Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Praça 9 de julho, Rua 19 de setembro, e o centro da cidade de Guararema (SP) - 1958
Praça 9 de julho, Rua 19 de setembro, e o centro da cidade de Guararema (SP) - 1958
Plantação de pessegueiros, no município de Guararema (SP) - 1958

Mais fotos
Plantação de repolho : Município de Guararema (SP) - 1958
Lavradores lavrando um campo, onde serão plantadas hortaliças (SP) - 1958
Fazenda Merenda, cafezal novo em uma encosta : Município de Guararema (SP) - 1958

Mais fotos

História

GUARAREMA SÃO PAULO
HISTÓRICO
Na região do médio Paraíba, surgiu o povoado de Guararema, fundado em meados do século XVI, por Gaspar Cardoso, Capitão Mór de Mogi das Cruzes, chamando-se inicialmente Arraial da Escada.
Em 1654, os frades capuchinhos, levantaram uma capela em louvor a Nossa Senhora da Escada, segundo dizem, porque havia uma escada entre a barranca do rio e o lugar onde se ergueu a capela.
Em 1872, pela Lei nº 1, foi elevado a Distrito de Paz.
Foram seus primeiros dirigentes: Benedito Antônio de Paula, Antônio de Mello Franco e Joaquim Alves Pereira. Como vigário da nova paróquia veio o Padre Miguel Piemont e a 3 de julho de 1872 a capela Nossa Senhora da Escada foi instituída canonicamente e, hoje, faz parte do Patrimônio Histórico Nacional.
Em 1875 Dona Laurinda de Souza Leite a fim de auxiliar uma ex-escrava - Maria Florência, doou-lhe um quinhão de terra situado às margens do rio Paraíba, pouco acima do ribeirão Guararema. Maria Florência construiu, com o auxílio de outras pessoas, uma capela a São Benedito, que atraindo outros moradores originou o vilarejo Guararema, palavra tupi-guarani, que significa ”Pau d’alho”, devido à abundância dessa árvore na região.
Em 1876 inaugurou-se trecho da Estrada de Ferro Central do Brasil, entre Mogi das Cruzes e Jacareí, com passagem por Guararema.
Em 1890, a sede do Distrito de Paz da Escada foi transferido para o povoado.

GENTÍLICO: GUARAREMENSE
FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA
Freguesia criada com a denominação de Nossa Senhora da Escada, por lei provincial nº 9, de 19 de fevereiro de 1846, no Município de Mogi das Cruzes.
Revogada por lei provincial nº 6, de 23 de maio de 1850; Restabelecida Lei nº 1, de 28 de fevereiro de 1872, foi transferida a sede para a povoação de Guararema por decreto nº 8, de 8 de janeiro de 1890.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Guararema, por Lei Estadual nº 528, de 03 de junho de 1898, desmembrado de Mogi das Cruzes. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação verificou-se no dia 19 de setembro de 1899.
Cidade por Lei Estadual nº 1038, de 19 de dezembro de 1906.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Município de Guararema se compõe do Distrito Sede.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Guararema figura com o Distrito Sede.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao decreto­lei estadual nº. 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Guararema pertence ao termo judiciário de Mogi das Cruzes, da comarca de Mogi das Cruzes, e permanece com o Distrito Sede.
No quadro fixado, pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Município de Guararema é composto de 1 só Distrito, Guararema e pertence ao termo de Mogi das Cruzes, da comarca de Mogi das Cruzes, da comarca de Mogi das Cruzes.
Em virtude do Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de Guararema ficou composto DO Distrito Sede e pertence à comarca de Mogi das Cruzes.
Assim permanece nos quadros territoriais fixados pelas Leis Estaduais nos 233, de 24-XII-1948 e 2456, de 30-XII-1953 e para vigorar, respectivamente, nos períodos 1949/1953 e 1954/1958.
Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído do Distrito Sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.11