Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Não há fotos para este município

História

Segundo registro histórico, José Teodoro de Souza foi o mais antigo posseiro da região. Em 1871, vendeu terras situadas no atual Distrito de Conceição de Monte Alegre a Antônio de Paiva e a Manoel Pereira Alvim. Este último, tendo-se estabelecido às margens do Córrego Bugio, na cabeceira do Ribeirão São Mateus, aí plantou cerca de 2000 pés de café, fator indubitável da fixação.
Conceição de Monte Alegre compreendia uma área das barrancas do rio Paraná, entre os rios Paranapanema e Peixe, incluindo todas as vertentes deste último.
José Teodoro da Silva, Jerônimo Vieira, Capitão Olímpio Viriato, Vicente Henrique Silva, os Paiva, os Pereira Alvim, os Carvalho, os Moreira e outros instalaram-se com suas famílias no sertão, onde, não raro, se viram obrigados a travar combates com os indígenas, das tribos dos Caiúas, Xavantes e Coroados.
Domingos Paulino Vieira loteou as terras circunvizinhas à estação ferroviária em construção, o que deu começo ao povoado de Moita Bonita.
O topônimo Paraguaçu é de origem tupi-guarani e significa Grande Mar ou Rio Grande.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Paraguaçu, pela Lei Estadual n.º 1.943, de 18-12-1923, subordinado ao município de Conceição de Monte Alegre.
Elevado à categoria de município com a denominação de Paraguaçu, pela Lei n.º 2.032, de 30-12-1924, desmembrado do município de Sapezal. Sede no atual distrito de Paraguaçu. Constituído do distrito sede. Instalado em 12-03-1925.
Em divisão referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.
Pelo Decreto-lei n.º 6.638, de 31-08-1934, é criado o distrito de Borá e anexado ao município de Paraguaçu.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 2 distritos: Paraguaçu e Borá.
Pelo Decreto Estadual n.º 9.775, de 30-11-1938, o município de Paraguaçu adquiriu os distritos de Sapezal e Conceição do Monte Alegre, do extinto município de Sapezal.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído 4 distritos: Paraguaçu, Borá, Conceição de Monte Alegre e Sapezal.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 14.334, de 30-11-1944, o município Paraguaçu passou a denominar-se Araguaçu.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município já denominado Araguaçu é constituído de 4 distritos: Araguaçu, Borá, Conceição do Monte Alegre e Sapezal.
Pela Lei Estadual n.º 233, de 24-12-1948, o município de Araguaçu passou a denominar-se Paraguaçu Paulista.
Em divisão territorial datada de I-VII-1955, o município já denominado Paraguaçu Paulista é constituído de 4 distritos: Paraguaçu Paulista, Borá, Conceição do Monte Alegre e Sapezal.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 8.092, de 28-02-1964, é desmembrado do município de Paraguaçu Paulista o distrito de Borá. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 3 distritos: Paraguaçu Paulista, Conceição de Monte Alegre e Sapezal.
No ano de 2003, o Bairro da Roseta-Paramirim foi transformado no Distrito da Roseta, pela Lei Municipal nº. 2.279 de 04 de Agosto de 2003.
Em divisão territorial datada de 11/12/2012 , o município é constituído de 4 distritos: Paraguaçu Paulista, Conceição de Monte Alegre, Sapezal e Roseta.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2020.

Fonte

PARAGUAÇU PAULISTA (SP). In: Enciclopédia dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1957-1964. v. 29, p. 225-229. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_29.pdf . Acesso em: 11 de fev. 2020.
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.6.23.1