Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Espumoso Rio Grande do Sul - RS
Histórico
A história, evolução e formação de um povo está condicionada ao passado, avivência de nossos ancestrais. É também a soma de fatos e acontecimentos que vão formar as raízes históricas de um povo em seu determinado território.
Os fatos que vão formar a história são primeiramente conhecidos através da Expressão Oral de nossos antecessores para depois serem registrados. Também pode ser conhecida através de documentos e registros oficiais e finalmente reconhecido como Registro Histórico.
Assim sendo, também, a história de nosso município está enraizada a história de outros municípios.
A evolução histórica inicia-se com a criação do município de Rio Pardo, por provisão de 27 de abril de 1809, abrangia o mesmo, mais da metade do território do Estado do Rio Grande do Sul.
Em 1834 era instalado o município de Cruz Alta. Em 1857, Cruz Alta perderia vasta extensão territorial, com a criação do município de Passo Fundo. As terras começaram a ser desbravadas a partir de 1827, e logo grande número de pessoas nelas foi habitar.
Em 1875, de Passo Fundo seria desmembrado o município de Soledade, do qual, finalmente, em 1954, seria desmembrado Espumoso.
A história de Espumoso, está, portanto condicionada à Soledade. O território de Soledade, bem como o de Espumoso, pertencia à Província das Missões Orientais.
Os jesuítas espanhóis, após expulsos por bandeirantes paulistas, em 1638, retornaram em 1682, permaneceram no Rio Grande do Sul até 1756, quando a ação conjunta de tropas portuguesas e espanholas os alijaram da região.
Permaneceu esta, no entanto, sob a administração de guardas avançadas Castilhanas. Seria necessária a conquista das missões, efetuada por José Borges do Canto e Manoel dos Santos Pedroso, que, contando com somente 40 homens, incorporaram, em 1801, vasta região à Capitania de São Pedro do Rio Grande.
O povoamento de Soledade parece ter iniciado em 1835, sendo que em maio de 1846 foi criada a Capela Curata e, em 14 de janeiro de 1857, foi elevado a categoria de Freguesia. O município de Soledade foi emancipado em 29 de março de 1875, mas as terras que hoje constituem o município de Espumoso permaneceram praticamente desertas até meados da segunda década do século XX.
A origem do nome Passo Espumoso, assim chamado na época, motivo pelo qual havia o poço onde se montavam as balsas para o transporte de madeiras, Rio Jacuí abaixo. Mais tarde surge o nome “ESPUMOSO”, ocasionado pelo fenômeno, original e único de abundante espuma que, descia de diversas cachoeiras, e na revessa, perto do moinho, se punham a girar com as águas, pelo lado esquerdo formando belos castelos cônicos de até trinta centímetros de altura que circundavam dia e noite no remanso do rio margeado por lindas e frondosas árvores nativas, formando uma paisagem que encontrava os viajantes que por aqui passavam.
Na época de cheias, a travessia demandava uma grande espera, originando-se ali, portanto, um pequeno núcleo de construções, esse núcleo ficava na confluência de dois caminhos. No sentido SUL, ligava a Cachoeira do Sul e a Sobradinho; no sentido OESTE-LESTE, ligava Carazinho, Soledade e Porto Alegre. Na época, a partir de Espumoso, a região norte era rica em pinheirais, os quais eram derrubados e embalsados em Espumoso com destino, via fluvial, a Cachoeira do Sul e outros centros de comercialização.
Gentílico: espumosense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Espumoso, por ato municipal nº 2, de 19-09­1892, no município de Soledade.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, não aparece o distrito de Espumoso no município de Soledade.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, figura no município de Soledade, o distrito sob a denominação de Borges de Medeiros.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII­1937.
Pelo decreto estadual nº 7199, de 31-03-1938, o distrito de Borges de Medeiros voltou a denominar-se Espumoso.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Espumoso permanece no município de Soledade.
Elevado à categoria de município com a denominação de Espumoso, pela lei estadual nº 2554, de 18-12-1954, desmembrado de Soledade. Sede no antigo distrito de Espumoso. Constituído de 3 distritos: Espumoso, Alto Alegre (ex-Depósito) e Jacuizinho. Todos desmembrados de Soledade. Instalado em 28-02-1955.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Espumoso, Alto Alegre e Jacuizinho. Instalado em 28-02-1955.
Pela lei municipal nº 28, de 06-12-1955, é criado o distrito de Rincão da Estrela e anexado ao município de Espumoso.
Pela lei municipal nº 34, de 13-12-1955, é criado o distrito de Campos Borges e anexado ao município de Espumoso.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Espumoso, Alto Alegre, Campos Borges, Jacuizinho e Rincão da Estrêla.
Pela lei estadual nº 151, de 29-04-1961, é criado o distrito de Salto Grande e anexado ao município de Espumoso.
Pela lei municipal nº 168, de 28-11-1961, é criado o distrito de Avelino Paranhos e anexado ao município de Espumoso.
Pela lei estadual nº 179, de 30-11-1961, é criado o distrito de Depósito e anexado ao município de Espumoso.
Pela lei estadual nº 177, de 16-03-1962 é criado o distrito de Volta Alegre e anexado ao município de Espumoso.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é Constituído de 9 distritos: Espumoso, Alto Alegre, Avelino Paranhos, Campos Borges, Depósito, Jacuizinho, Rincão Estrêla, Salto Grande e Volta Alegre.
Pela lei municipal nº 231, de 20-03-1964, o distrito de Rincão Estrêla é extinto.
Pela lei municipal nº 330, de 20-03-1966, são criados os distritos de Campina Redonda e Tapejara e anexados ao município de Espumoso.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é Constituído de 10 distritos: Espumoso, Alto Alegre, Avelino Paranhos, Campina Redonda, Campos Borges, Depósito, Jacuizinho, Salto Grande, Tapejara e Volta Alegre.
Pela lei estadual nº 7657, de 12-05-1982, desmembra do município de Espumoso o distrito de Salto do Jacuí (ex-Salto Grande), Tabejara e Jacuizinho para formar o novo município de Salto do Jacuí.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é Constituído de 7 distritos: Espumoso, Alto Alegre, Avelino Paranhos, Campina Redonda, Campos Borges, Depósito e Volta Alegre.
Pela lei estadual nº 8428, de 02-12-1987, desmembra do município de Espumoso, o distrito de Alto Alegre. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual nº 8563, de 13-04-1988, desmembra do município de Espumoso,
o distrito de Campos Borges. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 5 distritos:
Espumoso, Avelino Paranhos, Campina Redonda, Depósito e Volta Alegre. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.33