Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Panorâmica da cidade de Lages (SC) - 1959
Panorâmica da cidade de Lages (SC) - 1959
[Vista do relevo a sudoeste da cidade de Lages (SC)] - 1959
Panorâmica na direção sul da cidade de Lages (SC) - 1959
Panorâmica na direção sul da cidade de Lages (SC) - 1959
[Pasto com queimada na Fazenda São Roque, próximo a Lages, vindo de Mafra (SC)] - 1959
Veja mais fotos

História

Habitada até o século XVIII por índios caingangues e xoclengues, começou sua história com a construção da estrada ligando as províncias do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Em seguida alguns colonos iniciaram fazendas de gado e de exploração de erva-mate e madeira. Isso fez surgir conflitos entre índios e colonos ocasionados pela disputa dos pinheirais. Os pinhões de araucária e animais eram a fonte de alimento básica dos índios.
Fundada em 1766 pelo bandeirante paulista Antônio Correia Pinto de Macedo, Lajes servia inicialmente como estalagem para a rota comercial entre o Rio Grande do Sul e São Paulo, principalmente na passagem do gado dos campos gaúchos para abastecer os trabalhadores da extração de ouro em Minas Gerais.
Correia Pinto batizou-a assim devido à abundância da pedra laje na região, o nome original era Nossa Senhora dos Prazeres dos Campos das Lajens.
Instituída vila pelo governador de São Paulo Luís António de Sousa Botelho Mourão, Lajes teve seu território transferido da capitania de São Paulo para a capitania de Santa Catarina, por D. João VI, em 9 de setembro de 1820.
Décadas após o fim da Revolução Farroupilha, teve seu primeiro paço municipal edificado entre 1898 e 1902.

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Lages em 1768.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Lages, por Carta Régia, de 26-01-1765, desmembrada da antiga Capitania de São Paulo, por Alvará de 09-11-1820. Instalado em 22-05-1871.
Pela Lei Provincial n.º 420, de 10-05-1856, é criado o distrito de Campo Belo e anexado ao município de Lages.
Pelo decreto de 10-04-1890, é criado o distrito de Painel e anexado ao município de Lages.
Elevado à categoria de cidade, pela Lei Provincial n.º 500, de 25-05-1860.
Pela Lei Municipal n.º 54, de 07-01-1899, é criado o distrito de Capão Alto e anexado ao município de Lages.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Lages, Campo Belo, Painel e Capão Alto.
Pela Lei Municipal n.º 412, de 06-07-1917, é criado o distrito Rio Bonito e anexado ao município de Lages.
Pela Lei Municipal n.º 500, de 07-07-1920, é criado o distrito de Correia Pinto e anexado ao município de Lages.
Pela Lei Estadual n.º 1.646, de 03-10-1929, o distrito de Rio Bonito passou a denominar-se Bocaina.
Pela Lei Estadual n.º 1.648, de 03-10-1929, é criado o distrito da Anita Garibaldi, desmembrado do distrito de São Francisco do Cerro Negro e anexado ao município de Lages.
Pelo Decreto Estadual n.º 119, de 15-05-1931, é criado o distrito de Palmeira e anexado ao município de Lages.
Pela Lei Municipal n.º 435, de 06-07-1918, é criado o distrito de São Francisco do Cerro Negro e anexado ao município de Lages.
Pela Lei Municipal n.º 436, de 06-07-1918, é criado o distrito de São José do Cerrito e anexado ao município de Lages.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 10 distritos: Lages, Bocaina, Capão Alto, Campo Belo, Corrêa Pinto, Anita Garibaldi, Palmeira, São Francisco do Cerro Negro, Painel e São José do Cerrito.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 86, de 31-03-1938, o distrito de Palmeira passou a denominar-se Santo Antônio dos Índios, São Francisco do Cerro Negro passou a denominar-se Cerro Negro e São José do Cerrito a denominar-se Cerrito.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 10 distritos: Lages, Anita Garibaldi, Bocaina, Campo Belo, Capão Alto, Cerrito (ex-São José do Cerrito), Correia Pinto, Santo Antônio dos Índios (ex-Palmeira), Painel e Cerro Negro (ex-São Francisco do Cerro Negro).
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 941, de 31-12-1943, o distrito de Campo Belo passou a denominar-se Antônio Inácio, o distrito de Bocaina passou a denominar-se Bocaina do Sul e distrito de Cerrito a denominar-se Caru.
Pela Lei Estadual n.º 23, de 13-12-1947, é criado o distrito de Palmeira. Desmembrado do distrito de Índios e anexado ao município de Lages.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 11 distritos: Lages, Anita Garibaldi, Antônio Inácio (ex-Campo Belo), Bocaina do Sul (ex-Bocaina), Capão Alto, Caru (ex-Cerrito), Cêrro Negro, Correia Pinto, Índios, Painel e Palmeira.
Pela Lei Estadual n.º 260, de 22-07-1949, o distrito de Antônio Inácio passou a denominar-se Campo Belo do Sul.
Pela Lei Municipal n.º 13, de 28-02-1953, o distrito de Caru voltou a denominar-se São José do Cerrito.
Pela Lei Municipal n.º 145, de 14-11-1957, é criado o distrito de Celso Ramos e anexado ao município de Lages.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960 o município é constiuído de 13 distritos: Lages, Anita Garibaldi, Bocaina do Sul, Campo Belo do Sul (ex-Antônio Inácio), Capão Alto, Celso Ramos, Cêrro Negro, Correia Pinto, Índios, Octacílio Costa, Painel, Palmeira e São José do Cerrito (ex-Caru).
Pela Lei Municipal n.º 180, de 13-08-1958, é criado o distrito de Otacílio Costa, desmembrado do distrito de Palmeira e anexado ao município de Lages.
Pela Lei Municipal n.º 731, de 17-07-1961, são desmembrados do município de Lages os distritos de Anita Garibaldi, Campos Belo do Sul e Cêrro Negro, para formar o novo município de Anita Garibaldi.
Pela Lei Estadual n.º 779, de 07-12-1961, é desmembrado do município de Lages o distrito de São José do Cerrito. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 8 distritos: Lages, Bocaina do Sul, Capão Alto, Correia Pinto, Índios, Otacílio Costa, Painel e Palmeira.
Pela Lei Estadual n.º 6.058, de 10-05-1982, é desmembrado do município de Lages o distrito de Correia Pinto. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 6.059, de 10-05-1982, são desmembrados do município de Lages os distritos de Otacílio Costa e Palmeira, para formar o novo município de Otacílio.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 5 distritos: Lages, Bocaina do Sul, Capão Alto, Índios e Painel.
Pela Lei Estadual n.º 9.652, de 16-07-1994, é desmembrado do município de Lages o distrito de Bocaina do Sul. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 9.677, de 07-08-1994, é desmembrado do município de Lages o distrito de Painel. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 9.697, de 29-09-1994, é desmembrado do município de Lages, o distrito de Capão Alto. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído de 2 distritos: Lages e Índios.
Em divisão territorial datada de 15-VII-1999, o município é constituído de 3 distritos: Lages, Índio e Santa Terezinha do Salto.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2003.

Fonte

Lages (SC). Prefeitura. 2015. Disponível em: http://www.lages.sc.gov.br/lages/lages_ontem.php. Acesso em: jan. 2015.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.39