Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Vista da cidade de Palmeira (PR) - 1957
Ocupação do vale, região de Palmeira (PR) - 1957
Colonia Papagaios Novos : Cidade de Palmeira (PR) - 1957
Veja mais fotos

História

PALMEIRA PARANÁ Monografia - nº 167 Ano: 1970
Ao longo do histórico e antigo caminho de Sorocaba a Viamão surgiram numerosos núcleos populacionais, que mais tarde se transformariam em cidades ricas e progressistas, entre as quais a atual Palmeira.
A criação da freguesia, primitivamente conhecida pela denominação de Freguesia Nova, deu-se em 1.833, sob a invocação de N. S.ª da Conceição. Sua história tem íntima ligação com a da Freguesia Colada de Tamanduá, hoje território do Município de Campo Largo, a qual compreendia uma área de meia légua doada pelo fundador, Capitão Antônio Luiz, o Tigre, a N.S.ª do Carmo, Seus sucessores legaram o terreno ao Convento do Carmo, de São Paulo, e este fundou casa conventual, que se manteve por mais de 60 anos. proíbido o noviciado, os frades Carmelitas tiveram de abandonar o convento de Tamanduá.
As condições desfavoráveis da Freguesia de Tamanduá, levaram o Vigário Antônio Duarte dos Passos a estabelecer uma igreja onde hoje se encontra a Matriz, transferindo a freguesia para Palmeira, denominação do capão doado por Jesuíno Marcondes, Tenente Manuel José de Araújo e sua mulher, Dona Ana Maria da Conceição de Sá, por Ato de 7 de abril de 1819, acrescido mais tarde de terrenos outorgados pelo Barão de Tibagi, ou por D. Josefa Joaquina de França, conforme Lei nº 337, de 19 de abril de 1872.
Com a mudança da sede da freguesia, a população se foi transferindo para o povoado, nas cercanias do novo templo. A corrente de povoamento se avolumou a partir de 1878, com a chegada de colonos russos e alemães.
Formação Administrativa
O distrito foi criado por Alvará de 20 de março de 1.813 e o Município pela Lei provincial nº 184, de 3 de maio de 1.869, com território desmembrado do de Curitiba (ou Ponta Grossa). A instalação se deu a 15 de fevereiro do ano seguinte.
A Lei estadual nº 238, de 9 de novembro de 1.897, concedeu foros de cidade à sede.
De 1.911 a 1.933, o Município se compunha de um só distrito. Em 1.936-38, figurou com 3: Palmeira, Papagaios Novos e Pôrto Amazonas. No qüinqüênio 1.939 -1943, absorveu território do Município de Entre Rios, então suprimido, ficando com mais um distrito.
Pela Lei estadual nº 2, de 10 de outubro de 1.947, perdeu o distrito de Pôrto Amazonas, elevado à categoria de Município, e pela Lei nº 3.315, de 11 de setembro de 1.957, transferiu o distrito de Guaragi (ex-Entre Rios) para Ponta Grossa. Compõe-se atualmente dos distritos da sede e de Papagaios Novos.
A Comarca de Palmeira, criada em 1.889, foi suprimida em 1891 e restaurada em 1899.
O Município confina com os de Ponta Grossa, Campo Largo, Balsa Nova, Pôrto Amazonas, Lapa, São João do Triunfo e Teixeira Soares.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.32