Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Tapera com mata secundária (AM) - fev.1965
Veja mais fotos

História

Tapera
Rio Grande do Sul - RS

Histórico

Alberto Schmitt, ao se instalar na região para proceder à medição e colonização das áreas de terras, escolheu um desmatado. Naquela época o local já era conhecido como Tapera, nome dado em virtude de existir, próximo ao acampamento de Schmitt, mais especificamente na esquina da hoje Rua Coronel Gervásio, uma casa antiga e abandonada. Esta casa abandonada, aldeia extinta, constituía-se em uma passagem de quem vinha de Cruz Alta.
Os viajantes que por ali passavam, paravam no rancho para descansar à sombra e tomar água, pois a uns sessenta metros havia um arroio, hoje chamado de arroio tapera. Esta história é confirmada pela versão do padre Batistella, segundo testemunho oral passado de geração para geração. O certo é que a denominação Tapera já existia e era conhecida, pois no mapa da Colônia Alto Jacuhy consta Tapera para denominar uma das sedes de colônia.
O rancho citado tinha, aproximadamente, cinco por quatro metros, era de chão batido, com duas águas e paredes de madeira lascada, tinha uma porta para o lado norte e pequena abertura no oitão, era coberto de taboinhas de pinho, também lascadas, tendo orientação leste-oeste. A vinte metros de distância pelo lado nordeste, estendia-se uma fileira de pessegueiros e de marmeleiros já adultos. Em lugar da floresta antiga, um cerrado capoeiral, com aproximadamente trezentos metros de comprimento, em sentido norte-sul por cento e cinqüenta metros de largura. Segundo contam, o tal rancho foi construído por volta de 1890, por Anástico Lopes, conhecido como 'Castelhano', foragido da lei.
Os primeiros habitantes do local foram os descendentes dos desbravadores alemães e italianos, procedentes de São Sebastião do Caí, Santa Cruz do Sul, Garibaldi e dos primeiros municípios surgidos.
No fim do século XIV surgiu a colônia do Alto Jacuí, e, mais precisamente, no ano de 1891 o povoado de Tapera pertenceu à Passo Fundo.
As denominações anteriores do Município foram Coronel Gervásio e Tapera.

Gentílico: taperense

Formação Administrativa

Pela Lei Estadual nº 2.552, de 18-12-1954, foi criado o Municípo de Tapera. Instalado em 28-02-1955.
Pela Lei Municipal nº 28, de 07-07-1955, criou o Distrito de Tapera - sede do município - com a mesma área e as confrontações constantes do antigo 3º Distrito de Carazinho.
Pela Lei Municipal nº 682, de 22-08-1980, foi criado o 2º Distrito de Lagoa dos Três Cantos.
Pelo Decreto Municipal nº 44 de 10-12-1980, foi instalado o 2º Distrito de Lagoa dos Três Cantos.
Pela Lei Estadual nº 9.632, de 20-03-1992, foi criado o Município de Lagoa dos Três Cantos.
Pela Lei Municipal nº 1.351, de 24-09-1992, foi criado o 2º Distrito de São Pedro.
A Lei Municipal 1.775, de 16-03-1999, criou o Distrito da Vila Paz.
Assim permanecendo até dezembro de 2007.

Fonte

IBGE; www.tapera.rs.gov.br; www.cnm.org.br; www.portalmunicipal.org.br
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.39