Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Baixada, antiga arrozal, atualmente campo de pastagem : Município de Cachoeira do Sul - 1954
Aspecto da cidade : Município de Cachoeira do Sul - 1955
Moinho de trigo União : Município de Cachoeira do Sul - 1959
Rua 7 de Setembro : Município de Cachoeira do Sul - 1959
Casa residencial : Município de Cachoeira do Sul - 1959
Rua 7 de Setembro, vendo-se o prédio do Banco do Brasil e do Nacional de Comércio: Município de Cachoeira do Sul - 1959

História

CACHOEIRA DO SUL RIO GRANDE DO SUL Monografia - n° 507 Ano: 1971
ASPECTOS HISTÓRICOS SEGUNDO crônica do Padre Losano, bandeirantes de Raposo Tavares, em 1637, desbravaram terras na região central do Rio Grande do Sul, destruindo, nas margens dos rios Jacuí, Piratini. Ijuí Grande e outros, aldeamentos indígenas fundados pelos jesuítas.
Em 1724, estancieiros paulistas e lagunenses espalharam-se pelo território sem, entretanto, formar povoados. Mais tarde, em conseqüência das guerras sucessivas entre portugueses e espanhóis, vieram de São Paulo, Paraná e Santa Catarina contingentes de soldados que, segundo consta. constituirão a verdadeira origem do lugarejo. Talvez por isso, alguns autores afirmem que a história de Cachoeira nasceu na caserna ou que o Município teve origem em acampamento militar.
Ainda no terreno das controvérsias, diz-se que, em 1753, casais de açorianos chegaram para povoar o território, por determinação de Gomes Freire de Andrade.
Extremo sul do País, na época, o Município sustentou com o estrangeiro diversas lutas, quer de demarcação quer de conquista, das quais saiu engrandecido. Registra a História importantes vitórias, no Vacacaí, sobre as forças castelhanas comandadas pelo coronel Antônio Catani e, em 1774, no arroio Santa Bárbara, sobre as tropas comandadas por Vertiz.
Tendo à frente o brigadeiro José Borges do Canto, em 1801, saíram de Cachoeira vários conquistadores das Missões: Francisco Carvalho de Aragão e Silva, Gabriel Ribeiro de Almeida, André Ferreira e outros.
Na Revolução Cisplatina contam-se, também, diversos vultos cachoeirenses: Alexandre Luís de Queirós e Vasconcelos, Luís de Carvalho da Silva e outros.
Por ocasião da Revolução Farroupilha, Cachoeira foi teatro de importantes acontecimentos, tendo sido, inclusive, visitada por Bento Manuel Ribeiro.
O ano de 1838 foi assinalado pelo domínio republicano, inaugurado por Antônio Vicente da Fontoura. Com o abandono da vila pelos republicanos, em 1840, o regime monárquico foi restaurado e, quatro anos depois, a população recebeu em triunfo a visita de D. Pedro Il.
Participaram da guerra com o Paraguai bravos cachoeirenses, entre eles o general José Gomes Portinho.
Em 1858, o Governo criou no local uma Colônia Agrícola, para a qual foram encaminhados 119 colonos alemães, que deram início a seus trabalhos dirigidos pelo Barão de Kalden. Apenas três anos depois, essa Colônia já contava com 925 habitantes.
A Campanha pela Proclamação da República iniciou-se em 1882, com a fundação do Clube Republicano na cidade.
Concorrendo para tornar Cachoeira do Sul um dos mais prósperos municípios do Estado, a Barragem-Ponte do Fandango, com eclusa, foi a 1.ª construída no Brasil tendo sido entregue ao trânsito público em 25 de janeiro de 1961.
Formação Administrativa O DISTRITO deve sua criação a uma Provisão de 8 de janeiro de 1777. Com território desmembrado do termo da antiga Vila do Rio Pardo, foi 'mandado vilar' pelo Alvará de 26 de abril de 1819, com a denominação de Vila Nova de São João da Cachoeira. Era a elevação a Município. A instalação ocorreu a 5 de agosto do ano seguinte. À sede municipal, em face da Lei provincial n.° 443, de 15 de dezembro de 1859, concederam-se foros de cidade.
Segundo a Divisão Administrativa de 1911 o Município cuja denominação se simplificou para Cachoeira, subdividia-se nos distritos de Cachoeira, Pequiri, Palma, Restinga Seca, Dona Francisca, Santo Ângelo e Cerro Branco.
No Recenseamento de 1920 apareceu formado dos distritos de Cachoeira (sede), Capané, Palmas, Restinga Seca, Dona Francisca, Agudo e Cerro Branco.
Nos Censos de 1940 e 1950 estava composto do distrito-sede (zonas de Cachoeira, Capané e Barro Vermelho) e dos de Agudo, Cerro Branco, Dona Francisca, Paraíso e Restinga Seca.
O Município passou a denominar-se Cachoeira do Sul em cumprimento ao Decreto-lei estadual n.° 720, de 29 de dezembro de 1944.
Nos quadros do Recenseamento de 1960 apareceu acrescido dos distritos de Cordilheira e Ferreira.
Após o Censo de 1960 recebeu reformulação e perdeu território ficando atualmente composto dos distritos de Cachoeira do Sul (sede), Barro Vermelho, Capané, Cordilheira, Bosque, Ferreira e Três Vendas.
A Lei provincial n.° 799, de 25 de outubro de 1872, criou a Comarca de Cachoeira, formada somente de seu próprio Têrmo.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.21