Aniversários dos Municípios
< Voltar
Selecionar local
Estados
Municípios
Todos
Por estado
Selecione o estado:
  • Acre
  • Alagoas
  • Amapá
  • Amazonas
  • Bahia
  • Ceará
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Paraíba
  • Pará
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Rondônia
  • Roraima
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo
  • Tocantins
0 de 5570 municípios

Nenhum município encontrado.

Nenhum município encontrado.

Fotos

Fazenda de café : Município de Pirajuí (SP) - 1957
Colônia de café : Município de Pirajuí (SP) - 1957
Mata, café e pasto : Município de Pirajuí (SP) - 1957
Vista de Pirajuí (SP) - 1957
Estrada pavimentada em direção de Pirajuí com áreas de canaviais (SP) - 1960
Depósito de madeira, vinda do Paraná : Município de Pirajuí (SP) - 1960
Veja mais fotos

História

PIRAJUÍ SÃO PAULO
HISTÓRICO
O desbravamento do espigão entre os rios Dourado e Feio iniciou-se em 1888 e já no ano seguinte vários colonizadores, como João Justino da Silva, Cel. Joaquim de Toledo Piza e Almeida, Adão Bonifácio Dias, Leão Cerqueira, Inácio Vidal dos Santos Abreu, Luiz Wolf, Clementino Rodrigues da Silva, Salvador da Costa Sarico e outros,conquistaram então habitada por Índios Couvades. As terras para o cultivo do café. Em poucos anos esse tipo de economia agrícola tomava toda a região.
Em 1902, João Justino da Silva e outros resolveram fundar um patrimônio, ao qual deram o nome de São Sebastião do Pouso Alegre, e em 1904 já foi rezada a 1a missa na capela erigida em louvor a São Sebastião.
Com a extensão dos trilhos da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, o povoado ganhou impulso e foi elevado a categoria de distrito de paz em dezembro de 1907, alterando-se-lhe o nome para Pirajuhi (do tupi, segundo Theodoro Sampaio, “pirá-yuba­y”, rio do peixe amarelo ou dourado), mais tarde, Pirajuí.
A lavoura cafeeira teve tal progresso, que chegou a contar 35 milhões de pés, recebendo o cognome de “o maior município cafeeiro do mundo “.

GENTÍLICOS: PIRAJUENSE
FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA
Distrito criado com a denominação de Pirajuí (ex-Pirajuhy), por Lei Estadual no 1105, de 02 de dezembro de 1907, no Município de Bauru.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no Município de Bauru.
Elevado à categoria de município com a denominação de Pirajuí, por Lei Estadual no 1428, de 03 de dezembro de 1914, desmembra de Bauru. Constituído de Distrito Sede. Sua instalação verificou-se em 29 de março de 1915.
Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, o Município de Pirajuí se compõe de 2 Distritos: Pirajuí e Cafelândia.
Lei no 2113, de 30 de dezembro de 1925, desmembra do Município de Pirajuí o Distrito de Cafelândia.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município se compõe de 4 Distritos: Pirajuí, Corredeira, Guarantã e Pongaí.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o Município de Pirajuí compreende o único têrmo judiciário da comarca de Pirajuí e se divide em 7 Distritos: Pirajuí, Batalha, Corredeira, Guarantã, Pongaí, Santo Antônio do Uru e Balbinos.
Em divisão territorial de 31-XII-1937, o Município de Pirajuí permanece como único têrmo judiciário da comarca de Pirajuí e figura com 7 Distritos: os mesmos citados em 1936 e mais o de Reginópolis (Ex-Batalha).
No quadro ao Decreto-lei Estadual no 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Pirajuí é o único têrmo judiciário da comarca de Pirajuí e se compõe dos seguintes Distritos: Pirajuí, Balbinos, Corredeira, Guarantã, Pongaí, Reginópolis e Santo Antônio do Uru.
No quadro fixado pelo Decreto-lei Estadual no 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Município de Pirajuí é composto de 7 Distritos: Pirajuí, Balbinos, Reginópolis, Corredeira, Guarantã, Pongaí e Uru - e é têrmo único da comarca de Pirajuí, têrmo êste formado por 2 Municípios: Pirajuí e Presidente Alves.
Decreto-Lei Estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, cria o Distrito de Pradinia e incorpora ao Município de Pirajuí. O referido Decreto Estadual desmembra do Município de Pirajuí o Distrito de de Guarantã. Em virtude do Decreto-lei Estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou
o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de Pirajuí ficou composto de 7 Distritos: Pirajuí, Balbinos, Corredeira, Pongaí, Pradínia, Reginópolis e Uru. Constitui o único têrmo judiciário da comarca de Pirajuí, a qual é formada pelos Municípios de Pirajuí, Guarantã e Presidente Alves.
Aparece no quadro fixado pela Lei no 233, de 24-XII-1948 para vigorar em 1949­1953, composto de 6 Distritos: Pirajuí, Balbinos, Corredeira, Pradínia, Santo Antônio da Estiva e Uru e no fixado pela Lei no 2456, de 30-XII-1953, para 1954-1958, de 4 Distritos: Pirajuí, Corredeira, Pradínia e Santo Antônio da Estiva, comarca de .Pirajuí menos os Distritos de Balbinos e Uru. Elevados à categoria de município pela mesma Lei.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído de 4 Distritos: Pirajuí, Corredeira, Pradinia e Santo Antonio da Estiva. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Fonte

IBGE
© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística | v4.3.41