Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Trombudo Central Santa Catarina - SC
Histórico:
Registro aqui os principais dados históricos que deram origem a formação do município.
Trombudo Central é uma cidade espontânea. Fundada por colonos alemãs. Assim o povoamento de Trombudo Central veio quase que exclusivamente de Blumenau a exemplo de Rio do Sul, os mesmos desbravadores que penetraram no Alto Vale do Itajai a conquista de terras para culturas agrícolas e criação, assim sendo, procuram sempre mais terras para desenvolver aqui no Alto Vale do Itajai a Agro - Pecuária.
O município desenvolvia-se em ritmo a par do desenvolvimento de Rio do Sul, até que em 7 de março de 1933 passou a categoria de distrito pela lei estadual nº 333, antes da criação do distrito de Rio do Sul. O município se desenvolvia com o trabalho empregado cada vez mais intenso pelos seus habitantes, sendo que isto foi reconhecido pelo governo do município de Rio do Sul que a 29 de abril de 1957, pela resolução nº 29 criou o município de Trombudo Central e instalado o mesmo em 22 de julho de 1958. O município tomou o nome do rio que o banha. A procedência do nome “trombudo” tem várias versões.
A primeira delas julgamos a mais aceitável, da como origem o seguinte fato: em certas épocas do ano principalmente no verão é comum chover na serra, onde os rio tem suas nascentes. Como se verifica idêntico fenômeno no restante do curso, que é exatamente o mais habitado, causa estranheza aos moradores dos vales a inesperada enchente do rio, que de um momento para outro sem causa aparente se transforma em impetuosa torrente ou “tromba d’água”. Outras versões dão ainda como origem da denominação do município a grande de antas ( tapirus americanus ), que existia antigamente e, ainda, aos meados do rio em forma de tromba.
Gentílico: trombudense

Formação Administrativa:
Distrito criado com a denominação de Trombudo Central, pelo decreto estadual nº 333, de 07-03-1933, subordinado ao município de Rio do Sul. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Trombudo Central figura no município de Rio do Sul. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Trombudo Central permanece no município de Rio do Sul. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito Trombudo Central permanece no município de Rio do Sul. Elevado à categoria de município com a denominação de Trambudo Central, pela lei estadual nº 348, de 21-06-1958, desmembrado de Rio do Sul. Sede no antigo distrito de
Trombudo Central. Constituído de 3 distritos: Trombudo Central, Trombudo alto e Braço do Trambudo. Desmembrado de Rio do Sul. Instalado em 22-07-1958.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distrtitos: Trombudo Central, Braço do Trombudo e Trombudo Alto.
Pela lei estadual nº 831, de 12-06-1962, desmembra do município de Trambudo Cental
o distrito de Agrolânadia ex-Trombudo Alto. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Trombudo Central, Braço do Trombudo. Pela lei estadual nº 8355, de 26-09-1991, desmembra do município de Trombudo
Central o distrito de Braço do Trombudo. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.33