Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Vista geral da cidade de Brusque, à margem do Rio Itajaí-Mirim (SC) - 1953
Vista geral da cidade de Brusque, à margem do Rio Itajaí-Mirim (SC) - 1953
[Vista panorâmica da cidade] : Brusque, SC - [19--]
[Vista panorâmica da cidade] : Brusque, SC - [19--]
[Vista panorâmica da cidade] : Praça Barão von Schneeburg : [Avenida Cônsul Carlos Renaux] : Brusque, SC - [19--]
Praça Barão von Schneeburg : [Avenida Cônsul Carlos Renaux : vista panorâmica da cidade] : Brusque, SC - [19--]
Veja mais fotos

História

De acordo com o historiador Oswaldo Rodrigues Cabral, o movimento colonizador de Santa Catarina iniciou-se no ano de 1829, dirigindo-se especialmente para a zona litorânea, com a chegada dos primeiros imigrantes alemães, que se localizaram, então, em território que constituía o Município de São José.
O ano de 1829 marca a fundação da Colônia de São Pedro de Alcântara. Outras colônias alemãs podem ser enumeradas, 1837 em Vargem Grande; 1847 em Piedade; 1850 em Blumenau; Itajaí em 1860.
Em 25 de julho de 1860, desembarcam em Itajaí, a primeira leva de 55 colonos alemães. Eles partiram da ilha de Santa Catarina, com o vapor Belmonte, este que havia participado das operações da Guerra do Paraguai.
O Belmonte tinha como destino à pequena vila de Itajaí. A bordo encontrava-se o Presidente da Província, Dr. Francisco Carlos de Araújo Brusque, que acompanhou os primeiros colonos até a barra do Itajaí-Mirim.
A nova colônia “Itajahy” leia-se Brusque, vai ser fundada pelo Barão Von Schneeburg, primeiro Diretor da Colônia em 1860. Guiados pelo Barão austríaco, colonos alemães, seguiam em canoas rio acima, para o seu novo lar, entre eles: Augusto Hoeffelmann, João Wilhelm, Frederico Guilherme Neuhaus, João José Scharfenberg, Frederico Orthmann, João Germano Boiting, João Ostendarp, Jacob Morsch, Daniel Walter, Luis Richter, etc.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São Luiz Gonzaga, por Lei Provincial n.º 693, de 31-07-1873, subordinado ao município de Itajaí.
Elevado à categoria de vila com a denominação de São Luiz Gonzaga, por Lei Provincial n.º 920, de 23-03-1881, desmembrado de Itajaí. Instalado em 08-07-1883.
Pelo Decreto Estadual n.º 77, de 17-0-1-1890, a vila de São Luiz Gonzaga passou a denominar-se Brusque.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911. A vila já denominada Brusque é constituída do distrito sede.
Elevado à categoria de cidade e sede do município, pela Lei Estadual n.º 1.123, de 23-09-1916.
Nos quadro de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o município é constituído do distrito sede.
Pela Lei Municipal n.º 26, de 08-02-1925, é criado o distrito de Pôrto Franco e anexado ao município de Brusque.
Pela Lei Municipal n.º 4, de 15-07-1928, é criado o distrito de Santa Luzia, desmembrado do distrito de Pôrto Franco e anexado ao município de Brusque.
Pela Lei Municipal n.º 8, de 21-11-1928, o distrito de Santa Luzia passou a denominar-se Adolfo Konder.
Por Decreto Estadual n.º 16, de 29-11-1930, o distrito de Adolfo Konder passou a denominar-se Vidal Ramos.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Brusque, Pôrto Franco e Vidal Ramos (ex-Adolfo Konder).
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece com 4 distritos: Brusque, Nilo Peçanha, Pôrto Franco e Vidal Ramos.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 941, de 31-12-1943, o distrito de Pôrto Franco passou a denominar-se Botuverá e o distrito de Nilo Peçanha a denominar-se Itaquá.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4 distritos: Brusque, Botuverá (ex-Pôrto Franco), Itaquá (ex-Nilo Peçanha) e Vidal Ramos.
Pela Lei Estadual n.º 272, de 03-12-1956, é desmembrado do município de Brusque os distritos de Vidal Ramos e Itaquá. Para formar no novo município de Vidal Ramos.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Brusque e Botuverá.
Pela Lei Estadual n.º 821, de 07-05-1962, é desmembrado do município de Brusque o distrito de Botuverá. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2003.

Fonte

Brusque (SC). Prefeitura. 2015. Disponível em: http://www.brusque.sc.gov.br/web/historia.php. Acesso em: jan. 2015.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.40