Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Jardim de Angicos Rio Grande do Norte - RN

Histórico
DESDE o primeiro terço do século XVIII, a terra era povoada e possuía criação de gado e lavoura para manutenção dos habitantes.
No início do século XIX, havia a fazenda de João Paes, à margem esquerda do rio Ceará-Mirim, aglutinando moradores nas posses rurais, fazendo nascer e prosperar o arruado. Em 1894, uma enchente do rio danificou a Igreja e, mais ainda, o cemitério, destruindo a Vila marginal, que foi reconstruída em posição mais elevada, mas, em condições inferiores, entretanto em decadência.
Descia, o município, lentamente, a nível de povoação obscura e semi-abandonada, até 1930, quando reapareceu um surto de estímulo espontâneo. Reforma das casas deterioradas, novas moradias, açude para o abastecimento d’água, replantios e fundações de fazendas de gado. Em 1938, voltou o desenvolvimento.
Gentílico: jardim-angicanense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Jardim de Angicos, pela Resolução Provincial nº 9, de 31-10-1836.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Jardim Angicos, pelo decreto estadual nº 55, de 04-10-1890, desmembrado de Angigos. Sede na povoação de Jardim. Constituído do distrito sede.
Pela lei municipal de 26-01-1895, é criado distrito de Lajes e anexado a vila de Jardim de Angicos.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituído de 2 distritos: Jardim de Angicos e Lajes.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, não figurando o topônimo de Jardim de Angicos.
Pela lei estadual nº 360, de 25-11-1914, transfere a sede da vila de Jardim de Angicos da povoação de Jardim para a de Lajes.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Lajes, pela lei estadual nº 572, de 03-121923, sendo seu território anexado ao distrito de Lajes.
Assim permanecendo em divisão territorial datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 603, de 31-10-1938, é recriado o distrito de Jardim Angicos e anexado ao município de Lajes.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Lajes.
Pelo decreto-lei estadual nº 268, de 30-12-1943, o município de Lages passou a denominar-se Itaretama.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Itaretama ex-Lajes.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
Pela lei estadual nº 1032, de 11-12-1953, o município de Itaretama voltou a denominar-se de Lajes.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Lajes ex-Itaretama.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Jardim Angicos, pela lei estadual nº 2755, de 08-05-1962, desmembrado de Lajes. Sede no antigo distrito de Jardim de Angicos. Constituído do distrito sede. Instalado em 03-03-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.33