Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Estrada São Sebastião : Horta de colono japonês : Caraguatatuba (SP) - 1960
Residências em Caraguatatuba (SP) - 1958
Planície litorânea ajeitada entre o Oceâno e a Serra do Mar, vendo-se a cidade de Caraguatatuba e a enseada do mesmo nome (SP) - 1958
Planície litorânea ajeitada entre o Oceâno e a Serra do Mar, vendo-se a cidade de Caraguatatuba e a enseada do mesmo nome (SP) - 1958
Bananal em uma baixada, próximo ao litoral do município de Caraguatatuba (SP) - 1958
Residências modernas de veraneio a 4 Km. distante da cidade de São Sebastião, na estrada para Caraguatatuba (SP) - 1958

História

Caraguá começou a ser povoada nos primeiros anos de 1600, com as Sesmarias. A primeira que se conhece ocupou a bacia do Rio Juqueriquerê, em 1609 e foi doada pelo capitão-mor Gaspar Conqueiro aos antigos moradores de Santos, Miguel Gonçalves Borba e Domingos Jorge, como prêmio por serviços prestados à Capitania de São Vicente.
A colonização da região próxima ao Juqueriquerê começa nesta mesma época. As condições favoráveis das margens do rio despertaram a atenção dos colonos. Mas é a partir da segunda metade do século XVII que surge a Vila de Santo Antônio de Caraguatatuba.
Pesquisas sobre as origens de Caraguá indicam que a fundação da cidade ocorreu entre os anos de 1664 e 1665. O fundador foi Manuel de Faria Dória, Capitão-mor da Capitania de Itanhaém. Entretanto, o ano de 1693 foi marcado por um surto de varíola que matou parte da população da vila.
Moradores deixaram a região e seguiram para as cidades de Ubatuba e São Sebastião, ficando o antigo local de povoamento conhecido como a “Vila que desertou”. O local ficou deserto, apenas a igrejinha de invocação a Santo Antônio permaneceu em pé. No entanto, o vilarejo de Caraguatatuba voltou a ser povoada depois.
Mas em meados do século 18, com o crescimento populacional do povoado, a região chamou a atenção do capitão geral da Capitania de São Paulo, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão Morgado de Mateus, que encaminhou o pedido para que Santo Antônio de Caraguá fosse elevado à condição de Vila.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Caraguatatuba, pela Lei Provincial n.º 18, de 16-03-1847, subordinado ao município de São Sebastião.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Caraguatatuba, pela Lei Provincial n.º 30, de 20-04-1857. Desmembrado do município de São Sebastião. Sede na antiga povoação de Caraguatatuba. Constituído do distrito sede. Instalado em 23-11-1857.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Caraguatatuba, pela Lei Estadual n.º 1.038, de 19-12-1906.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 8.092, de 28-02-1964, é criado o distrito de Porto Novo e anexado ao município de Caraguatatuba.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Caraguatatuba e Porto Novo.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte

Caraguatatuba (SP). Prefeitura. 2014. Disponível em: http://www.portal.caraguatatuba.sp.gov.br. Acesso em: mar. 2014.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.18.0