Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Engarrafamento de vinho : Fábrica Viti-Vinícola Caçador S/A (SC) - 1957
Vegetação secundária : bracatinga no Vale do Rio do Peixe (SC) - 1957
Rio do Peixe no município de Caçador (SC) - 1957
Uso da terra no vale do Rio do Peixe, no município de Caçador (SC) - 1957
Ocupação no vale do Rio do Peixe (SC) - 1957
Fachada do Moinho Santo Antônio : Município de Caçador - 1957
Veja mais fotos

História

Caçador teve como primeiro habitante Francisco Corrêa de Melo, que veio de Campos Novos e se estabeleceu às margens do rio Caçador em 1881, sendo seguido, seis anos depois, por Pedro Ribeiro e, em 1891, por Tomaz Gonçalves Padilha; este chegou até o rio 15 de novembro.
Os “novos habitantes” devastaram animais e índios, que habitavam toda a zona. A estrada de ferro atraiu grande número de habitantes de origem italiana, vindos sobretudo da zona colonial do Rio Grande do Sul. A colonização do núcleo do Rio das Antas, pela Brazil-Railway Co., empolgou os colonos teuto-brasileiros do litoral de Santa Catarina.
De 1914 a 1917 o território esteve conflagrado com a campanha do contestado. A luta destruiu o que havia de organizado na região, sendo incendiados numerosos núcleos de povoamento.
Em 1917, com o acordo de limite entre o Paraná e Santa Catarina, abriu-se um período de paz, que possibilitou o reinício das atividades normais da população.
A abertura da estrada de Rodagem Caçador-Curitibanos, em 1929, veio dar grande impulso à região, com a chegada de imigrantes e a instalação de serrarias, em meio às densas matas de Pinheiros.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Rio Caçador pela Lei Municipal n.º 289, de 09-01-1923, subordinado ao município de Campos Novos.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o distrito de Rio Caçador figura no município de Curitibanos.
Elevado à categoria de município com a denominação de Caçador pelo Decreto Estadual n.º 508, de 22-02-1934, sendo desmembrado dos municípios de Curitibanos, Campos Novos, Cruzeiro e Porto União. Sede no antigo distrito de Caçador. Constituído do distrito sede. Instalado em 25-03-1934.
Em divisão territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937 o município é constituído de 6 distritos: Caçador, Rio das Antas, Rio Preto, São Luís, Taquara Verde e Vitória, sendo que o distrito de Taquara Verde foi desmembrado do município de Porto União.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 238, de 01-12-1938, o distrito de Rio Preto passou a denominar-se Princesa Isabel.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 941, de 31-12-1943, o distrito de São Luís passou a denominar-se Lomerê e foi transferido do município de Caçador para o novo município de Videira. Sob o mesmo Decreto-Lei o distrito de Vitória foi extinto, sendo seu território transferido do município de Caçador para o novo município de Videira. Ainda sob o mesmo Decreto, o distrito de Princesa Isabel passou a denominar-se Ipomeia.
A Lei Estadual n.º 247, de 30-12-1948, transfere o distrito de Ipomeia do município de Caçador para o de Videira.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950 o município é constituído de 3 distritos: Caçador, Rio das Antas e Taquara Verde.
Pela Lei Municipal n.º 7, de 30-06-1953, é criado o distrito de Macieira e anexado ao município de Caçador.
Por decisão do Supremo Tribunal Federa, Acórdão de 26-11-1955, Representação n.º 229, o distrito de Ipomeia volta a pertencer ao município de Caçador.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Caçador, Macieira, Ipomeia, Rio das Antas e Taquara Verde.
A Lei Estadual n.º 348, de 21-06-1958, desmembra do município de Caçador os distritos de Rio das Antas e Ipomeia, para formarem o novo município de Rio das Antas.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960 o município constituído de 3 distritos: Caçador, Macieira e Taquara Verde.
A Lei Estadual n.º 8.560, de 30-03-1992, desmembra do município de Caçador o distrito de Macieira, elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 2003 o município é constituído de 2 distritos: Caçador e Taquara Verde. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Fonte

Caçador (SC). In: ENCICLOPÉDIA dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1959. v. 32. p. 49-53. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_32.pdf. Acesso em: jan. 2016.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.26.1