas.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 5 distritos: Palmas, Coronel Domingos Soares, Francisco Frederico Teixeira Guimarães, Padre Ponciano e Ubaldino Taques.
Pela Lei Estadual n.º 11.265, de 21-12-1995, é desmembrado do município de Palmas o distrito de Coronel Domingos Soares. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 15-VII-1999, o município é constituído de 3 distritos: Palmas, Francisco Frederico Teixeira Guimarães e Padre Ponciano.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2020.

Fonte

PALMAS (PR). Prefeitura. Disponível em: https://pmp.pr.gov.br/website/sobre.php. Acesso em: 04 mar. 2020.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.11